Meu Perfil
Um blog de esquerda sobre política, literatura, música e cultura em geral, com algum arquivo sobre futebol. Estamos na rede desde 28/10/2004.



Email:
idelberavelar arroba gmail ponto com

No Twitter No Facebook No Formspring No GoogleReader RSS/Assine o Feed do Blog

O autor
Curriculum Vitae
 Página pessoal em Tulane


Histórico
 setembro 2015
 dezembro 2014
 outubro 2014
 maio 2014
 abril 2014
 maio 2011
 março 2011
 fevereiro 2011
 janeiro 2011
 dezembro 2010
 novembro 2010
 outubro 2010
 setembro 2010
 agosto 2010
 agosto 2009
 julho 2009
 junho 2009
 maio 2009
 abril 2009
 março 2009
 fevereiro 2009
 janeiro 2009
 dezembro 2008
 novembro 2008
 outubro 2008
 setembro 2008
 agosto 2008
 julho 2008
 junho 2008
 maio 2008
 abril 2008
 março 2008
 fevereiro 2008
 janeiro 2008
 dezembro 2007
 novembro 2007
 outubro 2007
 setembro 2007
 agosto 2007
 julho 2007
 junho 2007
 maio 2007
 abril 2007
 março 2007
 fevereiro 2007
 janeiro 2007
 novembro 2006
 outubro 2006
 setembro 2006
 agosto 2006
 julho 2006
 junho 2006
 maio 2006
 abril 2006
 março 2006
 janeiro 2006
 dezembro 2005
 novembro 2005
 outubro 2005
 setembro 2005
 agosto 2005
 julho 2005
 junho 2005
 maio 2005
 abril 2005
 março 2005
 fevereiro 2005
 janeiro 2005
 dezembro 2004
 novembro 2004
 outubro 2004


Assuntos
 A eleição de Dilma
 A eleição de Obama
 Clube de leituras
 Direito e Justiça
 Fenomenologia da Fumaça
 Filosofia
 Futebol e redondezas
 Gênero
 Junho-2013
 Literatura
 Metablogagem
 Música
 New Orleans
 Palestina Ocupada
 Polí­tica
 Primeira Pessoa



Indispensáveis
 Agência Carta Maior
 Ágora com dazibao no meio
 Amálgama
 Amiano Marcelino
 Os amigos do Presidente Lula
 Animot
 Ao mirante, Nelson! (in memoriam)
 Ao mirante, Nelson! Reloaded
 Blog do Favre
 Blog do Planalto
 Blog do Rovai
 Blog do Sakamoto
 Blogueiras feministas
 Brasília, eu vi
 Cloaca News
 Consenso, só no paredão
 Cynthia Semíramis
 Desculpe a Nossa Falha
 Descurvo
 Diálogico
 Diário gauche
 ¡Drops da Fal!
 Futebol política e cachaça
 Guaciara
 Histórias brasileiras
 Impedimento
/  O Ingovernável
 Já matei por menos
 João Villaverde
 Uma Malla pelo mundo
 Marjorie Rodrigues
 Mary W
 Milton Ribeiro
 Mundo-Abrigo
 NaMaria News
 Na prática a teoria é outra
 Opera Mundi
 O palco e o mundo
 Palestina do espetáculo triunfante
 Pedro Alexandre Sanches
 O pensador selvagem
 Pensar enlouquece
 Politika etc.
 Quem o machismo matou hoje?
 Rafael Galvão
 Recordar repetir elaborar
 Rede Brasil Atual
 Rede Castor Photo
 Revista Fórum
 RS urgente
 Sergio Leo
 Sexismo na política
 Sociologia do Absurdo
 Sul 21
 Tiago Dória
 Tijolaço
 Todos os fogos o fogo
 Túlio Vianna
 Urbanamente
 Wikileaks: Natalia Viana



