Meu Perfil
Um blog de esquerda sobre política, literatura, música e cultura em geral, com algum arquivo sobre futebol. Estamos na rede desde 28/10/2004.



Email:
idelberavelar arroba gmail ponto com

No Twitter No Facebook No Formspring No GoogleReader RSS/Assine o Feed do Blog

O autor
Curriculum Vitae
 Página pessoal em Tulane


Histórico
 setembro 2015
 dezembro 2014
 outubro 2014
 maio 2014
 abril 2014
 maio 2011
 março 2011
 fevereiro 2011
 janeiro 2011
 dezembro 2010
 novembro 2010
 outubro 2010
 setembro 2010
 agosto 2010
 agosto 2009
 julho 2009
 junho 2009
 maio 2009
 abril 2009
 março 2009
 fevereiro 2009
 janeiro 2009
 dezembro 2008
 novembro 2008
 outubro 2008
 setembro 2008
 agosto 2008
 julho 2008
 junho 2008
 maio 2008
 abril 2008
 março 2008
 fevereiro 2008
 janeiro 2008
 dezembro 2007
 novembro 2007
 outubro 2007
 setembro 2007
 agosto 2007
 julho 2007
 junho 2007
 maio 2007
 abril 2007
 março 2007
 fevereiro 2007
 janeiro 2007
 novembro 2006
 outubro 2006
 setembro 2006
 agosto 2006
 julho 2006
 junho 2006
 maio 2006
 abril 2006
 março 2006
 janeiro 2006
 dezembro 2005
 novembro 2005
 outubro 2005
 setembro 2005
 agosto 2005
 julho 2005
 junho 2005
 maio 2005
 abril 2005
 março 2005
 fevereiro 2005
 janeiro 2005
 dezembro 2004
 novembro 2004
 outubro 2004


Assuntos
 A eleição de Dilma
 A eleição de Obama
 Clube de leituras
 Direito e Justiça
 Fenomenologia da Fumaça
 Filosofia
 Futebol e redondezas
 Gênero
 Junho-2013
 Literatura
 Metablogagem
 Música
 New Orleans
 Palestina Ocupada
 Polí­tica
 Primeira Pessoa



Indispensáveis
 Agência Carta Maior
 Ágora com dazibao no meio
 Amálgama
 Amiano Marcelino
 Os amigos do Presidente Lula
 Animot
 Ao mirante, Nelson! (in memoriam)
 Ao mirante, Nelson! Reloaded
 Blog do Favre
 Blog do Planalto
 Blog do Rovai
 Blog do Sakamoto
 Blogueiras feministas
 Brasília, eu vi
 Cloaca News
 Consenso, só no paredão
 Cynthia Semíramis
 Desculpe a Nossa Falha
 Descurvo
 Diálogico
 Diário gauche
 ¡Drops da Fal!
 Futebol política e cachaça
 Guaciara
 Histórias brasileiras
 Impedimento
/  O Ingovernável
 Já matei por menos
 João Villaverde
 Uma Malla pelo mundo
 Marjorie Rodrigues
 Mary W
 Milton Ribeiro
 Mundo-Abrigo
 NaMaria News
 Na prática a teoria é outra
 Opera Mundi
 O palco e o mundo
 Palestina do espetáculo triunfante
 Pedro Alexandre Sanches
 O pensador selvagem
 Pensar enlouquece
 Politika etc.
 Quem o machismo matou hoje?
 Rafael Galvão
 Recordar repetir elaborar
 Rede Brasil Atual
 Rede Castor Photo
 Revista Fórum
 RS urgente
 Sergio Leo
 Sexismo na política
 Sociologia do Absurdo
 Sul 21
 Tiago Dória
 Tijolaço
 Todos os fogos o fogo
 Túlio Vianna
 Urbanamente
 Wikileaks: Natalia Viana



