Meu Perfil
Um blog de esquerda sobre política, literatura, música e cultura em geral, com algum arquivo sobre futebol. Estamos na rede desde 28/10/2004.



Email:
idelberavelar arroba gmail ponto com

No Twitter No Facebook No Formspring No GoogleReader RSS/Assine o Feed do Blog

O autor
Curriculum Vitae
 Página pessoal em Tulane


Histórico
 setembro 2015
 dezembro 2014
 outubro 2014
 maio 2014
 abril 2014
 maio 2011
 março 2011
 fevereiro 2011
 janeiro 2011
 dezembro 2010
 novembro 2010
 outubro 2010
 setembro 2010
 agosto 2010
 agosto 2009
 julho 2009
 junho 2009
 maio 2009
 abril 2009
 março 2009
 fevereiro 2009
 janeiro 2009
 dezembro 2008
 novembro 2008
 outubro 2008
 setembro 2008
 agosto 2008
 julho 2008
 junho 2008
 maio 2008
 abril 2008
 março 2008
 fevereiro 2008
 janeiro 2008
 dezembro 2007
 novembro 2007
 outubro 2007
 setembro 2007
 agosto 2007
 julho 2007
 junho 2007
 maio 2007
 abril 2007
 março 2007
 fevereiro 2007
 janeiro 2007
 novembro 2006
 outubro 2006
 setembro 2006
 agosto 2006
 julho 2006
 junho 2006
 maio 2006
 abril 2006
 março 2006
 janeiro 2006
 dezembro 2005
 novembro 2005
 outubro 2005
 setembro 2005
 agosto 2005
 julho 2005
 junho 2005
 maio 2005
 abril 2005
 março 2005
 fevereiro 2005
 janeiro 2005
 dezembro 2004
 novembro 2004
 outubro 2004


Assuntos
 A eleição de Dilma
 A eleição de Obama
 Clube de leituras
 Direito e Justiça
 Fenomenologia da Fumaça
 Filosofia
 Futebol e redondezas
 Gênero
 Junho-2013
 Literatura
 Metablogagem
 Música
 New Orleans
 Palestina Ocupada
 Polí­tica
 Primeira Pessoa



Indispensáveis
 Agência Carta Maior
 Ágora com dazibao no meio
 Amálgama
 Amiano Marcelino
 Os amigos do Presidente Lula
 Animot
 Ao mirante, Nelson! (in memoriam)
 Ao mirante, Nelson! Reloaded
 Blog do Favre
 Blog do Planalto
 Blog do Rovai
 Blog do Sakamoto
 Blogueiras feministas
 Brasília, eu vi
 Cloaca News
 Consenso, só no paredão
 Cynthia Semíramis
 Desculpe a Nossa Falha
 Descurvo
 Diálogico
 Diário gauche
 ¡Drops da Fal!
 Futebol política e cachaça
 Guaciara
 Histórias brasileiras
 Impedimento
/  O Ingovernável
 Já matei por menos
 João Villaverde
 Uma Malla pelo mundo
 Marjorie Rodrigues
 Mary W
 Milton Ribeiro
 Mundo-Abrigo
 NaMaria News
 Na prática a teoria é outra
 Opera Mundi
 O palco e o mundo
 Palestina do espetáculo triunfante
 Pedro Alexandre Sanches
 O pensador selvagem
 Pensar enlouquece
 Politika etc.
 Quem o machismo matou hoje?
 Rafael Galvão
 Recordar repetir elaborar
 Rede Brasil Atual
 Rede Castor Photo
 Revista Fórum
 RS urgente
 Sergio Leo
 Sexismo na política
 Sociologia do Absurdo
 Sul 21
 Tiago Dória
 Tijolaço
 Todos os fogos o fogo
 Túlio Vianna
 Urbanamente
 Wikileaks: Natalia Viana