Visito também
 Abobrinhas psicodélicas
 Ademonista
 Alcinéa Cavalcante
 Além do jogo
 Alessandra Alves
 Alfarrábio
 Alguém testou
 Altino Machado
 Amante profissional
 Ambiente e Percepção
 Arlesophia
 Bala perdida
 Balípodo
 Biajoni!
 Bicho Preguiça
 Bidê Brasil
 Blah Blah Blah
 Blog do Alon
 Blog do Juarez
 Blog do Juca
 Blog do Miro
 Blog da Kika Castro
 Blog do Marcio Tavares
 Blog do Mello
 Blog dos Perrusi
 Blog do Protógenes
 Blog do Tsavkko, Angry Brazilian
 Blogafora
 blowg
 Borboletas nos olhos
 Boteco do Edu
 Botequim do Bruno
 Branco Leone
 Bratislava
 Brontossauros em meu jardim
 A bundacanalha
 Cabaret da Juju
 O caderno de Patrick
 Café velho
 Caldos de tipos
 Cão uivador
 Caquis caídos
 O carapuceiro
 Carla Rodrigues
 Carnet de notes
 Carreira solo
 Carta da Itália
 Casa da tolerância
 Casa de paragens
 Catarro Verde
 Catatau
 Cinema e outras artes
 Cintaliga
 Com fé e limão
 Conejillo de Indias
 Contemporânea
 Contra Capa
 Controvérsia
 Controvérsias econômicas
 Conversa de bar
 Cria Minha
 Cris Dias
 Cyn City
 Dançar a vidao
 Daniel Aurélio
 Daniel Lopes
 de-grau
 De olho no fato
 De primeira
 Déborah Rajão
 Desimpensável/b>
 Diário de Bordo
 Diario de trabajo
 Didascália e ..
 Diplomacia bossa nova
 Direito e internet
 Direitos fundamentais
 Disparada
 Dispersões, delírios e divagações
 Dissidência
 Dito assim parece à toa
 Doidivana
 Dossiê Alex Primo
 Um drible nas certezas
 Duas Fridas
 É bom pra quem gosta
 eblog
 Ecologia Digital
 Educar para o mundo
 Efemérides baianas
 O escrevinhador
 Escrúpulos Precários
 Escudinhos
 Estado anarquista
 Eu sei que vivo em louca utopia
 Eu sou a graúna
 Eugenia in the meadow
 Fabricio Carpinejar
 Faca de fogo
 Faça sua parte
 Favoritos
 Ferréz
 Fiapo de jaca
 Foi feito pra isso
 Fósforo
 A flor da pele
 Fogo nas entranhas
 Fotógrafos brasileiros
 Frankamente
 Fundo do poço
 Gabinete dentário
 Galo é amor
'  Garota coca-cola
 O gato pré-cambriano
 Geografias suburbanas
 Groselha news
 Googalayon
 Guerrilheiro do entardecer
 Hargentina
 Hedonismos
 Hipopótamo Zeno
 História em projetos
 Homem do plano
 Horas de confusão
 Idéias mutantes
 Impostor
 Incautos do ontem
 O incrível exército Blogoleone
 Inquietudine
 Inside
 Interney
 Ius communicatio
 jAGauDArTE
 Jean Scharlau
 Jornalismo B
 Kit básico da mulher moderna
 Lady Rasta
 Lembrança eterna de uma mente sem brilho
 A Lenda
 Limpinho e cheiroso
 Limpo no lance
 Língua de Fel
 Linkillo
 Lixomania
 Luz de Luma
 Mac's daily miscellany
 O malfazejo
 Malvados
 Mar de mármore
 Mara Pastor
 Márcia Bechara
 Marconi Leal
 Maria Frô
 Marmota
 Mineiras, uai!
 Modos de fazer mundos
 Mox in the sky with diamonds
 Mundo de K
 Na Transversal do Tempo
 Nación apache
 Nalu
 Nei Lopes
 Neosaldina Chick
 Nóvoa em folha
 Nunca disse que faria sentido
 Onde anda Su?
 Ontem e hoje
 Ou Barbárie
 Outras levezas
 Overmundo
 Pálido ponto branco
 Panóptico
 Para ler sem olhar
 Parede de meia
 Paulodaluzmoreira
 Pecus Bilis
 A pequena Matrioska
 Peneira do rato
 Pictura Pixel
 O pífano e o escaninho
 Pirão sem dono
 políticAética
 Política & políticas
 Política Justiça
 Politicando
 Ponto e contraponto
 Ponto media
 Por um punhado de pixels
 Porão abaixo
 Porco-espinho e as uvas
 Posthegemony
 Prás cabeças
 Professor Hariovaldo
 Prosa caótica
 Quadrado dos Loucos
 Quarentena
 Que cazzo
 Quelque chose
 Quintarola
 Quitanda
 Radioescuta Hi-Fi
 A Realidade, Maria, é Louca
 O Reduto
 Reinventando o Presente
 Reinventando Santa Maria
 Retrato do artista quando tolo
 Roda de ciência
 Samurai no Outono
 Sardas
 Sérgio Telles
 Serbão
 Sergio Amadeu
 Sérgio blog 2.3
 Sete Faces
 Sexismo e Misoginia
 Silenzio, no hay banda
 Síndrome de Estocolmo
 O sinistro
 Sob(re) a pálpebra da página
 Somos andando
 A Sopa no exílio
 Sorriso de medusa
 Sovaco de cobra
 Sub rosa v.2
 SublimeSucubuS
 Superfície reflexiva
 Tá pensando que é bagunça
 Talqualmente
 Taxitramas
 Terapia Zero
 A terceira margem do Sena
 Tiago Pereira
 TupiWire
 Tom Zé
 Tordesilhas
 Torre de marfim
 Trabalho sujo
 Um túnel no fim da luz
 Ultimas de Babel
 Um que toque
 Vanessa Lampert
 Vê de vegano
 Viajando nas palavras
 La vieja bruja
 Viomundo
 Viraminas
 Virunduns
 Vistos e escritos
 Viva mulher
 A volta dos que não foram
 Zema Ribeiro







