Meu Perfil
Um blog de esquerda sobre política, literatura, música e cultura em geral, com algum arquivo sobre futebol. Estamos na rede desde 28/10/2004.



Email:
idelberavelar arroba gmail ponto com

No Twitter No Facebook No Formspring No GoogleReader RSS/Assine o Feed do Blog

O autor
Curriculum Vitae
 Página pessoal em Tulane


Histórico
 setembro 2015
 dezembro 2014
 outubro 2014
 maio 2014
 abril 2014
 maio 2011
 março 2011
 fevereiro 2011
 janeiro 2011
 dezembro 2010
 novembro 2010
 outubro 2010
 setembro 2010
 agosto 2010
 agosto 2009
 julho 2009
 junho 2009
 maio 2009
 abril 2009
 março 2009
 fevereiro 2009
 janeiro 2009
 dezembro 2008
 novembro 2008
 outubro 2008
 setembro 2008
 agosto 2008
 julho 2008
 junho 2008
 maio 2008
 abril 2008
 março 2008
 fevereiro 2008
 janeiro 2008
 dezembro 2007
 novembro 2007
 outubro 2007
 setembro 2007
 agosto 2007
 julho 2007
 junho 2007
 maio 2007
 abril 2007
 março 2007
 fevereiro 2007
 janeiro 2007
 novembro 2006
 outubro 2006
 setembro 2006
 agosto 2006
 julho 2006
 junho 2006
 maio 2006
 abril 2006
 março 2006
 janeiro 2006
 dezembro 2005
 novembro 2005
 outubro 2005
 setembro 2005
 agosto 2005
 julho 2005
 junho 2005
 maio 2005
 abril 2005
 março 2005
 fevereiro 2005
 janeiro 2005
 dezembro 2004
 novembro 2004
 outubro 2004


Assuntos
 A eleição de Dilma
 A eleição de Obama
 Clube de leituras
 Direito e Justiça
 Fenomenologia da Fumaça
 Filosofia
 Futebol e redondezas
 Gênero
 Junho-2013
 Literatura
 Metablogagem
 Música
 New Orleans
 Palestina Ocupada
 Polí­tica
 Primeira Pessoa



Indispensáveis
 Agência Carta Maior
 Ágora com dazibao no meio
 Amálgama
 Amiano Marcelino
 Os amigos do Presidente Lula
 Animot
 Ao mirante, Nelson! (in memoriam)
 Ao mirante, Nelson! Reloaded
 Blog do Favre
 Blog do Planalto
 Blog do Rovai
 Blog do Sakamoto
 Blogueiras feministas
 Brasília, eu vi
 Cloaca News
 Consenso, só no paredão
 Cynthia Semíramis
 Desculpe a Nossa Falha
 Descurvo
 Diálogico
 Diário gauche
 ¡Drops da Fal!
 Futebol política e cachaça
 Guaciara
 Histórias brasileiras
 Impedimento
/  O Ingovernável
 Já matei por menos
 João Villaverde
 Uma Malla pelo mundo
 Marjorie Rodrigues
 Mary W
 Milton Ribeiro
 Mundo-Abrigo
 NaMaria News
 Na prática a teoria é outra
 Opera Mundi
 O palco e o mundo
 Palestina do espetáculo triunfante
 Pedro Alexandre Sanches
 O pensador selvagem
 Pensar enlouquece
 Politika etc.
 Quem o machismo matou hoje?
 Rafael Galvão
 Recordar repetir elaborar
 Rede Brasil Atual
 Rede Castor Photo
 Revista Fórum
 RS urgente
 Sergio Leo
 Sexismo na política
 Sociologia do Absurdo
 Sul 21
 Tiago Dória
 Tijolaço
 Todos os fogos o fogo
 Túlio Vianna
 Urbanamente
 Wikileaks: Natalia Viana