Visito também
 Abobrinhas psicodélicas
 Ademonista
 Alcinéa Cavalcante
 Além do jogo
 Alessandra Alves
 Alfarrábio
 Alguém testou
 Altino Machado
 Amante profissional
 Ambiente e Percepção
 Arlesophia
 Bala perdida
 Balípodo
 Biajoni!
 Bicho Preguiça
 Bidê Brasil
 Blah Blah Blah
 Blog do Alon
 Blog do Juarez
 Blog do Juca
 Blog do Miro
 Blog da Kika Castro
 Blog do Marcio Tavares
 Blog do Mello
 Blog dos Perrusi
 Blog do Protógenes
 Blog do Tsavkko, Angry Brazilian
 Blogafora
 blowg
 Borboletas nos olhos
 Boteco do Edu
 Botequim do Bruno
 Branco Leone
 Bratislava
 Brontossauros em meu jardim
 A bundacanalha
 Cabaret da Juju
 O caderno de Patrick
 Café velho
 Caldos de tipos
 Cão uivador
 Caquis caídos
 O carapuceiro
 Carla Rodrigues
 Carnet de notes
 Carreira solo
 Carta da Itália
 Casa da tolerância
 Casa de paragens
 Catarro Verde
 Catatau
 Cinema e outras artes
 Cintaliga
 Com fé e limão
 Conejillo de Indias
 Contemporânea
 Contra Capa
 Controvérsia
 Controvérsias econômicas
 Conversa de bar
 Cria Minha
 Cris Dias
 Cyn City
 Dançar a vidao
 Daniel Aurélio
 Daniel Lopes
 de-grau
 De olho no fato
 De primeira
 Déborah Rajão
 Desimpensável/b>
 Diário de Bordo
 Diario de trabajo
 Didascália e ..
 Diplomacia bossa nova
 Direito e internet
 Direitos fundamentais
 Disparada
 Dispersões, delírios e divagações
 Dissidência
 Dito assim parece à toa
 Doidivana
 Dossiê Alex Primo
 Um drible nas certezas
 Duas Fridas
 É bom pra quem gosta
 eblog
 Ecologia Digital
 Educar para o mundo
 Efemérides baianas
 O escrevinhador
 Escrúpulos Precários
 Escudinhos
 Estado anarquista
 Eu sei que vivo em louca utopia
 Eu sou a graúna
 Eugenia in the meadow
 Fabricio Carpinejar
 Faca de fogo
 Faça sua parte
 Favoritos
 Ferréz
 Fiapo de jaca
 Foi feito pra isso
 Fósforo
 A flor da pele
 Fogo nas entranhas
 Fotógrafos brasileiros
 Frankamente
 Fundo do poço
 Gabinete dentário
 Galo é amor
'  Garota coca-cola
 O gato pré-cambriano
 Geografias suburbanas
 Groselha news
 Googalayon
 Guerrilheiro do entardecer
 Hargentina
 Hedonismos
 Hipopótamo Zeno
 História em projetos
 Homem do plano
 Horas de confusão
 Idéias mutantes
 Impostor
 Incautos do ontem
 O incrível exército Blogoleone
 Inquietudine
 Inside
 Interney
 Ius communicatio
 jAGauDArTE
 Jean Scharlau
 Jornalismo B
 Kit básico da mulher moderna
 Lady Rasta
 Lembrança eterna de uma mente sem brilho
 A Lenda
 Limpinho e cheiroso
 Limpo no lance
 Língua de Fel
 Linkillo
 Lixomania
 Luz de Luma
 Mac's daily miscellany
 O malfazejo
 Malvados
 Mar de mármore
 Mara Pastor
 Márcia Bechara
 Marconi Leal
 Maria Frô
 Marmota
 Mineiras, uai!
 Modos de fazer mundos
 Mox in the sky with diamonds
 Mundo de K
 Na Transversal do Tempo
 Nación apache
 Nalu
 Nei Lopes
 Neosaldina Chick
 Nóvoa em folha
 Nunca disse que faria sentido
 Onde anda Su?
 Ontem e hoje
 Ou Barbárie
 Outras levezas
 Overmundo
 Pálido ponto branco
 Panóptico
 Para ler sem olhar
 Parede de meia
 Paulodaluzmoreira
 Pecus Bilis
 A pequena Matrioska
 Peneira do rato
 Pictura Pixel
 O pífano e o escaninho
 Pirão sem dono
 políticAética
 Política & políticas
 Política Justiça
 Politicando
 Ponto e contraponto
 Ponto media
 Por um punhado de pixels
 Porão abaixo
 Porco-espinho e as uvas
 Posthegemony
 Prás cabeças
 Professor Hariovaldo
 Prosa caótica
 Quadrado dos Loucos
 Quarentena
 Que cazzo
 Quelque chose
 Quintarola
 Quitanda
 Radioescuta Hi-Fi
 A Realidade, Maria, é Louca
 O Reduto
 Reinventando o Presente
 Reinventando Santa Maria
 Retrato do artista quando tolo
 Roda de ciência
 Samurai no Outono
 Sardas
 Sérgio Telles
 Serbão
 Sergio Amadeu
 Sérgio blog 2.3
 Sete Faces
 Sexismo e Misoginia
 Silenzio, no hay banda
 Síndrome de Estocolmo
 O sinistro
 Sob(re) a pálpebra da página
 Somos andando
 A Sopa no exílio
 Sorriso de medusa
 Sovaco de cobra
 Sub rosa v.2
 SublimeSucubuS
 Superfície reflexiva
 Tá pensando que é bagunça
 Talqualmente
 Taxitramas
 Terapia Zero
 A terceira margem do Sena
 Tiago Pereira
 TupiWire
 Tom Zé
 Tordesilhas
 Torre de marfim
 Trabalho sujo
 Um túnel no fim da luz
 Ultimas de Babel
 Um que toque
 Vanessa Lampert
 Vê de vegano
 Viajando nas palavras
 La vieja bruja
 Viomundo
 Viraminas
 Virunduns
 Vistos e escritos
 Viva mulher
 A volta dos que não foram
 Zema Ribeiro







selinho_idelba.jpg


Movable Type 3.36
« Sarney e seus capangas em apuros no Amapá: Cristina Almeida sobe 11 pontos nas pesquisas :: Pag. Principal :: A direita golpista mostra suas garras »

segunda-feira, 18 de setembro 2006

Aécio Neves e Andréia Neves: a censura e a mordaça sobre a imprensa em Minas Gerais

Marco Nascimento tinha longa história na Rede Globo de Televisão – incluindo-se uma chefia de redação em São Paulo – quando aceitou a direção de jornalismo da Globo em Minas. O objetivo era recuperar a audiência perdida para o SBT e, segundo suas palavras, “blindar a emissora contra a utilização indevida do jornalismo para fins políticos pelo poder público.” Depois da exibição de uma reportagem sobre o consumo de crack no bairro da Lagoinha, em Belo Horizonte, a Globo Minas passou a receber insistentes telefonemas de Andréia Neves, irmã do governador Aécio Neves, com reclamações de que isso afetava a “imagem” do governo do estado. Andréia Neves conseguiu uma reunião com o diretor nacional de jornalismo da TV Globo, Carlos Henrique Schroder. Poucos dias depois Marco Nascimento estava demitido. Também afastado foi o chefe de redação, Luiz Ávila.

igual-a-covas.jpgEm setembro de 2003, o editor de economia do Estado de Minas, Ugo Braga – também profissional com longa trajetória no jornalismo – publicou uma minúscula nota que informava que a popularidade de Aécio, naquele momento, era a terceira pior entre os governadores do país e só ganhava dos de Sergipe e de Roraima. Também depois de pressão do governo do estado, foi chamado por seu superior e convidado a aceitar ser realocado. Aceitou, mas logo depois foi convocado a uma segunda reunião e informado que nem mesmo a solução da realocação era mais possível, pois “a pressão era muito forte.” Ugo Braga foi demitido do Estado de Minas ali mesmo.

