Meu Perfil
Um blog de esquerda sobre política, literatura, música e cultura em geral, com algum arquivo sobre futebol. Estamos na rede desde 28/10/2004.



Email:
idelberavelar arroba gmail ponto com

No Twitter No Facebook No Formspring No GoogleReader RSS/Assine o Feed do Blog

O autor
Curriculum Vitae
 Página pessoal em Tulane


Histórico
 setembro 2015
 dezembro 2014
 outubro 2014
 maio 2014
 abril 2014
 maio 2011
 março 2011
 fevereiro 2011
 janeiro 2011
 dezembro 2010
 novembro 2010
 outubro 2010
 setembro 2010
 agosto 2010
 agosto 2009
 julho 2009
 junho 2009
 maio 2009
 abril 2009
 março 2009
 fevereiro 2009
 janeiro 2009
 dezembro 2008
 novembro 2008
 outubro 2008
 setembro 2008
 agosto 2008
 julho 2008
 junho 2008
 maio 2008
 abril 2008
 março 2008
 fevereiro 2008
 janeiro 2008
 dezembro 2007
 novembro 2007
 outubro 2007
 setembro 2007
 agosto 2007
 julho 2007
 junho 2007
 maio 2007
 abril 2007
 março 2007
 fevereiro 2007
 janeiro 2007
 novembro 2006
 outubro 2006
 setembro 2006
 agosto 2006
 julho 2006
 junho 2006
 maio 2006
 abril 2006
 março 2006
 janeiro 2006
 dezembro 2005
 novembro 2005
 outubro 2005
 setembro 2005
 agosto 2005
 julho 2005
 junho 2005
 maio 2005
 abril 2005
 março 2005
 fevereiro 2005
 janeiro 2005
 dezembro 2004
 novembro 2004
 outubro 2004


Assuntos
 A eleição de Dilma
 A eleição de Obama
 Clube de leituras
 Direito e Justiça
 Fenomenologia da Fumaça
 Filosofia
 Futebol e redondezas
 Gênero
 Junho-2013
 Literatura
 Metablogagem
 Música
 New Orleans
 Palestina Ocupada
 Polí­tica
 Primeira Pessoa



Indispensáveis
 Agência Carta Maior
 Ágora com dazibao no meio
 Amálgama
 Amiano Marcelino
 Os amigos do Presidente Lula
 Animot
 Ao mirante, Nelson! (in memoriam)
 Ao mirante, Nelson! Reloaded
 Blog do Favre
 Blog do Planalto
 Blog do Rovai
 Blog do Sakamoto
 Blogueiras feministas
 Brasília, eu vi
 Cloaca News
 Consenso, só no paredão
 Cynthia Semíramis
 Desculpe a Nossa Falha
 Descurvo
 Diálogico
 Diário gauche
 ¡Drops da Fal!
 Futebol política e cachaça
 Guaciara
 Histórias brasileiras
 Impedimento
/  O Ingovernável
 Já matei por menos
 João Villaverde
 Uma Malla pelo mundo
 Marjorie Rodrigues
 Mary W
 Milton Ribeiro
 Mundo-Abrigo
 NaMaria News
 Na prática a teoria é outra
 Opera Mundi
 O palco e o mundo
 Palestina do espetáculo triunfante
 Pedro Alexandre Sanches
 O pensador selvagem
 Pensar enlouquece
 Politika etc.
 Quem o machismo matou hoje?
 Rafael Galvão
 Recordar repetir elaborar
 Rede Brasil Atual
 Rede Castor Photo
 Revista Fórum
 RS urgente
 Sergio Leo
 Sexismo na política
 Sociologia do Absurdo
 Sul 21
 Tiago Dória
 Tijolaço
 Todos os fogos o fogo
 Túlio Vianna
 Urbanamente
 Wikileaks: Natalia Viana