selinho_idelba.jpg


Movable Type 3.36
« Galo aos sábados: Homenagem à maior de todas :: Pag. Principal :: O Adeus de Fidel »

segunda-feira, 25 de fevereiro 2008

Marcelo de Lima Henrique, o sr. dormiu bem à noite?

Eu já havia preparado links e anotações para um post sobre a judicialização do debate jornalístico no Brasil. Nos domingos, em geral, dedico a tarde e a noite ao trabalho acadêmico, reservando um par de horas na madrugada para o post da segunda. Como já estava preparado o post, fui fazer uma das coisas que mais gosto: ver um bom jogo de futebol. Era a final da Taça Guanabara, entre Botafogo e Flamengo.

O Maracanã é, sim, o grande templo do futebol – que me desculpem os paulistas. A Taça Guanabara é o que chamamos, em outros estados, “primeiro turno”. Mas tem um charme e uma tradição incomparáveis. Esquentei uma carninha, abri uma Dos Equis Amber e fui ver a partida. Maraca lotado, jogo aberto, bonito: um sonho para qualquer fã de futebol.

Mais uma vez senti vergonha de ser brasileiro. O que foi feito com o Botafogo ontem no Maracanã é uma dessas coisas que, em qualquer país sério, terminaria na delegacia de polícia ou na barra dos tribunais. Há 18 anos acompanho basquete universitário e profissional, futebol americano universitário e profissional. Tenho meus times (Universidade da Carolina do Norte, New Orleans Hornets, New Orleans Saints, além de ter algum carinho pelo Carolina Panthers, clube que vi nascer). Nunca, em 18 anos, presenciei espetáculos grotescos de arbitragem como os que acontecem no Brasil quase todas as semanas.

Faço questão de escrever este post porque não faltam leitores que apontam “choro de perdedor” cada vez que assinalo os incontáveis roubos de arbitragem de que o Atlético-MG foi vítima ao longo dos anos. Pois bem, agora não foi com o meu time. Botafogo, Vasco, Fluminense, São Paulo, Palmeiras, Corinthians: para mim dá tudo na mesma. Sou Galo, sinto simpatia pelos times do sul, especialmente pelo Inter, e tenho lá um cantinho de amor pela Ponte Preta e pelo Vitória-BA. Desta vez, eu só queria ver um bom jogo. Que vencesse o melhor.

O pênalti marcado em favor do Flamengo, quando o Botafogo vencia por 1 x 0, é daqueles que teriam que ser marcados 20 vezes por jogo. Não pode segurar a camisa do adversário ao subir para cabecear? Perfeito. Que se apite 20 pênaltis por jogo então. Eu não teria problema com isso. Um outro critério, que uns poucos juízes honestos utilizam, é marcar esse tipo de pênalti quando o atacante estiver sendo impedido de fazer a jogada. Não era o caso, já que não havia nenhum perigo de gol. Mas, claro, a camisa sendo agarrada era rubro-negra. Não é preciso dizer que a mesma jogada aconteceu pelo menos 5 vezes do outro lado, sem que se marcasse nada.

Esqueçam o pênalti. Que eu saiba, existe uma regra no futebol que determina que, numa bola recuada intencionalmente com os pés para o goleiro, este não pode segurá-la com as mãos, sob pena de tiro livre indireto na área – a não ser, claro, que o jogador que fizer o recuo se chame Léo Moura e vista uma camisa rubro-negra. O cartão vermelho para Zé Carlos e o cartão amarelo para Lúcio Flávio, do Botafogo, aconteceram por quê mesmo? Uma cotovelada no adversário, em geral, é jogada para cartão vermelho – a não ser, claro, que o autor se chame Souza e vista uma camisa rubro-negra, e a vítima for um goleiro uruguaio (aliás, a xenofobia dos árbitros brasileiros é outro tema que mereceria longa discussão; Valdivia que o diga). Eu poderia listar outros exemplos.