Visito também
 Abobrinhas psicodélicas
 Ademonista
 Alcinéa Cavalcante
 Além do jogo
 Alessandra Alves
 Alfarrábio
 Alguém testou
 Altino Machado
 Amante profissional
 Ambiente e Percepção
 Arlesophia
 Bala perdida
 Balípodo
 Biajoni!
 Bicho Preguiça
 Bidê Brasil
 Blah Blah Blah
 Blog do Alon
 Blog do Juarez
 Blog do Juca
 Blog do Miro
 Blog da Kika Castro
 Blog do Marcio Tavares
 Blog do Mello
 Blog dos Perrusi
 Blog do Protógenes
 Blog do Tsavkko, Angry Brazilian
 Blogafora
 blowg
 Borboletas nos olhos
 Boteco do Edu
 Botequim do Bruno
 Branco Leone
 Bratislava
 Brontossauros em meu jardim
 A bundacanalha
 Cabaret da Juju
 O caderno de Patrick
 Café velho
 Caldos de tipos
 Cão uivador
 Caquis caídos
 O carapuceiro
 Carla Rodrigues
 Carnet de notes
 Carreira solo
 Carta da Itália
 Casa da tolerância
 Casa de paragens
 Catarro Verde
 Catatau
 Cinema e outras artes
 Cintaliga
 Com fé e limão
 Conejillo de Indias
 Contemporânea
 Contra Capa
 Controvérsia
 Controvérsias econômicas
 Conversa de bar
 Cria Minha
 Cris Dias
 Cyn City
 Dançar a vidao
 Daniel Aurélio
 Daniel Lopes
 de-grau
 De olho no fato
 De primeira
 Déborah Rajão
 Desimpensável/b>
 Diário de Bordo
 Diario de trabajo
 Didascália e ..
 Diplomacia bossa nova
 Direito e internet
 Direitos fundamentais
 Disparada
 Dispersões, delírios e divagações
 Dissidência
 Dito assim parece à toa
 Doidivana
 Dossiê Alex Primo
 Um drible nas certezas
 Duas Fridas
 É bom pra quem gosta
 eblog
 Ecologia Digital
 Educar para o mundo
 Efemérides baianas
 O escrevinhador
 Escrúpulos Precários
 Escudinhos
 Estado anarquista
 Eu sei que vivo em louca utopia
 Eu sou a graúna
 Eugenia in the meadow
 Fabricio Carpinejar
 Faca de fogo
 Faça sua parte
 Favoritos
 Ferréz
 Fiapo de jaca
 Foi feito pra isso
 Fósforo
 A flor da pele
 Fogo nas entranhas
 Fotógrafos brasileiros
 Frankamente
 Fundo do poço
 Gabinete dentário
 Galo é amor
'  Garota coca-cola
 O gato pré-cambriano
 Geografias suburbanas
 Groselha news
 Googalayon
 Guerrilheiro do entardecer
 Hargentina
 Hedonismos
 Hipopótamo Zeno
 História em projetos
 Homem do plano
 Horas de confusão
 Idéias mutantes
 Impostor
 Incautos do ontem
 O incrível exército Blogoleone
 Inquietudine
 Inside
 Interney
 Ius communicatio
 jAGauDArTE
 Jean Scharlau
 Jornalismo B
 Kit básico da mulher moderna
 Lady Rasta
 Lembrança eterna de uma mente sem brilho
 A Lenda
 Limpinho e cheiroso
 Limpo no lance
 Língua de Fel
 Linkillo
 Lixomania
 Luz de Luma
 Mac's daily miscellany
 O malfazejo
 Malvados
 Mar de mármore
 Mara Pastor
 Márcia Bechara
 Marconi Leal
 Maria Frô
 Marmota
 Mineiras, uai!
 Modos de fazer mundos
 Mox in the sky with diamonds
 Mundo de K
 Na Transversal do Tempo
 Nación apache
 Nalu
 Nei Lopes
 Neosaldina Chick
 Nóvoa em folha
 Nunca disse que faria sentido
 Onde anda Su?
 Ontem e hoje
 Ou Barbárie
 Outras levezas
 Overmundo
 Pálido ponto branco
 Panóptico
 Para ler sem olhar
 Parede de meia
 Paulodaluzmoreira
 Pecus Bilis
 A pequena Matrioska
 Peneira do rato
 Pictura Pixel
 O pífano e o escaninho
 Pirão sem dono
 políticAética
 Política & políticas
 Política Justiça
 Politicando
 Ponto e contraponto
 Ponto media
 Por um punhado de pixels
 Porão abaixo
 Porco-espinho e as uvas
 Posthegemony
 Prás cabeças
 Professor Hariovaldo
 Prosa caótica
 Quadrado dos Loucos
 Quarentena
 Que cazzo
 Quelque chose
 Quintarola
 Quitanda
 Radioescuta Hi-Fi
 A Realidade, Maria, é Louca
 O Reduto
 Reinventando o Presente
 Reinventando Santa Maria
 Retrato do artista quando tolo
 Roda de ciência
 Samurai no Outono
 Sardas
 Sérgio Telles
 Serbão
 Sergio Amadeu
 Sérgio blog 2.3
 Sete Faces
 Sexismo e Misoginia
 Silenzio, no hay banda
 Síndrome de Estocolmo
 O sinistro
 Sob(re) a pálpebra da página
 Somos andando
 A Sopa no exílio
 Sorriso de medusa
 Sovaco de cobra
 Sub rosa v.2
 SublimeSucubuS
 Superfície reflexiva
 Tá pensando que é bagunça
 Talqualmente
 Taxitramas
 Terapia Zero
 A terceira margem do Sena
 Tiago Pereira
 TupiWire
 Tom Zé
 Tordesilhas
 Torre de marfim
 Trabalho sujo
 Um túnel no fim da luz
 Ultimas de Babel
 Um que toque
 Vanessa Lampert
 Vê de vegano
 Viajando nas palavras
 La vieja bruja
 Viomundo
 Viraminas
 Virunduns
 Vistos e escritos
 Viva mulher
 A volta dos que não foram
 Zema Ribeiro