No dia 02 de junho de 2004 jogaram Brasil e Argentina no Mineirão pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Ante o estranhíssimo fato de que somente 40.000 ingressos haviam sido colocados à venda, Jorge Kajuru, então repórter da TV Bandeirantes, foi à entrada reservada aos portadores de necessidades especiais e ali noticiou que 10.000 convites haviam sido distribuídos pela CBF e pelo governo de Aécio Neves. Depois de denunciar o fato e ser encorajado a continuar com a denúncia pelo seu próprio superior (que lhe falava ao vivo, ao ouvido, no que os jornalistas chamam de “ponto”), Jorge Kajuru chamou o intervalo comercial com um “voltamos já”. Jamais voltou e foi demitido uma semana depois.

O ex-editor de esportes da TV Minas, Ulisses Magno – também profissional com longa trajetória na cobertura esportiva em Minas Gerais – gravou uma seqüência de imagens em que aparecia o então técnico do Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo, esbravejando e xingando um jogador. O vídeo da TV Minas deu voltas no Brasil todo e repercutiu nacionalmente. Zezé Perella, presidente do Cruzeiro e ex-deputado pelo PSDB, avisou em tom de brincadeira a Magno que “agora que Aécio vai assumir vamos te mandar embora.” Aécio é conhecido torcedor do Cruzeiro. A lei proíbe a demissão de funcionários estaduais durante os primeiros 100 dias de um mandato do governador. Magno foi demitido da TV Minas depois de 103 dias da gestão de Aécio.

Em todos esses casos, as vítimas testemunharam que seus veículos de comunicação sofreram intensa pressão do governo do estado, especialmente na pessoa da capanga-mor Andréia Neves. Também testemunharam que depois de suas demissões ninguém em Minas Gerais aceitava dar-lhes emprego, nem mesmo, como disse um deles, de “jornalista de sindicato do interior.”

Toda essa história está contada com detalhes nesse imperdível vídeo-documentário intitulado Liberdade, essa palavra. Se você se interessa pela liberdade de imprensa, reserve 22 minutos para assistir Liberdade, essa palavra. O documentário é trabalho de conclusão de curso de jornalismo (na UFMG) de Marcelo Baêta, e mostra também o amordaçamento do sindicato dos jornalistas em Minas Gerais e a presença censora constante do governo do estado, até mesmo fisicamente, nas emissoras de rádio e redações de jornal. Naturalmente, o trabalho de Baêta já passou a ser devidamente caluniado por um vídeo-propaganda circulado pela máquina aecista.

O documentário nos dá uma idéia horrenda do que seria, sob Aécio Neves, o Brasil – país cuja revista de maior tiragem tem hoje, semanalmente, ampla liberdade para caluniar e insultar o presidente da República.

Leituras relacionadas:
Sobre o vídeo Liberdade, essa palavra.
Aécio Neves pratica censura em Minas Gerais, do Centro de Mídia Independente.
Mordaça na Imprensa Mineira, de José Luiz Barbosa.
Entrevista com Marcelo Baêta, autor de Liberdade, essa palavra.
Aécio Neves infla contas da saúde em R$668 milhões, na Folha Online.
Programa mineiro de saúde usou só 7% dos recursos previstos, na Folha Online.
Ecoando denúncia sobre censura em Minas Gerais, do Cyrano.



  Escrito por Idelber às 04:06 | link para este post | Comentários (48)


Comentários

#1

Eu já vi o vídeo e recomendo a todos. É excelente e ao mesmo tempo assustador.

E que fique claro: não é um vídeo de propaganda ou proselitismo político. É um vídeo jornalístico realizado dentro da melhor técnica das redações, ouvindo o outro lado (quando este se digna a dar sua versão), mas sem abdicar de mostrar os fatos, de forma crua.

Marcus em setembro 18, 2006 5:37 AM


#2

E se o seu trollzinho tucano vier aqui com aquela resposta mentirosa do Aécio, mande ele pastar.

Marcus em setembro 18, 2006 5:41 AM


#3

Bem dito, Marcus. Eu não enfatizei suficiente o que você falou - trata-se de um trabalho rigoroso, apartidário, que sistematicamente tenta ouvir os dois lados, o que em vários casos não foi possível porque o outro lado se recusava a falar. Mas todas as vezes em que o governo ou os veículos responderam, ele exibiu a resposta.

Idelber em setembro 18, 2006 5:51 AM


#4

tb assino embaixo.
o documentário é obrigatório.

abs,

dra em setembro 18, 2006 8:03 AM


#5

Caro Idelber

CENSURA, CENSURA. Assim como no Amapá são outros episódios de CENSURA. É terrível que isto tenha acontecido em Minas!? Lamentável.
Creio que o único episódio conhecido nacionalmente foi o do Kajuru. Minas não merece.

P.S.
Meu caro Idelber eu estou contigo no Amapá. Mas alí do lado, no Pará, o presidente Lula está com Jáder Barbalho!
Com o presidente Lula apoiando Quércia, Sarney, Barbalho e Crivela, quem será a favor de novas práticas na política?