Visito também
 Abobrinhas psicodélicas
 Ademonista
 Alcinéa Cavalcante
 Além do jogo
 Alessandra Alves
 Alfarrábio
 Alguém testou
 Altino Machado
 Amante profissional
 Ambiente e Percepção
 Arlesophia
 Bala perdida
 Balípodo
 Biajoni!
 Bicho Preguiça
 Bidê Brasil
 Blah Blah Blah
 Blog do Alon
 Blog do Juarez
 Blog do Juca
 Blog do Miro
 Blog da Kika Castro
 Blog do Marcio Tavares
 Blog do Mello
 Blog dos Perrusi
 Blog do Protógenes
 Blog do Tsavkko, Angry Brazilian
 Blogafora
 blowg
 Borboletas nos olhos
 Boteco do Edu
 Botequim do Bruno
 Branco Leone
 Bratislava
 Brontossauros em meu jardim
 A bundacanalha
 Cabaret da Juju
 O caderno de Patrick
 Café velho
 Caldos de tipos
 Cão uivador
 Caquis caídos
 O carapuceiro
 Carla Rodrigues
 Carnet de notes
 Carreira solo
 Carta da Itália
 Casa da tolerância
 Casa de paragens
 Catarro Verde
 Catatau
 Cinema e outras artes
 Cintaliga
 Com fé e limão
 Conejillo de Indias
 Contemporânea
 Contra Capa
 Controvérsia
 Controvérsias econômicas
 Conversa de bar
 Cria Minha
 Cris Dias
 Cyn City
 Dançar a vidao
 Daniel Aurélio
 Daniel Lopes
 de-grau
 De olho no fato
 De primeira
 Déborah Rajão
 Desimpensável/b>
 Diário de Bordo
 Diario de trabajo
 Didascália e ..
 Diplomacia bossa nova
 Direito e internet
 Direitos fundamentais
 Disparada
 Dispersões, delírios e divagações
 Dissidência
 Dito assim parece à toa
 Doidivana
 Dossiê Alex Primo
 Um drible nas certezas
 Duas Fridas
 É bom pra quem gosta
 eblog
 Ecologia Digital
 Educar para o mundo
 Efemérides baianas
 O escrevinhador
 Escrúpulos Precários
 Escudinhos
 Estado anarquista
 Eu sei que vivo em louca utopia
 Eu sou a graúna
 Eugenia in the meadow
 Fabricio Carpinejar
 Faca de fogo
 Faça sua parte
 Favoritos
 Ferréz
 Fiapo de jaca
 Foi feito pra isso
 Fósforo
 A flor da pele
 Fogo nas entranhas
 Fotógrafos brasileiros
 Frankamente
 Fundo do poço
 Gabinete dentário
 Galo é amor
'  Garota coca-cola
 O gato pré-cambriano
 Geografias suburbanas
 Groselha news
 Googalayon
 Guerrilheiro do entardecer
 Hargentina
 Hedonismos
 Hipopótamo Zeno
 História em projetos
 Homem do plano
 Horas de confusão
 Idéias mutantes
 Impostor
 Incautos do ontem
 O incrível exército Blogoleone
 Inquietudine
 Inside
 Interney
 Ius communicatio
 jAGauDArTE
 Jean Scharlau
 Jornalismo B
 Kit básico da mulher moderna
 Lady Rasta
 Lembrança eterna de uma mente sem brilho
 A Lenda
 Limpinho e cheiroso
 Limpo no lance
 Língua de Fel
 Linkillo
 Lixomania
 Luz de Luma
 Mac's daily miscellany
 O malfazejo
 Malvados
 Mar de mármore
 Mara Pastor
 Márcia Bechara
 Marconi Leal
 Maria Frô
 Marmota
 Mineiras, uai!
 Modos de fazer mundos
 Mox in the sky with diamonds
 Mundo de K
 Na Transversal do Tempo
 Nación apache
 Nalu
 Nei Lopes
 Neosaldina Chick
 Nóvoa em folha
 Nunca disse que faria sentido
 Onde anda Su?
 Ontem e hoje
 Ou Barbárie
 Outras levezas
 Overmundo
 Pálido ponto branco
 Panóptico
 Para ler sem olhar
 Parede de meia
 Paulodaluzmoreira
 Pecus Bilis
 A pequena Matrioska
 Peneira do rato
 Pictura Pixel
 O pífano e o escaninho
 Pirão sem dono
 políticAética
 Política & políticas
 Política Justiça
 Politicando
 Ponto e contraponto
 Ponto media
 Por um punhado de pixels
 Porão abaixo
 Porco-espinho e as uvas
 Posthegemony
 Prás cabeças
 Professor Hariovaldo
 Prosa caótica
 Quadrado dos Loucos
 Quarentena
 Que cazzo
 Quelque chose
 Quintarola
 Quitanda
 Radioescuta Hi-Fi
 A Realidade, Maria, é Louca
 O Reduto
 Reinventando o Presente
 Reinventando Santa Maria
 Retrato do artista quando tolo
 Roda de ciência
 Samurai no Outono
 Sardas
 Sérgio Telles
 Serbão
 Sergio Amadeu
 Sérgio blog 2.3
 Sete Faces
 Sexismo e Misoginia
 Silenzio, no hay banda
 Síndrome de Estocolmo
 O sinistro
 Sob(re) a pálpebra da página
 Somos andando
 A Sopa no exílio
 Sorriso de medusa
 Sovaco de cobra
 Sub rosa v.2
 SublimeSucubuS
 Superfície reflexiva
 Tá pensando que é bagunça
 Talqualmente
 Taxitramas
 Terapia Zero
 A terceira margem do Sena
 Tiago Pereira
 TupiWire
 Tom Zé
 Tordesilhas
 Torre de marfim
 Trabalho sujo
 Um túnel no fim da luz
 Ultimas de Babel
 Um que toque
 Vanessa Lampert
 Vê de vegano
 Viajando nas palavras
 La vieja bruja
 Viomundo
 Viraminas
 Virunduns
 Vistos e escritos
 Viva mulher
 A volta dos que não foram
 Zema Ribeiro