Visito também
 Abobrinhas psicodélicas
 Ademonista
 Alcinéa Cavalcante
 Além do jogo
 Alessandra Alves
 Alfarrábio
 Alguém testou
 Altino Machado
 Amante profissional
 Ambiente e Percepção
 Arlesophia
 Bala perdida
 Balípodo
 Biajoni!
 Bicho Preguiça
 Bidê Brasil
 Blah Blah Blah
 Blog do Alon
 Blog do Juarez
 Blog do Juca
 Blog do Miro
 Blog da Kika Castro
 Blog do Marcio Tavares
 Blog do Mello
 Blog dos Perrusi
 Blog do Protógenes
 Blog do Tsavkko, Angry Brazilian
 Blogafora
 blowg
 Borboletas nos olhos
 Boteco do Edu
 Botequim do Bruno
 Branco Leone
 Bratislava
 Brontossauros em meu jardim
 A bundacanalha
 Cabaret da Juju
 O caderno de Patrick
 Café velho
 Caldos de tipos
 Cão uivador
 Caquis caídos
 O carapuceiro
 Carla Rodrigues
 Carnet de notes
 Carreira solo
 Carta da Itália
 Casa da tolerância
 Casa de paragens
 Catarro Verde
 Catatau
 Cinema e outras artes
 Cintaliga
 Com fé e limão
 Conejillo de Indias
 Contemporânea
 Contra Capa
 Controvérsia
 Controvérsias econômicas
 Conversa de bar
 Cria Minha
 Cris Dias
 Cyn City
 Dançar a vidao
 Daniel Aurélio
 Daniel Lopes
 de-grau
 De olho no fato
 De primeira
 Déborah Rajão
 Desimpensável/b>
 Diário de Bordo
 Diario de trabajo
 Didascália e ..
 Diplomacia bossa nova
 Direito e internet
 Direitos fundamentais
 Disparada
 Dispersões, delírios e divagações
 Dissidência
 Dito assim parece à toa
 Doidivana
 Dossiê Alex Primo
 Um drible nas certezas
 Duas Fridas
 É bom pra quem gosta
 eblog
 Ecologia Digital
 Educar para o mundo
 Efemérides baianas
 O escrevinhador
 Escrúpulos Precários
 Escudinhos
 Estado anarquista
 Eu sei que vivo em louca utopia
 Eu sou a graúna
 Eugenia in the meadow
 Fabricio Carpinejar
 Faca de fogo
 Faça sua parte
 Favoritos
 Ferréz
 Fiapo de jaca
 Foi feito pra isso
 Fósforo
 A flor da pele
 Fogo nas entranhas
 Fotógrafos brasileiros
 Frankamente
 Fundo do poço
 Gabinete dentário
 Galo é amor
'  Garota coca-cola
 O gato pré-cambriano
 Geografias suburbanas
 Groselha news
 Googalayon
 Guerrilheiro do entardecer
 Hargentina
 Hedonismos
 Hipopótamo Zeno
 História em projetos
 Homem do plano
 Horas de confusão
 Idéias mutantes
 Impostor
 Incautos do ontem
 O incrível exército Blogoleone
 Inquietudine
 Inside
 Interney
 Ius communicatio
 jAGauDArTE
 Jean Scharlau
 Jornalismo B
 Kit básico da mulher moderna
 Lady Rasta
 Lembrança eterna de uma mente sem brilho
 A Lenda
 Limpinho e cheiroso
 Limpo no lance
 Língua de Fel
 Linkillo
 Lixomania
 Luz de Luma
 Mac's daily miscellany
 O malfazejo
 Malvados
 Mar de mármore
 Mara Pastor
 Márcia Bechara
 Marconi Leal
 Maria Frô
 Marmota
 Mineiras, uai!
 Modos de fazer mundos
 Mox in the sky with diamonds
 Mundo de K
 Na Transversal do Tempo
 Nación apache
 Nalu
 Nei Lopes
 Neosaldina Chick
 Nóvoa em folha
 Nunca disse que faria sentido
 Onde anda Su?
 Ontem e hoje
 Ou Barbárie
 Outras levezas
 Overmundo
 Pálido ponto branco
 Panóptico
 Para ler sem olhar
 Parede de meia
 Paulodaluzmoreira
 Pecus Bilis
 A pequena Matrioska
 Peneira do rato
 Pictura Pixel
 O pífano e o escaninho
 Pirão sem dono
 políticAética
 Política & políticas
 Política Justiça
 Politicando
 Ponto e contraponto
 Ponto media
 Por um punhado de pixels
 Porão abaixo
 Porco-espinho e as uvas
 Posthegemony
 Prás cabeças
 Professor Hariovaldo
 Prosa caótica
 Quadrado dos Loucos
 Quarentena
 Que cazzo
 Quelque chose
 Quintarola
 Quitanda
 Radioescuta Hi-Fi
 A Realidade, Maria, é Louca
 O Reduto
 Reinventando o Presente
 Reinventando Santa Maria
 Retrato do artista quando tolo
 Roda de ciência
 Samurai no Outono
 Sardas
 Sérgio Telles
 Serbão
 Sergio Amadeu
 Sérgio blog 2.3
 Sete Faces
 Sexismo e Misoginia
 Silenzio, no hay banda
 Síndrome de Estocolmo
 O sinistro
 Sob(re) a pálpebra da página
 Somos andando
 A Sopa no exílio
 Sorriso de medusa
 Sovaco de cobra
 Sub rosa v.2
 SublimeSucubuS
 Superfície reflexiva
 Tá pensando que é bagunça
 Talqualmente
 Taxitramas
 Terapia Zero
 A terceira margem do Sena
 Tiago Pereira
 TupiWire
 Tom Zé
 Tordesilhas
 Torre de marfim
 Trabalho sujo
 Um túnel no fim da luz
 Ultimas de Babel
 Um que toque
 Vanessa Lampert
 Vê de vegano
 Viajando nas palavras
 La vieja bruja
 Viomundo
 Viraminas
 Virunduns
 Vistos e escritos
 Viva mulher
 A volta dos que não foram
 Zema Ribeiro







selinho_idelba.jpg


Movable Type 3.36
« O Mensalão e a Literatura :: Pag. Principal :: Cordel do Fogo Encantado em BH »

segunda-feira, 25 de julho 2005

No Que Eles Querem que a Gente Acredite

Alguns fatos:

1. Está provada a existência do mensalão. À ínfima minoria que ainda acredita que se trata de um complô para desestabilizar o socialista e revolucionário governo Lula - cuja política econômica é de responsabilidade do líder proletário Henrique Meirelles, oriundo das brigadas do Bank of Boston - pede-se mais uma vez que encare os fatos. Um bom lugar para começar seriam os 200 últimos posts do Noblat e os últimos 6 ou 7 dias da Folha ou do Globo.