selinho_idelba.jpg


Movable Type 3.36
« Corrente da Música, dia do amigo :: Pag. Principal :: O Mensalão e a Literatura »

quinta-feira, 21 de julho 2005

Times Inesquecíveis que eu vi, I

inter.jpg

1. A Revista Placar reuniu umas duas dúzias de "especialistas" para escolher os melhores esquadrões brasileiros da era pós-Pelé.

Como tudo o que acontece quando se chama um time de "especialistas", o que se viu foi uma monstruosidade.

Em resposta, este Biscoito inaugura a série "Times Inesquecíveis que eu vi", e o primeiro primeiríssimo é esse aí.

De cada time elegeremos sua característica mais notável.

Esse aí era o que tinha a saída mais implacável da defesa para o ataque.

Quem vai saber escalar?

********************

2. Que Oxumaré acompanhe o jogador cearense que morreu domingo depois bater um pênalti.

3. Por falar em Ceará, o Galo ressuscitou em Fortaleza. Atleticano é uma raça irrecuperável. Hoje eu vi uns dois dizendo "se brincar a gente belisca uma vaguinha na Sul-Americana". Ah, paixão incorrigível.

4. Que viva o Balípodo, o melhor site de análise de futebol da internet brasileira. Eu participo da promoção de aniversário.

5. Em breve: um post de análise dos desdobramentos do caso do bravo, bravíssimo Grafite (que você se recupere logo, grande).

6. Minha frase favorita no universo futebol: Quem pede recebe, quem desloca tem preferência. Outras candidatas?

********************

PS: Eu ia fazer um post provocando todos os amigos que há uns 20 dias atrás disseram esse negócio de mensalão nunca pode ser provado.... Mas por que tripudiar, se mesmo os que estávamos corretos continuamos sendo surpreendidos com a extensão inimaginável da lama?

PS 2: Prova cabal do mensalão, além de muitas outras: O Bispo Rodrigues, do PL-RJ, apontado por Jefferson como um dos operadores, chora lágrimas de crocodilo na TV depois de revelado que ele mesmo (não o assessor, não a cônjuge, mas ele mesmo) fez saques de dezenas de milhares de reais na conta de Marcos Valério. Como diz o Marcelino, êta danado!