selinho_idelba.jpg


Movable Type 3.36
« Caso Importante na Suprema Corte Americana envolvendo Direito Intelectual :: Pag. Principal :: "Continuidade dos Parques", de Julio Cortázar »

terça-feira, 05 de abril 2005

Orgiástica Comemoração Basquética

Carolina.jpg

Hoje o Biscoito não bloga sobre nada. A Carolina do Norte, minha primeira escola, é campeã nacional de basquete!

Em 1990, eu saí de BH porque uma certa universidade daqui me prometeu uma bolsa: a cidade em questão se chamava Chapel Hill. O bichinho tinha 40.000 habitantes e recebia um futuro-blogueiro que havia jurado nunca morar em nenhum lugar onde não houvesse pelo menos 500.000 seres humanos. Eu me enganei com aquele pueblo. Tinha 40.000 habitantes, mas lá havia mais fítas VHS com filmes indianos do que em todo o território brasileiro, mais restaurantes mediterrâneos que em toda Buenos Aires. Seriamente cosmopolita, o lugar. A cidade tem uma linda história: o ultra-reacionário senador republicano Jesse Helms uma vez fez campanha prometendo colocar uma "cerca" em volta da cidade. O astral é leve, progressista, hospitaleiro. Digamos o seguinte: é o que seria Curitiba se ela tivesse o tamanho de Caxambu.

Lá eu morei seis anos, fui lindamente recebido. A Universidade da Carolina do Norte é a mais antiga universidade pública dos EUA e peça chave na história da desmontagem do racismo no sul do país. O grande técnico do time de basquete durante as décadas de 1960-90, Dean Smith, é conhecido por seu papel chave nos sit-ins anti-racistas dos anos 60 (estilo: vou sentar aqui neste restaurante com meus amigos negões e quero ver quem vai deixar de nos servir, vai dizer?). Admiração, admiração infinita por Dean Smith. Em Carolina Michael Jordan aprendeu não só a ser o melhor basqueteiro do mundo, mas também a ser homem. Eu tenho orgulho de ter um mestrado em literaturas luso-brasileiras pela Universidade da Carolina do Norte (a tese foi sobre o primeiro e único Guimarães Rosa). Torço fervorosamente por eles no basquete.

Na grande finalíssima da noite de hoje contra Illinois, Carolina mostrou porque é a grande escola do basquete. O blogueiro Michael Bérubé cantou vitória para Illinois antes da hora, aceitou minha aposta e me deve uns pacotinhos de livros.

Foi memorável a festa. Para informação geral, o blogueiro não fumou nenhum cigarro.

PS futebólico 1: não percam os extraordinários textos de Ubiratan Leal sobre o esquema de Parreira, sobre o aniversário de um dos mais legendários clubes de futebol do mundo, o grande Boca Juniors e sobre o que teria sido do futebol brasileiro se não se houvessem desenvolvido os campeonatos estaduais.