Paulo em setembro 18, 2006 8:25 AM


#6

Idelber:
Parece que a prática está se espalhando por todo o país, com os governos querendo controlar não só o poder, mas a consciência das pessoas.
Em todos os lugares temos tido exemplos desta postura. Infelizmente, os jornais, rádios e TVs, olham o lado financeiro, primeiro, não vendo que perdem prestígio com isso.
De qualquer forma, a censura é sempre uma ato condenável. Seja política, econômica ou com que justificativa for feita.

Lino Resende em setembro 18, 2006 10:40 AM


#7

Daqui a pouco vão querer que escrevam em novilíngua.

Vivien em setembro 18, 2006 10:51 AM


#8

Parabens pelo texto e pela divulgação e também ao Marcelo Baêta. Em alguns depoimentos, se excluirmos a ausência de violência, parece que estamos perante um documentário sobre a imprensa na época do regime militar - o controle, a pressão, a vigilância. Se acredito que houve coisas positivas no governo mineiro nos últimos anos? Claro que sim, mas atitudes como essas só transferem o foco para a censura e a tentativa de controle da informação e da verdade, mas ela é incontrolável, ela existe por si só.

Aproveito, Idelber, para divulgar uma Lei que pretende alterar o Estatuto do Jornalista em Portugal e que está sendo contestada pelo sindicato da profissão. A lei, se aprovada, impede os jornalistas de se opor a alterações na sua obra pela chefia dos orgãos de comunicaçao e preve a utilizaçao liberada por todos os meios que pertençam ao mesmo grupo economico de comunicaçao. Peço a vc que junte-se às assinaturas e, se possível, divulgue o apelo para um maior número de assinaturas. Obrigado e um abraço!

http://www.jornalistas.online.pt/noticia1.asp?id=4961&idCanal=539&currPos=0

Celinho em setembro 18, 2006 11:21 AM


#9

cruzes

alex castro em setembro 18, 2006 12:21 PM


#10

Você escreveu dois ótimos posts, contra duas figuras tradicionais da política nacional. No entanto, cabe salientar: dois bons aliados do governo Lula. No Estadão de duas semanas atrás, aventa-se até a possibilidade de Aécio ser o candidato de Lula (com uma possível entrada do governador mineiro no PMDB) para sua sucessão em 2010.

Este será o segundo mandato de Lula. Envolvido com Sarney, tentando seduzir Aécio, defendendo Suassuna Sanguessuga nos comícios da Paraíba. Newton Cardoso, candidato ao Senado apoiado pelo PT, está dizendo a todos os prefeitos de Minas Gerais que sendo eleito ou não senador, será o futuro ministro dos Transportes do governo Lula, e que isso já havia sido acordado entre Lula, Sarney e Renan.

No que diz respeito à imprensa, é sabido também que Lula também não tem muito amor à imprensa. Tentou controlá-la no início do seu mandato e, segundo Elio Gaspari, em recente jantar com a plutocracia nacional, disse, entre outras coisas, que a imprensa é uma forte adversária de seu projeto. Apreço ele não tem pela imprensa, talvez só não tenha o poder para censurar e jogar duro como o neto de Tancredo.

Tudo isso pra dizer que, mais uma vez, essa dicotomia entre tucanos e petistas é cada vez mais superficial. Ao votar em Lula (ou Alckmin), nós estaremos dando poder a esse povo.

Cesar em setembro 18, 2006 12:46 PM


#11

Sabia que ia se interessar pelo video! Beijus

Luma em setembro 18, 2006 4:33 PM


#12

Meus caros, vejam também no YouTube o vídeo "Liberdade de Imprensa em Minas":

http://www.youtube.com/watch?v=rkhBSXy9s64

E julguem por si mesmos...

Juca Azevedo em setembro 18, 2006 5:12 PM


#13

Caro Cesar (a resposta também vale para o Paulo): seus argumentos são sólidos, coerentes - eu diria até de coerência excessiva. Eu não tapo com a peneira as lambanças do PT. Inclusive, desfiliei-me em 2004 por achar que algumas delas eram irreversíveis. Os conchavos com Sarney em nome da governabilidade são lamentáveis, assim como o apoio ao Newtão. Quando no PT, eu sempre defendi que com o apoio popular que tem Lula, a relação com o Congresso deveria ser pautada pela pressão aberta, que forçasse os "trezentos picaretas com anel de doutor" a aprovarem projetos de interesse popular. Venceu a outra estratégia, a da negociata, que levou diretamente, claro, ao abraço no valerioduto que a tucanalha havia criado.

Dito isso, ainda assim eu não concordaria com você que dá na mesma. Não dá na mesma, e todos os números do governo Lula, o investimento no social, o estancamento das privatizações, a política externa completamente diferente, a criação de 300.000 vagas na universidade (contra zero vagas criadas por FHC) e muitas outras estatísticas estão aí para provar. Ainda acho que vale a pena apoiar e tentar reverter a coisa por dentro. Acho que eu e você temos a mesma estratégia, com táticas diferentes.

Pode ser que Lula não tenha apreço pela imprensa, mas não vejo as abortadas iniciativas do CFJ e da Ancinav como tentativas de mordaça não. Acho que foram muito mais um intento de "jogar um osso" para a esquerda nacionalista do PT como um cala-boca ante a política econômica paloccista. É uma velha estratégia: deixar a política econômica com os mercado-livristas e entregar a "cultura" para que a esquerda fique calada. Acho que o caso do Aécio é bem diferente.

Mas enfim, aprecio sempre sua contribuição inteligente. Abraços,

Idelber em setembro 18, 2006 5:13 PM


#14

Olá Idelber,

Felizmente mais uma postagem para denunciar aquilo que nós jornalistas já reclamamos há muito tempo, desde a chegada do Aécio ao governo. Eu trabalhava no Estado de Minas quando o Ugo foi demitido e lembro-me muito bem como o caso acabou surgindo como uma espécie de "aviso" a todos os jornalistas que ali trabalham.