2. A dupla Dilúvio e Velório, digo, Delúbio e Valério, optou pela estratégia óbvia: negar, negar, mentir, mentir. Sabedores de que a prática do caixa 2 é disseminada, confessam só a irregularidade do dinheiro não contabilizado, que é um crime eleitoral com pena máxima de 3 anos de reclusão. Flagrados só nesse crime, como réus primários, poderiam até mesmo cumprir a pena em liberdade ou simplesmente prestar "serviços à comunidade".

3. A quebra do sigilo bancário de Valério revela uma gigantesca máquina de corrupção envolvendo contribuições a campanhas, depois licitações fraudadas e retribuição dos beneficiados à camarilha em forma de milhões de reais que alimentam o lamaçal conhecido como mensalão. Fala-se hoje em quase 200 parlamentares sobre os quais a história teria respingado (lembram-se do Luiz Inácio que falava dos 300 picaretas com anel de doutor?).

O que Delúbio e Silvio Pereira querem que acreditemos é que essas centenas de milhões de reais movimentados via Valério, passando às mãos de parlamentares (ou a seus assessores ou cônjuges), eram só isso, "pagamento de despesas de campanha". Que eles fossem mentir era previsível.

O absurdo é que o Presidente Lula, ao invés de utilizar a entrevista concedida a Melissa Monteiro na França (e depois vendida por ela à Globo) para dar mostras de que quer a verdade, repete a cantilena de que "o que PT fez é simplesmente o que sempre foi feito no Brasil". Em outras palavras: O Presidente compromete-se com a versão de Delúbio e Valério, versão que facilmente desmoronará face à documentação já vista. Diz isso ao mesmo tempo em que se confessa - para eximir-se de culpa - "afastado" da vida partidária. E continua vendendo o conto do faz-de-conta, um delírio completamente inverossímil.

O PT ganharia muitos pontos com a sociedade e faria um grande serviço a si mesmo se tomasse a iniciativa de punir e desfiliar os membros - e o chefe - da gangue. Sim, porque trata-se de uma gangue. Com muitas ramificações, mas gangue. Antecipando-se, punindo quem deve ser punido e pedindo desculpas à sociedade, o partido poderia até, talvez, resgatar algo do seu compromisso histórico com a ética.

Acredito que isso vá acontecer? Não. É mais fácil o Galo ganhar o Campeonato Brasileiro que o PT fazer a autocrítica que deve fazer e tomar as providências necessárias. O mais provável é que o PT não faça nada e continue tapando o sol com a peneira. Francisco de Oliveira parece estar correto quando diz que o partido passou a representar outra classe: a dos ex-sindicalistas administradores de fundos de pensão. Mesmo sendo o mensalão a operação de uma gangue bem circunscrita, o pano de fundo que o possibilita é a ascensão de toda essa nova classe. Defendem seus privilégios com a raiva e o ódio que só possuem os novos-ricos. Por isso é bem provável que a vaca já tenha ido para o brejo e a "refundação" do PT fique no sonho.

Mas como eu sou atleticano, eu não desisto nunca.

O PT deve explicações à sociedade e a seus 800 mil filiados inclusive porque, por exemplo, como muita gente sabe, nem Chico Alencar, nem Eduardo Suplicy, nem Ivan Valente, nem Olívio Dutra, nem Miguel Rossetto, nem Marina Silva, nem dezenas de outras lideranças petistas que eu poderia citar, de todo o Brasil, estão envolvidas em esquemas de corrupção de licitações e superfaturamentos para pagamento de suborno a ninguém. E precisamente para que não paire dúvidas sobre os inocentes, o próprio PT deveria punir os culpados.

Porque além dos muitos que a gente sabe serem inocentes, está a turma da gray area, aqueles pelos quais eu não poria a mão no fogo.

E há, claro, os que nós sabemos serem bandidos.

Diz o jornalista José Casado no Globo, em excelente matéria publicada neste domingo: Dirceu se move no Congresso e no governo com a meticulosidade de quem se preocupa em construir uma defesa coordenada com a do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares, o ex-secretário do partido Sílvio Pereira e seus antigos assessores Waldomiro Diniz e Marcelo Sereno. Foi uma das sugestões que ouviu recentemente, para limitar a ação de adversários em busca de eventuais provas nessa etapa do processo político. “Não conseguiram encontrar indícios nem provas”, reafirmou em nota, sexta-feira.

O colunista Ilimar Franco, também no Globo, menciona o movimento interno para que Dirceu siga Silvinho e saia do partido. Isso seria, para mim, grosseiramente insuficiente. Estamos falando do chefe, ora bolas. Não basta ir embora. Tem que confessar e responder pelo que fez.

Também via Ilimar sabemos que ao partido ele [Dirceu] tem dito que desconhecia totalmente a operação financeira entre Delúbio Soares e Marcos Valério.

É possível tamanho cinismo?

É nisso que ele quer que a gente acredite.

Se o PT quisesse realmente investigar, de verdade pedir desculpas à sociedade e mudar de rumo - o que, insisto, seria não só eticamente correto mas políticamente inteligente - o primeiro passo seria chamar o chefe de Delúbio e de Silvinho, ou seja, José Dirceu, e exigir: conte tudo. Quem for culpado cai com você. Já não estamos discutindo se você vai perder ou não seu mandato. Estamos discutindo se você vai para a cadeia ou não.