  Escrito por Idelber às 02:43 | link para este post | Comentários (29)


Comentários

#1

Minha cobrança de pênalti favorita ainda é a aquela do Pato Branco F.C., no jogo decisivo para sua classificação, narrada pelo locutor paranaense:

http://humortadela3.uol.com.br/h/down/redir.php?s=00380

Iraldo em julho 21, 2005 6:24 AM


#2

Puxa, Idalba, não precisa tripudiar. O pessoal já está na maior ressaca... :)

abçs

smart shade of blue em julho 21, 2005 10:00 AM


#3

Idelber
Futebol é paixão! A frase é batida, mas o sentimento é verdadeiro. Este time da foto era bom de Manga a Lula, mas não tinha tantos craques como se diz.
Sem susto, o Figueroa era craque. Mas...como diria Luís Mendes, um tanto viril. É lógico que tinha o Falcão na melhor de sua forma, jogando contra times brasileiros em um campeonato mais difícil que o italiano. E por não ser feito de onze craques, mas ser um timaço, creio que o time da foto é uma grande expressão do FUTEBOL!

E Futebol é futebol, Política é política. Ao se expressar politicamente no jogo da Taça Libertadores, o atacante sãopaulino escolheu o caminho da RUPTURA. O fato do mesmo querer fazer uso PRIVADO da Justiça o iguala (em tese) ao Delúbio [vide declarações na CPMI]. É o momento que vivemos no Brasil, vale tudo! Lamentável.

Viva o Futebol. Que a política abandone o Esporte, de Ricardo Teixeira ao ponta esquerda!!!

Paulo Zobaran em julho 21, 2005 10:07 AM


#4

Idelber, eu simplesmente não vo esse time poi não era nem nascido na época, mas enfim, eu tenho uma séria disfunção genética no campo do futebol, oque gera grandes problemas para um homem em uma rodinha de homens: Eu não gosto de futebol. Claro que seleção eu até assisto, mas eu não torço para time nenhum, por exemplo. Quando era moleque meu pai queria que eu jogasse futebol mas eu era um perna de pau... bem, chega de confissões, vou quardar o resto do trauma para o dia em que resolver consultar uma analista.
Um abraço.

Ronzi em julho 21, 2005 10:25 AM


#5

Time inesquecível é o Grêmio de Tóquio (DUAS VEZES)

Anonymous em julho 21, 2005 11:12 AM


#6

Esse campeonato está uma loucura: O Galo ressucitou em Fortaleza, o Vasco em Santos. O Goiás perde duas em casa, sai e ganha do Internacional fora.

Acho que esse é um dos MELHORES campeonatos dos últimos anos. He he he he.

Ricardo Antunes da Costa em julho 21, 2005 12:50 PM


#7

Flamengo '81. Não tem para ninguém.

Nelson Moraes em julho 21, 2005 1:06 PM


#8

heheh, salve Almirante!

Smart, tripudiaremos de verdade em breve ;>

pô, ninguém vai escalar o time?

Amigo gremista de BH, pode deixar nome, tem problema não... este blog tem amigos que torcem até para o ex-Ipiranga!

Fantástica a a narração desse pênalti que chegou via Iraldo. Imperdível. Obrigado :)

Abraços ao Ricardo, Ronzi, Paulo

Idelber em julho 21, 2005 1:43 PM


#9

Ningúem merce, todos os resultados favoráveis ao Fluminense e este não consegue nem ganhar do Atlético....futebol realmente é imprevisível...

Luninha em julho 21, 2005 2:16 PM


#10

Ôpa, cheguei atrasado, mas vou escalar. Como não?

Manguita; Claudio Duarte, Elias Figueroa, Marinho Perez e Vacaria; Caçapava, Jair e Falcão; Valdomiro, Dario e Lula.

Não esqueçamos das participações de Paulo César Carpeggiani, Flávio, Hermínio, Valdir (no time também campeão de 1975) e de colocar - no caso de dificuldades - o Escurinho no segundo tempo (de 1973 a 1976). Nossa saída de bola com Figueroa e Marinho, passando por Caçapava, Falcão, Claudio ou Jair era um luxo mesmo. E o contra-ataque com Valdomiro e Lula?

Equivocadamente - desejo meu! -, estou considerando a colocação do Inter no primeiro lugar da fila de times inesquecíveis como um aceno pessoal de parte deste grande mineiro que logo deverá nos trazer as fotos de Reinaldo e Cerezzo em outro time memorável que, se não ganhou títulos nacionais, sempre foi uma referência estética e técnica para o futebol, assim como uma referência ética na luta contra uma CBF muito suspeita. Lembro de um general ter dito que o modo de Reinaldo comemorar seus gols era demasiadamente afirmativo... Que ele deveria mudar... Aquele punho...