Como eu era apenas um repórter, naquele momento sentia sempre um clima de tensão coletiva no local. Afinal de contas, se um editor gabaritado foi demitido no dia seguinte a uma notinha que falava mal do governador, imagine o que aconteceria a um mero repórter que ousasse citar alguma informação desagradável aos olhos do governo.

E pense bem como era um clima de redação onde há uns 60 repórteres, todos pensando dessa mesma forma. É evidente que fica um clima de censura no ar. E o pior: o clima de censura é totalmente apoiado pelos donos dos meios de comunicação. Ou seja, não há pra onde escapar. Só no voto, mesmo.

Paulo (da Andressa) em setembro 18, 2006 6:11 PM


#15

Valeu o depoimento, Paulo, eu sabia que este post ia te interessar. Só posso imaginar o que terá sido uma sala de redação do EM depois da demissão do Ugo.

Celinho, obrigado pela notícia sobre Portugal. Vou ler, sim, com atenção, e tentar me informar antes de qualquer coisa. Valeu o link.

Oi, Lino, Vivien, obrigado pelas primeiras participações aqui. Acabei de chegar de uma visita aos respectivos blogs, interessantíssimos, ambos. Voltarei outras vezes. Valeu.

Idelber em setembro 18, 2006 6:22 PM


#16

Concordo com o Idelber, nunca vi o CFJ e a Ancinav como tentativas de mordaça. Do CFJ posso falar pouco, apenas que todos os repórteres que eu conheço na época falaram que era uma boa iniciativa, e eu achei engraçado: a opinião dos repórteres era completamente oposta à opinião dos meios onde eles trabalhavam.

Quanto à Ancinav, trabalho com vídeo e TV, minha mulher trabalhou muitos anos com TV por assinatura e conheço esse meio melhor do que o jornalismo. Aqui é fácil dizer: a Ancinav não ter sido aprovada é que foi um golpe na democracia, e não o contrário. A falta de regulamentação dos meios de comunicação, principalmente agora que a TV digital está entrando no jogo, é que vai garantir que o controle da produção e distribuição de conteúdo esteja nas mãos de uns poucos, ao invés de permitir uma pulverização do acesso aos meios de comunicação, coisa que as novas tecnologias permitiriam. E na época a mídia tratou de tal forma o assunto que parecia que era justamente o contrário.

Daniel em setembro 18, 2006 6:24 PM


#17

e aí meu querido não vai falar nada sobre o Freud?

ligia em setembro 18, 2006 7:02 PM


#18

Mais um auxiliar íntimo do Lula que cai.
E ele não sabia nada. Como diria o outro, "fraude explica".
Idelber, você ficou sabendo da Universidade Federal do ABC? Foi criada sem prédio. Começaram as aulas num balcão improvisado, alugado.
Zero vagas criadas no governo FHC? Um pouco exagerado.
Mas a diferença entre o FHC e o Lula na educação é que o governo tucano priorizou a educação fundamental, onde o maior número de pobres estão concentrados (ao contrário da elitista universidade pública brasileira). Se as pessoas não conhecem o básico, como irão chegar à faculdade?
Resultado: 97% das crianças estão matriculadas na escola. Número maior ainda que nos EUA.
A nova meta, depois de colocá-las na escola, era melhorar o ensino. O governo Lula não quis. Mais uma oportunidade perdida.

Alexandre em setembro 18, 2006 7:49 PM


#19

O pior é que a estratégia cola. Tem muita gente inteligente caindo no conto do novo salvador da pátria. Triste.

PS: Sobre esse vídeo da "Campanha Aécio 45", o Marcelo Baêta fala sobre ele na entrevista para o "Mídia Independente". Você leu, Juca Azevedo?

Ju em setembro 18, 2006 8:07 PM


#20

Caro Idelber, não quero ter razão nem convencê-lo de nada.

E não imagino que alguma pessoa que eventualmente venha a ler o meu trecho, fique surpresa com a aliança que o presidente Lula estabeleceu (durante o seu mandato) com Sarney. É até compreensível dentro do quadro da montagem de alianças no parlamento. Mas, por exemplo, o partido da candidata Cristina Almeida a senadora no Amapá, o PSB, no estado do Rio é do Garotinho.

Mas a aliança do presidente Lula com Quércia é realmente fora de tudo que eu podia imaginar. O político Quércia era talvez um dos alvos mais antigos da COMPREENSÍVEL irritação do presidente Lula. Daí a minha surpresa. Já as alianças com Jader Barbalho, Newton Cardoso e Crivela são fruto da atual eleição.

Quanto a desastrosa política externa, devemos ter opiniões diversas. Mas espero que neste próximo mandato o presidente Lula se livre do Sr. Marco Aurélio Garcia, com sua nefasta política com características de MALIGNIDADE para nosso país talvez só comparáveis a de Juracy Magalhães.

Sou otimista.

Paulo em setembro 18, 2006 8:18 PM


#21

Pois é, Daniel, e no caso da Ancinav a proposta nem sequer foi debatida. O ministro Gil foi linchado na imprensa, como se estivesse propondo um novo Gulag. Lamentável.

ligia, por que Freud? 150 anos do nascimento dele, é isso?

Dá-lhe Ju. Aliás, é até bom que tenhamos o link para o vídeo calunioso aqui. O próprio vídeo do Aécio já se denuncia.

Caro Paulo, creio que sim, discordamos quanto à política externa. Não a vejo como "desastrada" de forma nenhuma.