Como isso não acontecerá, o PT passará mais uma vez pela vergonha de ir à reboque dos acontecimentos: no dia 02 de agosto, Dirceu será destroçado por Roberto Jefferson, pelo motivo bem simples de que este, neste caso, está dizendo a verdade. E aquele, a cada vez que fala, soa mais e mais como alguém que tem coisas a esconder.

E vai ser doce ver o aprendiz de ditador desmoronar, assim como foi doce ver Heloísa Helena tendo o seu dia de vingança interrogando Delúbio, que havia sido testemunha de acusação (imaginem!) no processo de expulsão imposto a ela pela camarilha de Dirceu em 2003.

Talvez, a longo prazo, algo muito bom saia de tudo isso.



  Escrito por Idelber às 00:40 | link para este post | Comentários (36)


Comentários

#1

Dirceu também seguirá para o paredão com aquela pose de Maria Antonieta, e só se livrará da cadeia pela clemência de seus pares, porque bala ele não tem mais.

E o "Menas Miséria"? O que pode acontecer com ele, daqui, digamos, uns seis meses?

Eu acredito em renúncia.

Iraldo em julho 25, 2005 6:49 AM


#2

Nossa solicitar que José Direceu conte a verdade seria demais de bom. Imagine ele reu confesso indo para a cadeia junto com todos os outros ladrões. Querer convencer a nação de que os milhões roubados são para campanha é realmente passar dos limites e achar que quem foi tolo ao ponto de ser roubado vai ser tolo para acreditar nos ladrões. Se o pais não quer outro presidente impedido de terminar o seu mandato que saia as ruas para pedir prisão para os ladrões. Ou isso ou ninguém mais paga imposto... será a Benedita...
Só eu cidadão honesto é que me F.

Rosa em julho 25, 2005 7:03 AM


#3

É, Idelber, considerando a situação do Galo, tá ruim mesmo de sair alguma coisa dessa lama toda...

Darcio em julho 25, 2005 8:57 AM


#4

Eu começo a achar que há um limite. O problema é que vai ser difícil o PT ir sozinho para o paredão; e o ponto em que a massa começar a feder muito, vai ser o ponto em que a pizza estará pronta. Com apoio de todos os pizzaiolos do Congresso e fora dele.

vamos ver.

smart shade of blue em julho 25, 2005 10:19 AM


#5

Idelber,

Gostei da análise.
Concordo com vc que o Lula perdeu uma ótima oportunidade de explicar-se naquela entrevista.
O mais incrível é que o PT com esse papo de "eu só faço o que os outros fazem", parece não compreender que o Brasil acreditou neles justamente por acreditar que fossem diferentes.

Mas enfim, eles sabem que não irá acontecer nada mesmo, já esqueceremos de tudo o que houve.

Quem eram os anões do orçamento mesmo?
O que houve com os processos contra Jader Barbalho e ACM?
E o Maluf? Sumiu?
E com as investigações sobre quam matou o PC Farias?

É isso aí meu caro, Idelber. Sorte de quem está em New Orleans e assiste de camarote.
Quanto ao atlético, meus pêsames.
Um abraço,
Ronzi.

Ronzi em julho 25, 2005 11:14 AM


#6

A corrupcao eh uma via de duas maos.

Cadeia para os corruptos, certamente. Mas e os corruptores?

O dinheiro todo caiu do ceu nas maos do Valerio, para distribuicao?

abraco

marcelo em julho 25, 2005 11:20 AM


#7

Delúbio foi testemunha de acusação contra a Heloísa Helena? Que absurdo! Essa eu não sabia.

Também acho que o Dirceu deveria responder pelo que fez, mas tenho o mesmo temor tão bem expresso pelo Smart aí embaixo. O fedor já está insuportável.

Ontem, ao entrar num cinema, vi um certo movimento e meu filho berrou: Pai, olha ali o Roberto Jéfferson! Pois não é que ele estava ali mesmo dando entrevistas, autógrafos, etc.? Um superstar.

Milton Ribeiro em julho 25, 2005 11:24 AM


#8


"Olívio Dutra"(não) "est"(á) "envolvid"(o)"em esquemas de corrupção de licitações e superfaturamentos para pagamento de suborno a ninguém."(sic)


***

"No Rio Grande do Sul, durante o longo império petista, a safadeza alastrou-se ao ponto de gerar um processo de impeachment, do qual o governador Olívio Dutra foi literalmente salvo pelo gongo, pois tantas eram as denúncias que a Assembléia Legislativa não conseguiu terminar de apurá-las antes de encerrar-se o mandato do acusado."

"Museu de iniqüidades""Olavo de Carvalho""Diário do Comércio, 18 de julho de 2005" http://www.olavodecarvalho.org/semana/050718dc.htm

Jether Jacomini Jr. em julho 25, 2005 11:46 AM


#9


Salve, Idelber.

Sim, as evidências tornam insustentável a posição defendida pelo governo, de tentar restringir os escândalos a infrações na legislação eleitoral, perpretadas por uma minoria no PT.

A questão agora é qual a reação que será adotada pela sociedade civil, particularmente por aquelas lideranças que sempre tiveram papel de destaque nas causas progressistas.