Um árbitro que permanecerá inomeado uma vez me disse: “Idelber, se você quer prejudicar uma equipe, não espere as jogadas decisivas na área. Trave-a no meio-campo”. Assistam o VT da partida e vejam essa regra em ação. O pior é que ela não foi suficiente. O juiz roubou no meio-campo e roubou na área. O Botafogo foi imensamente superior ao Flamengo? Não, não foi. Poderia ter perdido na bola? Poderia. Desequilibrou-se emocionalmente a partir de um certo momento? Sem dúvida. Mas nada justifica a bandidagem. O impressionante no Brasil é que mesmo os melhores e mais honestos cronistas observam essas coisas e acham tudo normal. Não deve ser coincidência que, nos campeonatos cariocas, o time sistematicamente roubado seja justo aquele que é (ou era) dirigido por um ser humano íntegro, não cúmplice dos bandidos da Federação de Futebol do Estado do Rio – ainda que, nas competições nacionais, e especialmente contra mineiros e gaúchos, essa mesma equipe seja auxiliada pelas arbitragens.

Alguém em sã consciência é capaz de dizer que o pênalti que sofreu Tinga, do Internacional, no jogo contra o Corinthians que poderia ter decidido o Brasileirão de 2005, não teria sido marcado caso a sua camisa vermelha tivesse um par de listras horizontais negras? É frustrante, porque os flamenguistas (e, em menor medida, os corinthianos) já se acostumaram a ganhar dessa forma. Mesmo gente instruída e sensata se recusa a discutir o tema, não entendendo que o futebol brasileiro é um patrimônio do país, destruído e pisoteado cada vez que isso acontece. O problema transcende o esporte. É um roubo contra o consumidor, numa esfera que movimenta muito dinheiro e tem enorme significação simbólica para o Brasil, dentro e fora de suas fronteiras. Cada rubro-negro que repete "é choro de perdedor" quando acontecem esses escândalos, me desculpe, é um cúmplice do crime organizado.

Esta semana, chegou a notícia de que a Nike assinou um contrato de patrocínio com a seleção francesa por um valor cinco vezes maior que aquele destinado à seleção brasileira. Eu pergunto: em qual bolsa de apostas da galáxia a seleção francesa vale cinco vezes mais que a brasileira? Ou será que o valor oficial não é o efetivamente pago à CBF? Aliás, eu entendo que o Banco do Brasil patrocine a seleção de voleibol. Trata-se da seleção brasileira de vôlei. Alguém poderia me explicar porque a Petrobras, uma empresa estatal sem concorrência no país, patrocina o Flamengo?

Atualização: Juca, não é possível, Juca. Se você acha que essa foto encerra a discussão sobre tudo o que está dito acima, e tudo o que observaram milhões de torcedores, só nos resta dizer: então tá. Quando alguém com a integridade de Juca Kfouri começa a defender o que aconteceu ontem no Maracanã, sinceramente, dá vontade de jogar a toalha e assistir só futebol americano mesmo.



  Escrito por Idelber às 03:51 | link para este post | Comentários (121)


Comentários

#1

idelber

eh por motivos como esse que eu acabo nao assistindo futebol ai no brasil. sou gremista (alias, decepçao o senhor torcer pro inter, hehehe) e cansei de ver as narraçoes de bueno e afins, sempre valorizando os times do sudeste, mesmo que os caras nao estivessem jogando nada. meu namorado torce pro inter e por isso vejo muitas partidas do arquinimigo do gremio, como a partida roubada pro corinthians com a expulsao do tinga num penalti legitimo. nao eh choro de perdedor nao, eh descarado a forma diferenciada que os arbitros tratam os times do sudeste. me desculpem os leitores corinthianos do seu blog, mas adorei acompanhar o rebaixamento do corinthians, mesmo nao estando no brasil.

abraço

fabiana em fevereiro 25, 2008 7:22 AM


#2

Não poderia ter escrito melhor.

Infelizmente, esse favorecimento ao Flamengo não é de hoje. E você como atleticano, bem sabe disso.

Aliás acho que deveriam dar o Título de campeão carioca ao Flamengo, já que para que perder tempo com segundo turno...