Idelber em setembro 18, 2006 8:42 PM


#22

não, não! Freud do PT. Maior rolo. Um cara lá q dizem que pagou não sei quem para dar dinheiro p/ não sei mais quem p/ ir até um hotel comprar um dossiê que provaria que o Serra está envolvido na máfia das ambulâncias. Agora querem a impugnação da candidatura do Lula por causa desse rolo. Veja lá no UOL que tem um monte de matérias de capa sobre isso. Apenas mais uma tentativa de golpe que segue alguma manifestação do FHC, como várias que houveram desde o início do ano passado.

Daniel em setembro 18, 2006 8:46 PM


#23

hahahaha, e os golpistas querem que eu fale sobre isso? Só pode ser piada mesmo. Tô lendo, tô lendo...

Idelber em setembro 18, 2006 8:53 PM


#24

O costume no domingo é ler o EM primeiro que a Folha. Depois de ler a denúncia na Folha sobre a maquiada do déficit zero voltei ao EM e olhei com atenção procurando uma notinha... Nada... Tive certeza...

Ontem, num buteco, com a prima que namora um assessor da secretária de saúde:

Eu: Ele ainda ta trabalhando lá?
Ela: Ta sim.
Eu: Lá só tem pilantra né?
Ela: é mesmo... Sabe aquelas denúncias?
Eu: sei...
Ela: Fulano teve que maquinar os dados. O chefe pediu.
Eu: Viu, lá só tem pilantra.

RodrigoSol em setembro 18, 2006 8:57 PM


#25

ah, os golpistas.... freud explica.... ah os stalinistas, eles moram ao lado... de braços dados com gilberto g(v)il, o mico de circo

diogo em setembro 18, 2006 9:15 PM


#26

Caro Idelber, não tenho nenhum problema em criticar Aécio, Sarney ou Freud.

Mas que esta do Freud parece, como diz o Simão, que estamos mesmo é no país da piada pronta.

Vamos viver leve. Saudações cariocas.

Paulo em setembro 18, 2006 9:38 PM


#27

Pois é... Li a entrevista do Baêta. Mas por que ele não explica o vídeo "Liberdade de Imprensa em Minas" ? Não há explicação sobre o fato dos entrevistados terem negado tudo em outro documentário. A coisa está parecendo como aquelas teorias da conspiração tão utilizadas pelos petistas. Já estou ouvindo gente falar que o PSDB é o responsável pela armação da revista Isto É para atrapalhar o PT. O Serra lidera as pesquisas em SP, sai uma revista arrasadora com sua reputação e ainda temos que ouvir que isso foi uma armação da "direita". Por que todo mundo desmentiu as entrevistas do documentário do Baêta ? Foi todo mundo comprado, até o Kajuru ? É irracional... Não há um bom texto do Baêta explicando isto ?

Juca Azevedo em setembro 18, 2006 9:49 PM


#28

O vídeo chapa-branca colocado no YouTube por usuário cadastrado como "CampanhaAecio45" é vergonhoso e não desmente nem uma única linha do trabalho de Baêta. Vemos Nascimento dizer que não autorizou uso eleitoral de seu depoimento, o que não é o uso feito por Baêta. Vemos Braga dizer que não atribuiu diretamente demissão a Aécio, o que também não desmente nada apresentado no trabalho de Baêta. Vemos um atual funcionário da Itatiaia dizendo que Paulo Sérgio foi demitido por proferir um palavrão, como se um atual funcionário de uma emissora notadamente vigiada pelo governo do estado tivesse liberdade para denunciar algo.

Será que o amigo sabe que Jorge Kajuru está proibido de dar entrevista sobre o assunto? De quem é o interesse nessa proibição? De Baêta? Será que o amigo leu o depoimento acima, do ex-funcionário do EM, sobre o clima de terror na sala de redação?

"Teoria conspiratória", amigo, é achar que dezenas e dezenas de profissionais que já deram testemunho da mesma mordaça estejam todos delirando, ou estejam todos combinados com o PT. Será que foram todos eles comprados? Qual o próximo passo? Achar uma caixa de dinheiro com Baêta, curiosamente vinda de algum filiado do PT?

Notou, amigo, a diferença ética entre um vídeo que ouve o outro lado (o de Baêta, que publica várias explicações do governo) e um instrumento de campanha eleitoral como o vídeo chapa-branca do "CampanhaAécio45" no YouTube?

E reparou na ameaça velada no começo do "documentário" chapa-branca, onde se acusa Baêta de "hospedar o vídeo em um site colocado fora do Brasil para escapar da justiça", assim insinuando que se o vídeo estivesse hospedado no Brasil já teria sido arrancado do ar por alguma ação legal do governo estadual?

Idelber em setembro 18, 2006 10:45 PM


#29

O único clima de terror que tenho notícia foi aquele que retirou o Boris Casoy da Record. O mesmo clima favorável a um Conselho Nacional de Jornalismo, a uma Ancinav e que já prometeu uma reforma para "democratizar" a mídia após as eleições. O clima mais autoritário pós-ditadura (http://politicaecia.nominimo.com.br/?p=373)...

O importante é que você publica meus comentários e permite que os leitores do blog vejam os vídeos mencionados e o texto do Baêta. Assim cada um poderá chegar a sua própria conclusão, e escolher entre o Aécio e a "dupla da liberdade de imprensa" Nilmário e Newtão...

Juca Azevedo em setembro 18, 2006 11:40 PM


#30

Eh impossivel pra mim dizer se a imprensa esta ou nao amordacada em Minas porque moro no exterior. No entanto, se o que Minas tem a oferecer ao jornalismo mundial eh o seu umzinho portal uai.com.br, pode ficar pra quem quizer com angu e couve.