Ontem assistia ao documentário sobre Chico Buarque na Bandeirantes e pensava um pouco nisso. É o tema do meu post de hoje no blog.

Abraços

Mauricio Santoro em julho 25, 2005 12:31 PM


#10

Caro Idelber
Sabendo o que sabemos agora e após ler o seu texto (acima) em que vários fatos estão descritos pergunto, pois não consigo entender, por que ainda há líderes petistas pedindo o "apure-se tudo"? Por acaso já não foi apurado?

Paulo Zobaran em julho 25, 2005 12:33 PM


#11

Peraí, Idelber.

O Raul Pont é corrupto (sim, sim, caixa 2, operado por Delúbio e Valério, saiu em todos os jornais de PoA), mas o Olívio Dutra está limpo? Benefício da dúvida, claro, mas essa operação "Isola" fica velha rápido.

Em todo caso, o esquema do mensalão, é, sim, apenas o caso extremo e mais evidentemente ilegal de todo o processo de aparelhamento do Estado e transferência de poder do Estado para o partido.

Começa no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, bionicamente apontado pela cúpula do governo e que Lula quis que tivesse poderes parlamentares. É estrutural à forma como o PT pensa que um governo deve ser.

Eu fico com o povo do e-agora. Lula é o culpado. (http://www.e-agora.org.br/comentar.php?cont=notas&id=P1715_0_27_0_C)


Diego Navarro P. em julho 25, 2005 1:28 PM


#12

Caro Paulo acha que não há nada o que se investigar mais? Doce ilusão. Gostaria de pensar assim. E Idelber ótimas fontes no seu texto Noblat por exemplo leitura diária minha. Mas gostaria de fazer uma pergunta: Você por acaso deu uma olhada va Veja desta semana? Acredita que não tem nenhuma notinha sobre a prisão do ex-ministro de FHC? Tem uma citação apenas que o PSDB também está envolvido na corrupção toda. O Jornal Nacional. você viu o quanto eles falaram a respeito disso tudo? Olha isso é apenas a ponto do Iceberg e nunca chegaremos ao fundo, sabe porqûê? Porque enquanto PSDB e FHC são protegidos pela imprensa Lula é protegido pelos corruptos.

Simy em julho 25, 2005 1:47 PM


#13

O mais triste disso tudo é saber que:
- 12% da população ainda acredita que não há corrupção; - 31% acha ótimo o desempenho do governo Lula em relação as denúncias do pagamento de mensalão;
- 16% acreditam que o presidente não tem nenhuma responsabilidade; - 10% das pessoas que tem intenção de votar no Lula p/ reeleição acreditam no envolvimento do presidente no "mensalão".

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/datafolha/po/aval_pres_21072005.shtml
Apesar de tudo, Lula continua na frente nas pesquisas p/ eleição do ano que vem. O mais assustador é que na opção sem o Lula se candidatar a reeleição, Garotinho está na frente de Alkmin!!!
Me preocupa as eleições do ano que vem. Espero que todos lembrem da palhaçada que está(é) a Camara e o Senado na hora de escolher os seus deputados e senadores...pois todos só se preocupam com presidente e governador!

Ótimo texto como sempre Idelber!
Beijos

Luninha em julho 25, 2005 2:25 PM


#14

Concordo inteiramente com tudo o que você disse.

Embora não dê pra dizer ainda se havia mesmo aquela mesada fixa dos parlamentares, já ficou provado esse gigantesco esquema que começa com licitações fraudulentas e vai até a alimentação das contas dos partidos aliados.

No entanto, é preciso deixar claro que isso não é uma "novidade" apresentada pelo PT, como têm defendido os tucanos da mídia (Arnaldo Jabor, por exemplo). Não tenho a menor dúvida de que isso é apenas a continuação de uma longa história de saque ao Estado, que não se interrompeu após o impeachment de Fernando Collor.

Ainda fico em dúvida sobre o papel de Lula no caso. Será mesmo que o presidente tem como ignorar tanta roubalheira? Eu espero que as CPIs investiguem isso bem rápido, e se Lula foi ao menos conivente, não há outra saída a não ser o impeachment.

Marcus Pessoa em julho 25, 2005 2:47 PM


#15

Em resposta a alguns comentários:

Caixa 2 é caixa 2. Esquemão de licitações superfaturadas com propina para pagar suborno - mensalão - é outra coisa. Não estou defendendo caixa 2. Estou dizendo que o que os corruptos mais querem agora é confundir as duas coisas, para que possam dizer que é tudo igual.

E como sempre, Olavo de Carvalho está mal informado: houve um processo de impeachment contra Olívio Dutra por associação com a contravenção. Ele foi acusado disso. Não de mensalão. Isso para começar. O processo correu na Assembléia Legislativa e ele foi inocentado de todas as acusações.

Se alguém tiver provas de que Olívio Dutra em algum momento esteve associado à corrupção, é só apresentar. Provas. Claro que citações delirantes de OdeC, neste blog, não são provas, não são suficientes para incriminar ninguém.

Não deixo de concordar com o Diego quando ele diz que o mensalão é a consequência mais nefasta de uma certa concepção de poder, de uma relação com o estado. Verdade. Mas uma concepção aparelhista de estado é uma coisa, mensalão é outra. E agora o que eu acho fundamental é punir os chefes da quadrilha.