Paulo Augusto Sá Pires Filho em fevereiro 25, 2008 7:23 AM


#3

A simpatia manifestada pelo glorioso rubro-negro baiano apenas confirmou aos meus olhos seu enorme bom gosto para as coisas do futebol. Bom gosto e conhecimento, diga-se.
Mas um reparo é inescapável, professor: o Flamengo é maior que episódios como os de ontem (vergonhoso) e o da decisão contra o Galo (vergonhoso e inesquecível). Sua enorme coleção de títulos regionais, nacionais e internacionais não foi erguida pela malandragem de seus dirigentes -que, a propósito, não mais escroques que seus pares pelo Brasil afora. As glórias do futebol brasileiro, entre elas o Flamengo, o Galo e o Vitória, com o perdão da imodéstia, são muito maiores que seus "espertos" cartolas.
Maiores e magnânimos, como é o Vitória, que ontem perdeu o segundo BAVI do ano pelo Campeonato Baiano claramente animado pela missão de dar uma contribuição pela alegria, ainda que passageira, à torcida adversária e com isso valorizar mais um título conquistado ao final dessa disputa.
Saudações rubro-negras (baianas), professor.

paulo galo em fevereiro 25, 2008 7:45 AM


#4

Por essas e outras que já não acompanho os grandes campeonatos com o entusiasmo de antes. Hoje só consigo vibrar em jogos de várzea. É onde ainda se pode acreditar na integridade dos resultados.

Bruno Ribeiro em fevereiro 25, 2008 7:57 AM


#5

Ontem à noite, o presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, pediu demissão do cargo. Disse não suportar mais as barbaridades do futebol.
Ele deu um telefonema para uma daquelas mesas-redondas no SporTV e, num momento, começou a chorar ao dizer que chegou ao Botafogo aos 12 anos para jogar volei.
Bebeto é um dos mais premiados esportistas no mundo e deixou sua brilahnte carreira de técnico de volei na Itália para assumir o Botafogo.
Qual foi a reação do Renato Maurício Prado, comentarista do SporTV e notório flamenguista? "O Bebeto tem de parar com essa mania de perseguição. Tudo para ele é conspiração contra o Botafogo".
Ontem, estava tudo meio encaminhado. Era meio bola cantada. Com o título de ontem, Flamengo pode jogar a Libertadores com tranquilidade.

enio em fevereiro 25, 2008 8:13 AM


#6

Muito interessante sua citação sobre a xenofobia dos árbitros brasileiros.Me fez recordar o Tevez e a maneira como ele era cassado em campo. Havia revezamento entre os zagueiros para bater no cara. Os juízes sequer marcavam falta. E da fatídica partida entre Palmeiras e Corinthians, naquele mesmo campeonato, quando um golaço de Tevez, que provavelmente daria a vitória ao Corinthians, foi anulado numa das cenas mais grotescas do campeonato daquele ano, ao lado daquele pênalti a favor do Inter é claro, e da anulação dos jogos e perda dos pontos e etc.
Eu não vi a final no Maracanã porque vi o Timão bater a Ponte por por 1x0, já que um gol legítimo do uruguaio Acosta foi anulado. E fui de brahma mesmo, a ocasião não pedia mais do que isso eh eh eh.
E mesmo que quisesse ver fla x bota, não poderia. Por incrível que pareça, o jogo não foi transmitido para São Paulo nem mesmo pelos canais fechados.

Fm em fevereiro 25, 2008 8:14 AM


#7

Idelber, talvez as três sapatadas em Copas do Mundo e a inegável freguesia para a França (além da obscura direção do nosso futebol, que ninguém confia) expliquem o que você não consegue entender.
Um abraço!

Pablito Barros em fevereiro 25, 2008 8:36 AM


#8

Bom dia, pessoal. Hoje não vou responder os comentários um por um porque seria impossível fazê-lo sem ficar repetindo ad nauseam o que já foi dito no post.

Boa sacada, essa do enio. Claro, com o título da Taça Guanabara o Flamengo disputa a Libertadores tranquilo. Faz sentido.

Idelber em fevereiro 25, 2008 9:01 AM


#9

Idelber, concordo com quase tudo.
A tendência em beneficiar Flamengo e Corinthians, as falcatruas dos cartolas, tudo isso é dolorosamente real e está afastando parte das novas gerações.
O Botafogo foi prejudicado ontem? Foi. Aquele juiz foi confuso, sem critério e deixou-se influenciar sabe-se lá por quem ou por que. Minto. Fazemos uma boa idéia.
Dito isso, e por mais que admire o Bebeto de Freitas , ele não tem estrutura emocional para ser dirigente de futebol. Aliás, quase ninguém nessa diretoria tem. A reação à desclassificação na Libertadores ano passado é emblemática.
Além disso, o discurso do eterno prejudicado não se sustenta. Basta vericar os seguintes casos:
- Final do Carioca de 1989: foi falta do Maurício no gol do título.
- Final do Brasileirão 95: o Márcio Rezende anulou um gol legítimo do Santos.
- Final da Taça Guanabara de 2006: o juiz deixou de marcar um pênalti escandaloso para o América.
- E finalmente, as quartas-de-final da Copa do Brasil de 2007, contra o Galo, lembra?