Eh simplesmente medonho, mal organizado, desdentado, pequenininho, e nao da qualquer ideia do que o governo de MG esta fazendo a nao ser o obvio ululante: da vontade eh de agradecer ao presidente da China ou da Croacia por nao saber ainda que a Producao Aecio --marca registrada, todos os direitos reservados-- esta de data marcada com a presidencia do Brasil. A producao esta muito convincente, so nao vai durar quatro anos enchendo o saco... ou vai?

Ivan em setembro 19, 2006 12:26 AM


#31

Pois é, Juca, as regras aqui são bem diferentes das de blogs como o do Reinaldo Azevedo, onde todos os comentários discordantes são apagados e o blogueiro se gaba de ter "posto para correr" os "petralhas", não é mesmo?

De fato, que o leitor julgue por si mesmo...

Idelber em setembro 19, 2006 12:49 AM


#32

Aécio e Anastazia:

essa dupla me dá azia!!!

um abraço Idelber!!!

paulinho (witchhammer)

paulinho em setembro 19, 2006 12:53 AM


#33

Como era de se esperar, o troll tucano de estimação passou olimpicamente pelos fatos narrados em seu post e tentou mudar de assunto, como aqueles trolls que povoam caixas de comentários do Noblat e do Josias de Souza.

A questão não é de censurar as divergências. Eu apagaria tranquilamente os comentários que só têm por objetivo desviar a atenção, como o do Alexandre.

É vergonhoso que alguém dê crédito para aquela imundície do vídeo eleitoreiro do Aécio. Isso depõe contra a inteligência de quem tem coragem de usá-lo como argumento.

Marcus em setembro 19, 2006 3:08 AM


#34

E sim, o "caso Freud Godoy" está, levando em conta os acontecimentos desta segunda feira, com toda cara de armação.

Escrevi uma matéria no Velho do Farol sobre isso, aliás.

Marcus em setembro 19, 2006 3:11 AM


#35

E além de não ter argumentos para refutar, Marcus, ele implicitamente reconheceu que o blog aqui é diferente. Não estão acostumados com blogs que publicam o contraditório.

Idelber em setembro 19, 2006 3:19 AM


#36

prezados senhores ,voces nao acham que a eleiçao de Alckmin ,seria um suicidio politico de Aecio?pois o comparsa de Alckmin,com certeza é Serra.E aí meus amigos,Adeus AÉCIO!!!!

paulo gonçalves em outubro 2, 2006 5:24 PM


#37

Por que este site não possui link "indique este texto a um amigo" ? Ajudaria bastante em sua divulgação!

Márcio de Moura Siqueira em outubro 18, 2006 3:54 PM


#38

acessem o site: www.novojornal.com.br e voces veram algumas notas sobre este governinho que manda em MInas. Abracos Um mineiro indignado

t em junho 26, 2008 11:27 PM


#39


Anônimo disse...
Bom Dia Brasileiros, simplesmente é lamentável como o Governador do Estado tenta incansavelmente tapar o sol com a peneira.

( Peneira?! > Tapar o sol com a peneira !!!!)


Significado: Fazer um esforço mal sucedido para ocultar uma asneira; negar uma evidência.

Origem: Peneira é "um instrumento circular de madeira com o fundo em trama de metal, seda ou crina, por onde passa a farinha ou outra substância moída" (dos dicionários). Qualquer tentativa de tapar o sol com a peneira é inglória, uma vez que o objecto é permeável à luz. A expressão idiomática terá nascido da constatação dessa evidência?

POIS É !!! Tapar o sol com a peneira sim!!!! pois somente ele próprio o Aecinho parece não enxergar as asneiras que vem cometendo, seguidamente de sua corja, gangue ou mesmo bando, uma trupe de vagabundos que se reunem para se drogarem com o dinheiro público e mais fazendo o uso da estrutura da segurança paga pelos contribuintes para como se la fora o esquema de segurança do estado permaneça com a obrigação focada em combater a distribuição, venda uso e consumo de entorpecentes, e dentro do Palácio da "LIBERDADE" (LIBERDADE É UMA PALAVRA QUE O AÉCIO DESCONHECE O SIGNIFICADO) o esquema de estrutura do estado tem a obrigação proteger o Governador e seus fiéis escudeiros metralhas, quem sabe até não deixando que entorpecentes batizados ou misturados a outras porcarias sejam fornecidos ao Ditador.
Como Cleópatra, Aecinho vem fazendo uso das Drogas para fugir de uma realidade que o BRASIL todo está de olho.
AECINHO se o Sr. tem apreço por uma droga 100%, sugiro que o Sr. tente se ingerir, pois nãa existe droga mais entorpecedora que o Sr.
JÁ esta escrito em outo BLOG, "SEU AVÔ TANCREDO NEVES FEZ UMA CARREIRA BRILHANTE!!!, O SR. CHEGOU E CHEIROU ELA TODA!!!
Pode ter certeza de que a sua conciência vai te cobrar por todo o prejuízo que o Sr. vem causando a reputação do Estado de Minas Gerais.
AHHHH minas?!?!?! Esqueci o Sr. gosta e de meninos do RIO, com aquele calor que provoca arrepio.......

PS: vou deixar postado aqui com o pseudônio de anonimo pelo simples fato de não ter o pseudônimo "ANONIMOUS"

MAIS UMA COISA O TÚMULO DO SEU AVÔ QUE APARECEU QUEBRADO!!!! LEMBRA?!?!?! DEVE SER ELE QUE TA ROLANDO LA DENTRO DE DESGOSTO E VERGONHA, DO QUE O SR. ESTÁ FAZENDO, ELE DEVE ESTAR PENSANDO NO POR QUÊ DE NÃO TER DEIXADO O SR. SEGUIR A SUA VIDINHA DE PLAYBOY NA NO POSTO 9, QUEM SABE ASSIM NÃO SERIA MENOS TRÁGICO PARA O ESTADO DA INCONFIDÊNCIA!
Aos jornalistas de verdade deixo aqui meu pedido de reflexão, aos que se vendem sugiro que mudem o endereço de prestação dos seus servicós e saiam dos escritórios que se encontram e transfiram seus postos ou "PONTOS" para a AV. AFONSO PENNA ou RUA GUAICURUS.
Quem é de Belo Horizonte ou é mineiro de Verdade sabe muito bem o que esta sendo do que estou dizendo.
Ao Sr. Governador quem sabe ele não consiga uma ajuda dos conselheiros da "ABRAÇO" e se der sorte quem sabe lá ele não consiga até um abraço por tráz...