Simy: não surpreende que a Veja não diga nada sobre todos os respingos no PSDB, não é mesmo?

Ronzi: estou em Belo Horizonte, meu amigo, até o ano que vem :)

Idelber em julho 25, 2005 3:31 PM


#16

Idelber,

Longe de querer ser um piromaníaco, tudo o que eu, em minha santa ingenuidade, espero, é que tudo isso aí dê merda, muita merda mesmo. Não por querer ver o projeto de humanização da política desse país destruído para sempre. Mas por entender que a simples suposição da merda não basta. O que não é fato, não faz história, não cria jurisprudência, não se fixa na memória e simplesmente some idilicamente no ar, de um dia para o outro. Não acho suficiente saber que o prédio podia cair e esteve prestes a isso.

É bom que caia.

MarcosVP em julho 25, 2005 3:45 PM


#17

também acredito.
depois de grandes crises, coisas boas acontecem.

a prisão do pessoal da schin e da dona da daslu está fazendo com que a maioria das empresas e comércios que vendiam e compram sem nota ou com meia nota ou com nota fria, etc... voltem atrás nas maracutais e comecem a trabalhar de maneira regular. quem tem CU tem medo.

Biajoni em julho 25, 2005 3:48 PM


#18

putz, idelber, recomendar o noblat pro seu leitorado é o fim da picada. vc, conhecedor das histórias futebolisticas deste país, sabe dos inúmeros atacantes oportunistas e meio que preguiçosos que ficam ali nas imediaçoes da gde área coçando o saco, enquanto o time todo corre e trabalha como burro de carga para levar a bola até ele - e ele, ali no bembão, às vezes chuta pra fora, às vezes dá um toque pra dentro do gol e corre pro abraço.

este é o noblat. chupa matéria de todos os jornalistas que dão um duro danado pra levantar informações e produzir suas investigações e, de vez em quando, dá um pitaco tendencioso no final da matérias dos outros. ou seja, chuta mais pra fora do que faz gol.

vc poderia ter recomendado gente mto mais qualificada tanto para informar como para analisar o quadro político, como a tereza cruvinel, de o globo, e o pessoal do observatório da imprensa (onde também se faz uma análise mto séria do comportamento da mídia brasileira, como vc deve saber).

o fato do noblat ser um sucesso de audiência não significa que seu blog seja o melhor (nem to dizendo que vc falou isso). pra mim, o blog dele é pão e circo para aquela massa de furibundos petistas, pefelistas e pessedebistas que travam uma batalha frequentemente de baixo nível em seus cometários. oligofrenia pura.

me deculpe pelo comentário, mas tenho pra mim que momentos como este criam as condições para o aparecimento de oportunistas que muitas vezes levam a gente a confundi-los com pessoas sérias. taí a karina sommagio, a ex-secretária do velório, como exemplo de oportunismo midiático: agora, surfando na onda da celebridade em que se tornou, tá querendo vender carinha e bundinha pra playboy.

no mais, tô com vc: quero ver os malsucedidos irmãos metralhas do pt (ze dirceu e cambada) cumprirem o ritual jurídico a que estão sujeitos todos os cidadãos: julgamento, condenção e cadeia.

joão em julho 25, 2005 6:29 PM


#19

João: sensato, como sempre. Você não deixa de ter razão em que Noblat pode ter abusado um pouco da citação e do clipping, e concordo que a caixa de comentários é uma bagunça, que chegou ao ponto de fazer com que ele a fechasse ontem à noite.

Mas por outro lado há que se convir que numa crise destas é difícil para um indivíduo ter furos, já que os grandes meios de comunicação têm seus times mobilizados para cobrir em Brasília. Aí muita coisa é divulgação de trabalho já feito por outros mesmo, é inevitável. Observat. da Imprensa e colunistas valem a pena porque trazem análises, mas não trazem a coleção de fatos... E se o leitor não assina a Folha nem o Globo, a opção óbvia (gratuita) que me ocorre é o Noblat mesmo. ... Mas vejo os problemas que você aponta, vejo-os mais como riscos, talvez. Abraço,

Marcos e Bia: também acho que chegamos no ponto em que a aceleração do caos, do vôo da merda, é o caminho mesmo; é aquela história, a verdade é sempre libertadora, que apareça. Abraços,

Idelber em julho 25, 2005 8:19 PM


#20

Vamos acreditar na poesia, vamos acreditar na literatura. Estou hoje aqui especialmente para te parabenizar pelo Dia do Escritor. Um beijo e um cheiro.
PS: Que tal se criar o Dia do Blogueiro? rsssssss