Ou seja, pau que bate em Chico bate em Francisco.

Luiz em fevereiro 25, 2008 9:20 AM


#10

Idelber!
Belo domingo para passear. Nada contra o Flamengo mas simplesmente é impossível assistir a um jogo do rubro-negro, onde não hajam narradores e comentaristas babando e esquecendo completamente que um jogo requer dois times. Os árbitros? Bem, depois do jogo do Colorado com o corínthians, que mencionastes, onde roubaram o nosso campeonato...
Melhor, graças dou aos deuses do futebol, que o campeonato gaúcho deste ano está muito bom.
Abraços colorados!

paulovilmar em fevereiro 25, 2008 9:29 AM


#11

Idelber!
Fiz um post sobre o Obama, obrigado pelas dicas.
abraço.

paulovilmar em fevereiro 25, 2008 9:31 AM


#12

Tudo o que você diz é verdadeiro, Luiz. Não tenho nenhum interesse em dizer que o Botafogo é o eterno prejudicado. Numa final contra o América, claro, se a balança pender, será para o lado dele.

Mas desde a entrada do Bebeto e a oposição dele à bandidagem na Federação, a coisa mudou. No Campeonato de 1989, o Bebeto ainda não estava lá.

Claro que me lembro da Copa do Brasil contra o Galo. Escandaloso. Aliás, coloquei um link para uma história sobre esse jogo, dê uma olhada lá. Mas depois de ser beneficiado contra o Galo, o Botafogo foi garfado nas semifinais de novo.

fabiana, num Gre-Nal, meu coração pende para o lado colorado. Mas torço para o Grêmio sempre que ele joga contra equipes do Rio ou São Paulo. Há dois posts sobre o Grêmio neste blog, dê uma olhada. E eu só faria um reparo ao que você disse. Nas competições nacionais, os beneficiados não costumam ser os times do sudeste, e sim do Rio e São Paulo, especialmente Flamengo e Corinthians. Abraço (e não precisa me chamar de senhor, não...)

Idelber em fevereiro 25, 2008 9:33 AM


#13

Na Copa do Brasil do ano passado, antes de ser beneficiado pelos juízes contra o Galo, o Botafogo também foi beneficiado pelas arbitragens contra o Coritiba.

Na rodada seguinte, porém, quando a Ana Paula ousou errar em um lance*, beneficiando o "timeco" (segundo o então vice-presidente do time carioca) do Figueirense, praticamente acabaram com a carreira da assistente.

Não vi o jogo, e não duvido que o Flamengo tenha sido beneficiado, mas esse episódio da Copa do Brasil de 2007 não me deixa ter pena, não.

* Os botafoguenses reclamam de 2 lances no jogo contra o Figueira, mas na minha opinião a assistente só errou em um. O outro foi polêmico, mas eu concordo com a interpretação dela.


Ricardo Antunes da Costa em fevereiro 25, 2008 9:49 AM


#14

O presidente da comissão de arbitragem, um tal de Rabello, acabou de dizer ao SporTV: foi tudo normal ontem no jogo Flamengo e Botafogo. É a escola do Berlusconi no Milan, de acertos mais espúrios.

enio em fevereiro 25, 2008 9:51 AM


#15

Ricardo, mas eu acho que a destruição da carreira da Ana Paula tem menos a ver com o beneficiado ser o Botafogo do que com o fato de ela ser mulher.

Acho que aí o fato de ser mulher foi fatal.

Idelber em fevereiro 25, 2008 9:54 AM


#16

Bom, o assunto, como eu comentei no post abaixo, não me interessa em nada. Mas não posso deixar de comentar: melhor título de post, ever! :-))))

Ju Sampaio em fevereiro 25, 2008 10:14 AM


#17

Concordo, Idelber. Teve sim o fator machismo na questão, o que só piora a reação do Botafogo, representado na questão pelo então vice-presidente de futebol, o Montenegro, que fez declarações extremamente infelizes após o jogo.

Aliás, o mesmo Montenegro que antes do confronto chamou o time catarinense de "timeco", o que tornou a classificação do Figueira ainda mais festejada aqui na capital catarinense.