PS futebólico 2: quanto ao estado das previsões do Biscoito, acertamos São Paulo e erramos Rio e Minas. Tudo indica que acertaremos Rio Grande, Goiás e Pernambuco. A final do Paraná é Atlético e Coritiba, portanto tudo pode acontecer. O Biscoito aposta no Furacão. Dando tudo certo manteremos a média do ano passado, de acertar uns 70% dos palpites.

PS futebólico 3: No quesito bibliografia acerca do futebol, não há dúvida, a Argentina nos dá de 10 x 0. Só agora começaram a sair em massa bons livros sobre o futebol em português. Sugiro três, muito em especial: sobre as falcatruas da FIFA há Como eles roubaram o jogo, de David Yollop (acerca dele ver posts do Rei Açúcar e do Ubiratan), sobre as origens do futebol no Rio , Footballmania: Uma História Social do Futebol no Rio de Janeiro, 1902-1938, de Leonardo Affonso de Miranda Pereira e sobre a história das relações futebol-política Vencer ou Morrer: Futebol, Geopolítica e Identidade Nacional, de Giberto Agostinho.

PS futebólico 4: Tostão mais uma vez deu show de bola na sua coluna do domingo na Folha. Diz o mestre Tusta: houve contra o Uruguai uma seleção brasileira sem áudio e outra com áudio -a da TV Globo, que transmitiu o jogo. A seleção sem áudio, real, jogou com muita garra, marcou bem no meio-campo e na defesa, mas teve pouquíssimo brilho. Do meio-campo para a frente, ficava embolada com três duplas na faixa central (dois volantes, dois meias e dois atacantes). Ninguém atuava pelos lados . . . A seleção com áudio, a que é assimilada e repetida pela maioria das pessoas e que passa a ser a verdadeira, fez uma grande partida, além de jogar com garra. Parecia que o Brasil dominava o jogo e que as grandes chances de gol eram da seleção brasileira. Tostão diz tudo com uma classe impressionante. O que fazem a Rede Globo de Televisão e o Sr. Galvão Bueno nas transmissões de futebol da seleção brasileira é um atentado contra o público, contra o Brasil, contra a objetividade, contra o jornalismo esportivo e contra a inteligência de qualquer ser humano que saiba diferenciar um escanteio de um arremesso lateral. É uma palhaçada, pura e simplesmente. É uma questão de democracia derrubar a voz desse homem.

PS 5: Contei que nós somos campeões?



  Escrito por Idelber às 01:08 | link para este post | Comentários (29)


Comentários

#1

Já que o Biscoito não bloga sobre nada, a Sheila também não comenta sobre nada. Mas passa para deixar um beijo ao Idelber :)

Sheila em abril 5, 2005 4:23 AM


#2

eu não consigo escutar narração da tevê. nunca. ligo a tevê e o rádio na AM ao mesmo tempo. e se tudo na minha vida der errado, ok, ponho o Galvão na lista da minha AK47, ao lado do Congresso.

tiagón em abril 5, 2005 6:59 AM


#3

A final da Liga Universitaria foi transmitida pela ESPN internacional para todo BRasil

Perivaaaaldo em abril 5, 2005 7:32 AM


#4

O Galvão é o Lombardi do futebol brasileiro. Ou, adaptando à atmosfera daí, é o nosso Don Pardo. :-)

Nelson Moraes em abril 5, 2005 8:52 AM


#5

Idelber, saiu também a tradução de "Como o futebol explica o mundo" de Franklin Foer (Jorge Zahar). A resenha da "Carta Capital" faz algumas ressalvas, mas recomenda o livro.

Guto em abril 5, 2005 9:28 AM


#6

1) parabéns pelo seu baskete campeão
2) a coluna do Tostão é uma das coisas mais inteligentes da crônica esportiva nacional (acho que é, na verdade, mais do que crônica "esportiva")
3) ou você vê o jogo ou você "escuta". São duas coisas diferentes, principalmente quando o ufanismo balofo do Galvão Bueno está no ar... argh!

Cláudio Costa em abril 5, 2005 9:37 AM


#7

Adorei a descrição "Curitiba com tamanho de Caxambú".
Faz todo sentido. Parabéns pelo campeonato e, acima de tudo, por não ter fumado!