Alcinéa Cavalcante em julho 26, 2005 12:13 AM


#21

Idelber,
Meus comentários aqui são parcos como a Parca, mas creio que agora um dos poucos se fez necessário.
Primo: não há virgens, mesmo q isso não justifique nada. Só q não é possível compactuar com Psóis secundando Bolsonaro; com "juízas" recepientes de Cx2 da guilda jurídica do Rio discursando como musas da probidade; com senatrixes cuja última campanha no estado natal primava pelo conúbio com os inimigos organizados da "juíza" arrotando 'ética'.
"Grampinho" como bastião da moralidade? Onyx com brilho de diamante? Bob Jeff revivendo o Vigilante Rodoviário? Baby Maia nos contando o que é ética?
Menas, diria o eneadáctilo.
Secundo: preocupa-me, muito menos, o desenlace imediato da 'crise' - até pq sei que o programa nacional-popular-democrático insinuado era para 'inglês ver' - que a diáspora inconseqüente que pode se seguir e sua resultante obrigatória: destro-populismo.
Por maior que seja nossa vontade de chutar baldes, mínima deve ser nossa responsabilidade com uma Pátria (sim, Pátria, para revolta estomacal dos mudernus) que busca, décadas a fio, ser minimante mais igualitária e produtiva.
Ainda que compreenda seu mau humor - que, esteja certo, é menor que o meu - nem por issso creio que nos foi dado aval genérico para atirar, em metáfora de mau gosto, criança, bacia e água no colo sedento da República da Daslú.

Artur em julho 26, 2005 2:43 AM


#22

Caro Idelber

Acabo de dar aquela primeira olhada no Globo. Até umas semanas atrás, eu não acrediaria no que está lá escrito. Mas coisas relativas ao (atual) senador Eduardo Azeredo não me surpeendem. Afinal ele praticamente "entregou" a CEMIG, entre outras "lambanças"! A CEMIG foi recuperada à duras penas pelo gov Itamar Franco.

Paulo Zobaran em julho 26, 2005 8:39 AM


#23

Bia.
Daslu, Schin, Ex de FHC, não consegue ver ligações? Todos presos. Martaxa, o zé, Malério, Dilúvio, silvinho e tio Bob, é claro, todos soltos. Consegue fazer conexão? Aliados não são presos.

Simy em julho 26, 2005 11:05 AM


#24

Caro Artur, você sabe do meu respeito pelo seu ponto de vista, mas continuo não entendendo. No meu modo de ver, a única forma de não ceder esse falso terreno de superioridade moral aos Bolsonaros e aos ACMs é insistir na investigação e na punição dos culpados. As coisas que aparecem a cada dia realmente aconteceram. As falcatruas tiveram chefes, operadores, executores. Matar o mensageiro não adianta. Encarar o que aconteceu, parar de pôr a culpa na imprensa e fazer o que deve ser feito é a única forma de não jogar o bebê fora com a água suja. Nossos objetivos, estrategicamente, são os mesmos - sim, a Pátria mais igualitária. Mas eu insisto em que desqualificar os que se aproveitam destes acontecimentos (e, claro, há muitos oportunistas) não apaga os fatos. Há que se encará-los. Um grande abraço, volte sempre.

Idelber em julho 26, 2005 1:37 PM


#25

Caro Idelber,

Além do que o sr. acabou de citar, o PT (não todo,
diga-se de passagem, somente a cúpula dirigente - mais especificamente a cúpula dirigente do PT paulista) esqueceu-se da lição básica de Lênin quando da tomada do poder. (Pode parecer anacrônico, mas continue lendo...)

O sr. com certeza deve lembrar da preocupação de
Lênin quando o caos revolucionário tomou conta da
Rússia na primeira parte da revolução(fevereiro de
1917). A deformação do marxismo iniciava-se ali e os líderes partidários divergiam sobre "como" deveriam fazer após a tomada do poder.

É óbvio que no ambiente republicano, a "tomada do
poder" mesmo que democraticamente enseja novas
preocupações e tensões. Não se deve, entretanto
esquecer-se da "massa" (a grande massa Idelber). O partido deixou de ser um partido de "base" para transformar-se alienadamente em um partido "de cúpula". Isto sentenciou e matou o PT no poder.

O Partido dos Trabalhadores, historicamente nasceu
apoiado em sua imensa militância, reforçado,
alicerçado e edificamente construído sobre sua base apaixonada, "evolucionária" ou mesmo,
"revolucionária".

Já há alguns anos, entretanto, o PT esquece-se dessa lição. Tornou-se partido "de cúpula".

E a cúpula, fascinada pelas benesses do poder,
"aburguesaram-se" de vez. Preocuparam-se, no poder, em apoderar-se da máquina, reproduzindo o modus operandi "maldito" e fisiologista dos coronéis e das velhas oligarquias.

O oportunismo "de direita"(!?!) revelou-se cruelmente, engolindo e cegando a cúpula petista. A moral revolucionária e ideológia foi substituída (se é que existia) pelo casuísmo imoral da politicagem oportunista.

O erro histórico está se mostrando absolutamente
conveniente ao expor as vísceras de nosso sistema
republicano deformado e nosso capitalismo explorador e eliticamente engajado.

As conseqüências do "aburguesamento" daqueles que
deveriam irradiar o conhecimento, incitar o debate e conduzir a massa todos nós já conhecemos:
Fome, miséria, desemprego, tragédia social,
individualismo atroz, estados depauperados e
insolvência estatal. E a massa inerte,
subjugada, debandada, refém.

É triste e deprimente. O egocentrismo da cúpula, a
cegueira "do" e "pelo" poder foi tanta que fez da
"massa" refém de si mesma. Refém do poder que ela
elegeu, que ela conduziu ao poder com "esperança" de que o trabalho competente poderia trazer um novo horizonte político e social para nosso país.

Infelizmente, o "espetáculo do crescimento" revela-se um circo de horrores expondo nosso frágil regime republicano a uma quebra na consistência democrática tão almejada durante tantos anos. E o que é pior, um sentimento de que a democracia não nos trouxe nada de bom...