A propósito, Idelber: ontem o nível técnico do Brasileiro não sofreu um sensível upgrade? Ho, ho, ho, como diria a Meg. Tava na hora do Atlético-MG largar a lanterna para outro. Logo logo, largará também a zona de rebaixamento. Ontem, enquanto assistia um jogo monumental no B-r, contava os gols que o Atl-MG empilhava em Fortaleza e lembrava de ti.

Gigantesco abraço.

Milton Ribeiro em julho 21, 2005 3:25 PM


#11

Fala Idelber, tem convite pra vc no meu blog.
Abração

João M. em julho 21, 2005 3:26 PM


#12

Idelber, valeu pela força. Seu blog é ótimo. Agora, meu tricolor paulista é tri-campeão da libertadores. SALVE SALVE SALVE Valeu! Grande abraço e vida longa.

joão filho em julho 21, 2005 3:27 PM


#13

Oi, Idelber!

Viu isso?
http://www.gazetaesportiva.net/ge_noticias/bin/noticia.php?chid=129&nwid=13193

Além de vândalos são burros.

Beijo!

Kelli em julho 21, 2005 6:34 PM


#14

Obviamente, adoro esse time. Mas por um erro de cálculo, não entra na característica "melhores que eu vi".

Marmota em julho 21, 2005 6:46 PM


#15

A minha frase? Bem, minha escolha, vai pela piada. Lá vai:

Goleiro é que nem mulher, só tem orgasmo após os 30 anos.

Milton Ribeiro em julho 21, 2005 6:46 PM


#16

Hahahah, essa frase é demais, Milton, eu não conhecia :) Obrigado por escalar o time para benefício dos mais jovens. Mais além das brincadeiras, continuo achando o baixo o nível do campeonato. Mas confesso que só vi uma partida do Inter... E obrigado pelas palavras sobre o Galo 1977-80, segundo a Placar o décimo-nono melhor time da era pós-Pelé, hehe, I kid you not.

Marmota, é um pecado mesmo você não ter visto esse time ao vivo. Eu era bem pequeno, mas deixou marcas na memória :) Abraço,

Kelli, obrigado pelo link. A Folha também noticiou. Como é que o sujeito pode confessar um crime no Orkut e achar não vai ser achado?

João Filho: obrigado pela visita, amigo, e conte com a minha solidariedade aí nesses episódios desagradáveis com aquela revista. Abração,

Amigo João Nababu, obrigado pelo convite, vou deixar comentário lá logo logo.

Luninha, sem querer agourar, mas acho que a tendência do Flu é cair em vez de subir... vendo o time jogar... não sei não... Sorte aí :)

Abraços,

Idelber em julho 21, 2005 6:57 PM


#17

Idelber, daqui a pouco o Coxa entra em campo para enfrentar o Ex-Ipatinga.

Meu time está queimado com a torcida, por ter perdido o clássico contra os RESERVAS do Ex-Lanterna, e tomado de 3 do Botafogo em casa. Será que consegue uma vitória reconciliadora em pleno Mineirão? Vamos torcer para que sim.

Ah, e minha frase preferida do futebol também é sobre goleiros, posição em que jogava (?) quando moleque: "Goleiro é tão maldito, que onde ele pisa nem nasce grama."

Ricardo Antunes da Costa em julho 21, 2005 7:54 PM


#18

Você se lembra de um escanteio que o Manga pegou com uma mão só? Subiu, catou a bola com a mão direita e não largou! Coisas desse time aí da foto.

jayme em julho 21, 2005 8:11 PM


#19

História clássica do Manga é a da final do paranaense de 78, quando ele jogava pelo Coritiba.

Após 3 empates em 0x0 contra o A. Paranaense, a disputa foi para os pênaltis. O detalhe é que, no decorrer do terceiro jogo, Manga havia machucado o joelho, só que na hora da cobrança das penalidades, ele entrou em campo com o outro joelho enfaixado, ou seja, o joelho bom.

Com isso, os jogadores do A. Paranaense bateram TODAS as penalidades no lado do joelho enfaixado do Manga, e o Coritiba venceu a disupta por 4X1.