Viva em abril 5, 2005 10:20 AM


#8

First of all..

Parabéns ao vosso time e eu como Curitibano não residente e torcedor do Coritiba espero realmente que essa vossa previsão esteja furada!

Abraços e mais uma vez parabéns!

John Coffey em abril 5, 2005 10:39 AM


#9

Idelber, Pernambuco já deu Santa Cruz. Acertou? Já o Atlético resolve seus problemas da velha forma, demitiu o técnico. Abraço.

Reginaldo Siqueira em abril 5, 2005 10:42 AM


#10

Gostei então da vitória de North Carolina. Um amigo meu aqui do trabalho também estudou lá e estava torcendo bastante.

Leila em abril 5, 2005 10:47 AM


#11

Idelber, que bom encontrar voce blogando, velho companheiro de jornadas Clarkeanas e Rectorianas em Chapel Hill. Vi uns comentarios seus no blog do Dr. Berube e assim descobri o biscoito.

Se nao me engano, o Michael Jordan tambem aprendeu Portugues em Chapel Hill.

Carlos em abril 5, 2005 11:31 AM


#12

Caros amigos, bom dia para todo mundo. Grande Carlos, bem-vindo a este blog!! Vejam vocês como é a blogosfera: Carlos e eu trabalhamos juntos na Carolina do Norte há mais de 10 anos e há mais de 10 anos não nos víamos! Seja bem-vindo a este minifúndio de um humilde Tar Heel!!! Como vemos, Carlos também já tem o seu blog. E tem razão: Michael Jordan estudou português em Chapel Hill.

Reginaldo, eu me distraí de Pernambuco por um fim de semana e não acompanhei. Deu Santa? Eu tinha previsto Náutico, que formou um bom time de garotos este ano. Mais uma previsão errada então.

Guto: eu não conheço esse livro! É legal? O título parece interessantíssimo!

John, boa-sorte para vocês, coxas-brancas. Nessa final aí realmente pode dar qualquer coisa. Abraços para todos que não citei, e obrigado ao Nelson por outra pérola frasística: Galvão Bueno, a voz da nossa desgraça!

Quanto à minha aposta com o grande Michael Bérubé, ele perdeu a esportiva e apelou!

Idelber em abril 5, 2005 12:26 PM


#13

Idelber, Idelber... Apostar no "Furacão" ?? Logo você, que estava indo tão bem. Sinto muito, mas no Paraná, quem manda é o alvi-verde do Alto da Glória.

E em relação a livros sobre futebol, recomendo o excelente "Futebol: O Brasil em Campo", do inglês Alex Bellos.

Ricardo em abril 5, 2005 12:37 PM


#14

Caro Ricardo, o livro do Bellos realmente é excelente, eu também recomendo (para os que moram fora do Brasil, a edição original é esta).

Tenho simpatia pelo coxa-branca e há uma velha amizade entre as torcidas do alvi-verde e do Galo. Minha única birra com o Coritiba é essa absurda troca do U pelo O no nome do time, por causa de puritanismo. Será uma grande final, boa sorte prá vocês.

Idelber em abril 5, 2005 1:00 PM


#15

Idelber, parabéns pelo blog! Manteu o padrão do outro, mas sem as tosquices à UOL.

Esse texto me deu um insight, me deu uma luz que me deixou feliz! Não foi nada que você escreveu em si, mas o que você disse sobre o técnico sentar no bar com os negões.

Isso não me fará sentar ou deixar de sentar com negões (o que hoje não há nada de mais para qualquer um). Mas a ação, de ir contra a sociedade numa época como aquela é louvável e me insaiteia idéias sobre o que fazer quando eu for me alistar!

Valeu e continue com o trabalho!

Diego em abril 5, 2005 2:56 PM


#16

joguei no time de BOLA AO CESTO no colégio e isso criou traumas tão profundos que não posso nem pensar em assistir a um jogo que lembro do meu técnico, o ANATALAEL, gritando: "Biajoni, Biajoni, é pro outro lado, meu filho!".

Biajoni em abril 5, 2005 3:21 PM


#17

Depende do livro, Alexandre. Se for literatura de ficção e clássicos, uma boa fonte é o Projeto Gutemberg.