Ricardo Antunes da Costa em fevereiro 25, 2008 10:24 AM


#18

POis é , olha , o botafogo é o time que mais tem sido prejudicado por erros de arbitragem nos últimos tempos , ou será que a copa do Brasil,ano passado , já foi esquecida? Sinceramente , o Botafogo tem um time superior ao Flamengo, estava jogando bem (apesar do desfalque), o pior é ouvir o Arnaldo Cesar Coelho dizer que o Juiz agiu certo ao não marcar uma falta de Obina em Jorge Henrique,porque Jorge Henrique tem famade cai-cai. Aonde vai parar esse Futebol? Por que o BOtafogo não pode vencer uma partida,um campeonato? Sinceramente , não assistomais ao campeonato carioca,pra mim , essa farsa se encerrou ontem, quando um juiz bandido interferiu no resultado de um belo espetáculo do futebol nacional.

Bruno Fernandes em fevereiro 25, 2008 10:46 AM


#19

E no dia 1ºde março começa a Timemania: 22% da arrecadação para a cartolada...

Guto em fevereiro 25, 2008 11:03 AM


#20

Pois é, Guto, taí uma área em que o governo FHC foi superior ao do Lula.

O Portella era um cara decente, começou a fazer umas coisas boas (fim da lei do passe, estatuto do torcedor, Lei Pelé etc.). De lá pra cá, o Lula resolveu casar-se com a cartolagem. Se quisesse, poderia varrê-los. A bancada da bola não tem o poder da bancada evangélica, ou da bancada ruralista.

Mas com o presidente colaborando, fica difícil.

(oi, Ju, eu ia colocar "bandido" no título. Aí fiquei com medo dos processos, porque já já este post estará bem rankeado nas buscas pelo nome desse cabra no Google....)

Idelber em fevereiro 25, 2008 11:08 AM


#21

senhor eh soh pra reforçar a frase, hehehe. ok, tu.

eh obvio que o corinthians e o flamengo sao os mais favorecidos, mas falo de times do sudeste em geral. eh soh ver o que foi a narraçao da final da libertadores do inter com o sao paulo. 2x0 pro inter e o pessoal narrando o jogo como se o sao paulo estivesse dando um banho de bola. eh por essas e outras que nao vejo mais futebol e se for com o galvao, ai que nao vejo mesmo. falo mesmo da seleçao brasileira, que ha muito tempo tem deixado a desejar.

jah li os posts sobre o gremio. alias, te perdoo sobre o inter, jah que quando se trata de minas, torço pro azulao cruzeiro, hehehe.

abraçao

fabiana em fevereiro 25, 2008 11:53 AM


#22

É só olhar o gol de empate do Flamengo contra o Vasco na semi-finais. O cara empurrou o zagueiro escandalosamente e nada foi marcado.

Alexadre Porto em fevereiro 25, 2008 12:24 PM


#23

É verdade. E os comentaristas da transmissão foram unânimes em dizer que não houve falta, quando a imagem mostrava claramente o contrário.

Ricardo Antunes da Costa em fevereiro 25, 2008 12:28 PM


#24

Idelber, quer uma prova da má fé do calhorda? Dá uma olhada na foto que a querida Leonor Macedo publicou há pouco em seu blog: http://eneaotil.wordpress.com/2008/02/25/opio-do-povo/

A camiseta do cara explica tudo. É de foder, não é?

Bruno Ribeiro em fevereiro 25, 2008 12:48 PM


#25

Ildeber, é de fato vergonhosa a forma como tratam, os comentaristas, os "erros" frequentes das arbitragens em favor de alguns times, mas ainda a narração tendenciosa em favor dos clubes do sudeste. E em escala dos "grandes" em desfavor dos "pequenos", nos regionais, a torcida dos jornalistas em relação "aos mais queridos". O mais querido pra mim é o Vasco.
Outra coisa, o que desqualifica a Ana Paula, além do fato de ser mulher e bonita, é que ela é competente. Abrçs, cláudio.

cláudio em fevereiro 25, 2008 1:54 PM


#26

Sou vascaíno e posso dizer que no futebol carioca sempre foi assim: os times grandes sempre são ajudados pela arbitragem quando enfrentam os pequenos (a exemplo daquele Botafogo e América de 2006, e do Flamengo e Madureira do ano passado).

A coisa muda de figura nos clássicos, com a ordem de "preferência" sendo essa: Fla, Flu, Vasco e Bota. O pior é que a imprensa (ou "flapress", como é conhecida no Rio) insiste em dizer que o Eurico controla a federação do Rio!!! Só se o Eurico fosse flamenguista (talvez seja, isso explicaria muito do que ele tem feito com o Vasco...).

Foi assim na final do carioca do ano passado (gol anulado e expulsão do Dodô), foi assim na semi contra o Vasco nesse ano (Fábio Luciano fez falta descarada ao marcar o primeiro gol, em um lance que se originou de falta inexistente a favor do Fla) e foi assim de novo ontem. É de lascar!!!