Ricardo Antunes da Costa em julho 21, 2005 8:27 PM


#20

Jayme, eu me lembro bem desse escanteio! Foi cobrado por ninguém menos que Nelinho, na final do Brasileirão de 75. Já revi tapes dessa partida. Foi a maior atuação de um goleiro que eu já vi na vida. Abraços,

Ricardo, essa frase é muito boa, acho que é daquelas apócrifas, do folclore do futebol, ninguém sabe quem disse realmente.

Essa de 1978 no Coritiba é outra história incrível do Manga. Alguém devia fazer um livro sobre o cara.

Boa sorte pro Coxa daqui a pouco (é ex-Ipiranga, Ricardo, ex-Ipiranga; coitado do Ipatinga...)

Idelber em julho 21, 2005 8:46 PM


#21

He he he. Voltando do trabalho eu comecei a pensar se não tinha colocado Ex-Ipatinga em vez de Ex-Ipiranga. Assim que cheguei em casa liguei o micro para constatar o erro.

Agora só me resta pedir desculpas a todos os torcedores do campeão mineiro Ipatinga, he he he.

Ricardo Antunes da Costa em julho 21, 2005 9:31 PM


#22

Outra do Gentil Cardoso: "A bola é de couro, o couro vem da vaca, a vaca come grama, então joga rasteiro"!

Gabriel em julho 22, 2005 12:08 AM


#23

Olha, hoje mesmo falava com um amigo do Inter de um anos antes. Mas este de 1976 está na minha lista, ao menos dos que vi jogar em compactos. Não cheguei a lembrar de todas as posições, mas Figueroa, Caçapava, Falcão, Batista e Dario eu lembrei.

Donizetti (Campeão da Libertadores) em julho 22, 2005 2:04 AM


#24

A lembrança de Milton Ribeiro para aqueles nomes que não estão na foto é fundamental. Impressionante como o nível do nosso futebol caiu. Veja como este time bi-campeão é bem superior aos que foram a final da última Libertadores.

Paulo Zobaran em julho 22, 2005 5:25 AM


#25

Gente, eu daria 2 gols de vantagem a qualquer equipe brasileira da era pós-Telê Santana que fosse encarar esse time aí. 2 gols de vantagem, hehehe.

Valeu a lembrança, Gabriel. Grande Gentil Cardoso.

Idelber em julho 22, 2005 12:45 PM


#26

Ano que eu nasci. Talvez por isso meu pai seja gremista e eu, por força das conjunções astrais, tenha me devencilhado da maldição/praga de ser gremista...

É verdade... Se não se compara ao chamado rolo compressor da década de 50, que só se ouve falar à distância, com o ruído dos rádios à válvula (aqueles que precisavam esquentar minutos a fio) o Inter de 1975 e 1976, seguido pelo único campeão brasileiro invicto (o de 1979) fizeram realmente história. Lembro de tê-lo visto também, do útero de minha mãe...

Rafael Reinehr em julho 23, 2005 12:24 AM


#27

Grande Idelber,
obrigado pela leitura e referência ao meu esboço de blog. Você, sim, está de parabéns. Excelente trabalho.
A título de colaboração, escalo o Colorado da foto. Pela ordem, em pé, Manga, Cláudio, Figueroa, Vacaria, Marinho Perez e Falcão. Abaixados, Valdomiro, Jair, Dario, Caçapava e Lula.
No banco, para desespero dos adversários, Carpeggiani, Batista e Escurinho. Para encarar, só mesmo o Grêmio. Também tenho um time ideal, mando qualquer hora.
Grande abraço,
Antonio

Antonio Santos em julho 25, 2005 3:15 PM


#28

Idelber. Bom dia! Gostaria de agradecer os comentários sobre o meu pai o ex-goleiro Manga, através de seu site.São muitas histórias de uma longa trajetória desse atleta por muitos admirados pelas suas atuações inesquecíveis.

Wilson Arruda em agosto 12, 2005 9:21 AM


#29

Wilson, que honra tê-lo aqui. Muito obrigado a você. Seu pai foi um grande ídolo meu. Abraços,

Idelber em agosto 12, 2005 12:49 PM