Idelber em abril 5, 2005 4:34 PM


#18

Definitivamente, não gosto de basquete. Não consigo vibrar com um jogo onde uns grandões tentam lançar uma bolinha ao cesto. Um dos motivos é o fato de eu nunca ter consiguido jogar uma partida. Tenho 1,65 m.

Emerson em abril 5, 2005 5:25 PM


#19

A há! O blog agora tem uma licença da Creative Commons. Só faltou agora copiar o código da licença para o código do blog (digo isso pq a minha extensão da CC não avisa qual é a licença desse blog).

Alexandre, você pode baixar alguns audio books no Projeto Gutenberg.

Bibi em abril 5, 2005 6:02 PM


#20

:D
O Idelber já respondeu.

Bibi em abril 5, 2005 6:02 PM


#21

Ahá! Bibi, a licença que escolhi é a clássica Attribution-NonCommercial-Share Alike. Para quem não é doutor no negócio como a Bibi, isto significa: uso ilimitado e atribuído do conteúdo deste site para fins não comerciais é permitido. Se você pegou e transformou conteúdo daqui, o trato é que você libera a apropriação e transformação também :)

Idelber em abril 5, 2005 6:11 PM


#22

Parabéns, de alguém que torceu contra. Também, vcs roubaram o nosso técnico, e eu deixei de ganhar 170 mangos no bolão do trabalho -- que eu tinha Illinois ganhando. Oh well.

Bruno em abril 5, 2005 6:42 PM


#23

Bruno, rapaz, onde você estava com a cabeça, apostar contra a UNC no basquete? O que faltava para a acabar as 'morridas na praia' do Roy era uma camisa com 'peso', sinceramente...

Estive lá no seu blog agora mesmo, adorei aquela história do horário do fechamento dos bares, mas nem comentei.. Abraços,

Idelber em abril 5, 2005 6:50 PM


#24

Acho basquete extremamente chato, mas se a minha primeira escola fosse campeã, eu soltaria fogos e daria pulinhos no melhor estilo Bambi.

Roberta Febran em abril 6, 2005 12:07 AM


#25

Já "respirei" basquete durante uns "4 anos" da minha vida !!! Fui Bi-Campeão pela escola em que estudava, "Carlindo Reis" !!! Não era, não é, e dificilmente será uma "Carolina do Norte" !!! hehehe... mas me trás boas lembranças !!! Hoje em dia já não me interesso muito pelo basquete !!! Vejo pouco a NBA, que já foi melhor, diga-se de passagem !!! Êita, Magic Johnson, Kareem Abdul Jabbar, Larry bird, entre outros: http://www.nba.com/history
Parabéns pelo título !!!
Grande abraço !!!

Reinaldo em abril 6, 2005 12:25 AM


#26

Agora eu vi a licença na barrinha. :)
A minha tem uma coisa a mais: o ShareAlike. Já que a maioria dos blogs do quais eu pego informação tem esse achei que devia fazer também.

Aliás quem me mostrou a Creative Commons, o Movablke Type, o Bloglines, o del.icio.us, Orkut e a Boing Boing foi meu namorado, só que a viciada nessas coisas sou eu.

Bibi em abril 6, 2005 5:32 AM


#27

Por falar em basquete e em Carolina do Norte, já tive um professor que lecionou neste universidade: Julio Pinto, mais conhecido como Doctor Pinto....Conhece? rsss...Deu aula até para M. Jordan (não de basquete) e sim de Semiótica

Perivaaaaldo em abril 6, 2005 8:49 AM


#28

Sobre audiobooks para baixar...

No Kazaa é mesmo ingrato procurar audiobooks. Só se vê Senhor dos Anéis, Harry Potter e a obra do Rabbit, que tem até em alemão. No SoulSeek a busca pode ser um pouco melhor, pero no mucho. Acho que já vi por lá a Montanha Mágica.
[]s

João M. em abril 6, 2005 12:07 PM


#29

Perivaldo, claro que conheço Julio Pinto! Foi meu professor na graduação, orientador de iniciação científica e em parte responsável por minha vinda aos EUA. Você teve aula com ele na Comunicação da UFMG? Você está em BH? Se tiver contato com Julio, diga ele que passe por aqui. :)

Idelber em abril 6, 2005 2:15 PM