ANONIMOUS em agosto 18, 2008 11:35 AM


#40

Caro amigo,
Isso é normal nos veículos de comunicação, já passei por vários e posso lhe garantir que o poder economico vem exercendo grande influência em todo o setor. Chamamos até de linha editorial, divulga-se apenas aquilo que é conveniente.
Quando do fim do AI 5, fiz um programa de rádio e duras críticas a um determinado governador àquela época, isto por volta das dez da manhã. No final da tarde, o gerente regional da emissora me chamou e disse que eu teria que explicar à direção que o dinheiro que era para entrar de propaganda do governo não seria mais repassado, pois minhas criticas nada favoreciam o governo. Entendi, naquela ocasião que a censura do AI5 era melhor que a atual, pois os censores eram burros e conseguiamos falar o que queríamos. Hoje não, hoje tem a censura financeira e as demissões.
Abraços e durma com a realidade, aliás é por estas e outras que os escandalos acontecem, e tudo mais e nada é divulgado ou realizado.

Jota Erre em setembro 9, 2008 5:47 PM


#41

Não precisa ir longe para confirmar tudo aqui relatado. As atitudes mesquinhas e anti-democráticas de nosso "Governador" nem as montanhas de Minas conseguiram esconder pelo tamanho do descalabro. No momento em que iniciar a corrida pela presidencia não vão faltar os documentos que irão comprovar ao povo barsileiro aquilo que nod mineiros já sabemos.

eduardo novais em janeiro 22, 2009 8:15 PM


#42

Falar de liberdade de imprensa no Brasil é uma hiopocrisia, uma comédia, uma ficção. Todo mundo sabe que os jornalistas escrevem defendendo o interesse dos donos dos jornais, principalmente quando se trata de atacar a esse ou outro governo, a essa ou outra figura. E costgumam bater só em um lado. O que a mídia brasileira faz, aquela grande mídia que o Paulo Henrique Amorim chama, apropriadamente de PIG - Partido da Imprensa Golpista, não a credibiliza a ser defendida. Aécio Neves tem um projeto para o país, está fazendo um excelente governo, com mais de 70% de aprovação, e tem direito, como qualquer outro homem público, a defender sua posição com unhas e dentes.

Marcos Altenhoffen em março 14, 2009 5:53 PM


#43

Sr. Aécio é com muita alegria que escrevo estas pequenas linhas,e desde já o Sr pode contar com minha contribuição para sua campanha.
Nossa região é muito rica em votos,eu trabalhei com um candido a prefeito de Araras e ganhamos as eleições.
E tenho fé que o procimo presidente já tem um mone Aécio Neves.
um grande abraço,e minhas estimas uma ótima semana.

vitor favoretto neto em março 15, 2009 6:31 PM


#44

A DITADURA DOS NOSSOS COMPANHEIROS SÃO MELHORES QUE A DO BUSH , porque ela é feito pelo povo !!!!!! No nosso comunismo vai ser todo mundo livre !!!
VIVA OS XIITAS !!!!

rob em março 23, 2009 2:47 AM


#45

Caro Ildeber, não consegui até então assistir o video porém andei procurando na net informações sobre o assunto e pude perceber que o Baêta foi até taxado de eleitoreiro, nós atleticanos conhecemos muito bem esta imprenssa bairrista e amordaçada AZUL que temos. E uma pena que poucos tem acesso a esse tipo de informações pois eu que me considero um cara super plugado só tive acesso a esta materia hoje 06/04/2009 por que um ilustre atleticano postou o link de seu blog em um dos post do blog galo é amor (www.blogdogalo.com) parabens pelo blog que e realmente um biscoito fino daqueles da casa da vó em latas redondas decoradas escritas em inglês na decada de 90.Parabens Baêta pela iniciativa é pena não haver mais Baêtas por ai.
PS: Ao meu ver exceto o programa alterosa esporte que tem vinculo sumario com anão azul e narigudo neves, os demais meios imormativos da emissora não demonstram este tipo de bairrismo,será que estou enganado?

Lacerdino Franco dos Santos em abril 7, 2009 12:43 AM


#46

Isso Aécio Cheira Neves neles....pela morosidade no Brasil...fumar um base e ficar na manha é isso que o povo precisa: cheirar o quando der pra entupir os narizes de todas os trancredros.....
fé meu povo

WEBER em abril 23, 2009 5:28 PM


#47

Se for verdade esse tem poder e deve ser presidente da republica

Rogerio em novembro 14, 2009 2:08 PM


#48

aécio neves ,amigo de pimentel,fez um acordo de apoio em 2010 contando com ajuda de Pimentel para eleger Marcio Lacerda.Puxou o tapete de Pimentel.Serra puxou o tapete de Aécio.Agora ele entra de vez na campanha de Serra que puxará o seu tapete novamente em2014.O IPSEMG esta em ruinas.onde está a saúde de MG?As escolas jogadas ao léu.Imprensa calada porque se falar é despedido.Plano salarial dos professores foi para achatatar

maria Edth Ferrarezi em outubro 17, 2010 10:13 PM