Abraços.
Edk.
-------------------------

p.s. Por ser do Acre agradeço a citação à ministra Marina... e perdão pelo ENORME post.

Edk em julho 26, 2005 2:03 PM


#26

Caro Edk., assino embaixo, também creio que há uma lição histórica sendo esquecida. Há um texto muito bom de Rossetto e Pont hoje na Folha sobre isso. E escreva à vontade :)

Idelber em julho 26, 2005 2:18 PM


#27

Olavo de Carvalho, no trecho que postei aqui, não disse o porquê específico do processo de impeachment de Olívio Dutra. Deste a entender que sim.

Jether Jacomini Jr. em julho 27, 2005 6:05 AM


#28

Não seria mais certo, e mais justo dizer: "o que nós queremos que você acredite?". Ou será que todos os criança-esperanças do Lula irão se omitir agora que a esquerda se mostra como ela é: Capaz de montar máquinas de corrupção para se perpetuar no poder, e acabar com aquilo que consideram a maior injustiça-pessoas boazinhas e iluminadas como eles ficarem fora do poder...
Muita gente votou no Lula. Mais de 60%. E todos estes são responsáveis pelo que acontece, pois todos sabiam que ele era administrativamente incompetente e ainda assim preferiram aderir as viúvas de 68.

Ram em julho 27, 2005 9:21 AM


#29

Se o Zé Dirceu falar o que sabe, o Lula cai em 24 horas...

Pablo Vilarnovo em julho 27, 2005 5:37 PM


#30

Marcelo - Você não entendeu. Nessa história os corruptores são do PT. Os corruptos do PP, PTB,PL...

Pablo Vilarnovo em julho 27, 2005 5:41 PM


#31

Muito boa a sua análise-resumo de tudo que tem acontecido nas últimas semanas, no que tange à traição dos líderes (pseudo) do PT. Daqui da praia, frente a um oceano que se confunde com o azul do céu, a gente também ouve falar dos escândalos que pipocam dia-a-dia. No café-da-manhã, entre outros hóspedes, somos chamados de "mineirinho amigo-do-Valério (argh!) e outras gozações do gênero. Seria cômico se não fosse trágico e triste.

Cláudio Costa em julho 27, 2005 8:19 PM


#32

Por onde andam os interesses politicos de Veja? Há uma explicação bastante elucidativa aqui sob o título "Veja, os tucanos e Marcos Valério": www.agenciacartamaior.uol.com.br/

O que confirma minha suspeita de que Veja, ultimamente, deixou de ser uma revista de informaçoes para se tornar um panfleto.

joão em julho 27, 2005 9:19 PM


#33

O fato de você botar a mão no fogo pelo Olívio Dutra (que foi acusado diretamente de conivência com o jogo do bicho) e associar corrupção ao Lula (que não foi acusado diretamente por ninguém) mostra claramente qual é o sentido das múltiplas diatribes que você escreveu sobre esse assunto.

Foi no governo do Olívio que colocaram a bandeira de Cuba no Palácio do Piratini, enquanto que o governo Lula "segue o Consenso de Washington". Está tudo explicado.

Neste sentido, são divertidíssimas as mensagens do Diego Navarro e do Jether Jacomini Jr. Você por acaso quer o monopólio da difamação? Direto de difamação para todos, já! Eu mesmo estava quase entrando na onde, escrevendo um comentário cheio de meias verdades para "provar" que a Marina Silva e o Miguel Rosseto não prestam. Nesse comentário, eu diria, sobre o Chico Alencar, o Eduardo Suplicy e o Ivan Valente, que só não roubaram porque nunca governaram nada.

André Pessoa em julho 28, 2005 4:46 PM


#34

Está aberta a temporada de disputas entre a direita e a tropa de choque do governo para ver: 1) quem faz mais comparações esdrúxulas ('conivência com o jogo do bicho' comparado com o saqueio do patrimônio público para pagar mensalão?);

2) quem faz mais ilações infundadas sobre um escrito (em que momento do meu texto se associa Lula à corrupção, cara-pálida? Falei o óbvio, que ele repetiu uma versão; a escolha por fazê-lo foi dele);

3) quem manipula mais fantasmas (meu Deus, bandeira de Cuba! A tropa de choque não consegue ser original nem nos seus fantasmas).

E é próprio dos que defendem corruptos afirmar que qualquer outro, no lugar deles, teria se corrompido. É confortável dizer isso. Acalma as consciências culpadas e difunde o mito de que todos são moralmente iguais.

Idelber em julho 28, 2005 5:36 PM


#35

Nunca pensei que fosse precisar dizer isso aqui neste blog, mas é óbvio para qualquer um que as "acusações" que eu fiz no outro post eram mera ironia, para desnudar pela analogia a difamação que você está fazendo contra o presidente. Se eu sou "defensor de corruptos", então você está dizendo que o presidente Lula é corrupto, pois foi a ele que eu defendi. No entanto, você mesmo se nega a confirmar a acusação ao presidente. Santa contradição, Batman!

André Pessoa em agosto 3, 2005 7:16 AM


#36

André, difamação é o que você faz nos seus comentários.

Idelber em agosto 16, 2005 9:30 PM