A verdade é simples: a torcida do Flamengo é muito maior, compra mais jornais, pressiona mais os árbitros, tem mais integrantes na imprensa, tem a simpatia da Globo (TV e jornal), etc.

Infelizmente isso não vai mudar. Se nada mudou depois do Fla e Galo da Libertadores de 81 (o maior roubo da história do futebol mundial), porque mudaria agora??

Djalma em fevereiro 25, 2008 1:59 PM


#27

Confesso q só vi o segundo tempo do jogo, mas o que me pareceu foi mais falta de experiencia/peito do juiz do q uma tentativa de favorecer o Flamengo. Uma das razões dessa minha impressão foi justamente um carrinho criminoso de um jogador do Botafogo, em que nem falta foi marcada. Mas com esse texto e com o link q o Bruno Ribeiro colocou, já começo a concordar com voces.

Henrique em fevereiro 25, 2008 2:08 PM


#28

O "apito-amigo" pró Flamengo vem de longe. Há uns 2-3 anos, o Fla se livrou da 2a. divisão graças a uns pênaltes arranjados. E o caso das "papeletas amarelas?". Infelizmente, os jornalistas que poderiam denunciar tudo isso não o fazem, por medo, conivência. Preferem atribuir tudo a "erro humano".
O Zito, ex-jogador do Santos disse uma vez que com 10 minutos de jogo, ele já sabia se o árbitro estava querendo prejudicá-los. É que o time do Santos era tão bom que superava tudo.

Carlos em fevereiro 25, 2008 2:36 PM


#29

e quem disse que atleticano é neutro - Primeiro torcem pela derrota do cruzeiro, depois ao se recordar que um dia foram saco de pancada do Glorizo rubronegro, torcem contra o mengo, para só ai entam começartem a torcer para o Galo e depois para o inter ( velho rivel de quem...cruzeiro) etc.etc. - faz me rir. kakaka. Lembra daquela - ganhar da argentina é bom ate com gol de mão ou roubado - do vasco e do batafogo também - até mais.

Learce em fevereiro 25, 2008 2:37 PM


#30

Análise lúcida e contundente. Todo mundo acha normal o que acontece, e critica o presidente do Botafogo, um ícone no esporte, quando ele diz: CHEGA. E renuncia a participar do processo. Sente-se impotente.
Erros existem para todos os clubes e contra todos os clubes, mas contra o Botafogo, que não faz parte tanto do esquema da federação estadual como da CBF, são costumeiros, repetitivos e contundentes.
Parabens pela análise.

Nicola em fevereiro 25, 2008 2:41 PM


#31

Idelber,

Sou colorado e fiquei bastante contente com sua declaração de simpatia pelo clube do povo do Rio Grande do Sul.
Quanto às irregularidades na partida Flamengo x Botafogo, ouso discordar. Não percebi a intenção deliberada de prejudicar o Botafogo. Foi marcado um impedimento escandaloso do Obina, quando na verdade havia um zagueiro do Botafogo dentro da área, do outro lado, e o Obina entrava livre para fazer o gol, estando fora da área quando o lançamento foi dado.
Logo após o segundo gol do Flamengo, o Wellington Paulista recebeu lançamento e ficou livre na frente do Bruno, perdendo gol feito. Eu julguei que era impedimento escandaloso, o que o replay mostrou não ser verdade. Seria desculpável o bandeirinha marcar impedimento em lance tão duvidoso, ainda mais se a arbitragem estivesse predisposta a prejudicar o Botafogo.
No pênalti, o que contribuiu para a marcação foi a forma como o zagueiro botafoguense ergueu a camiseta do Fábio Luciano. Lances como aquele efetivamente ocorrem a toda hora, mas daquela forma escandalosa, quase deixando o adversário sem camisa, Não!
Por isso tudo, mesmo já tendo sido vítima da arbitragem, acho que no jogo de ontem tivemos apenas uma mau juiz, sem intenção deliberada de prejudicar esta ou aquela equipe.
Abraço.
Eduardo

Eduardo Trajano em fevereiro 25, 2008 3:03 PM


#32

Idelber, rubro-negros instruídos e/ou sensatos são um paradoxo, coisa mais difícil que o Zé Roberto Wright dizer que é vascaíno de coração.

Quem é carioca e não comunga da cartilha da mais arrogante e prepotente torcida desse país sabe que a única forma de tratar com rubro-negros é fazer o que eles fazem de melhor: sacanear os outros até os limites do razoável. Lamentavelmente, só gente de caráter meio duvidoso se compraz dessas atitudes. Mas é isso. Não dá para esperar bom senso de gente que se acha acima do bem e do mal. Se eu fosse flamenguista, eu teria tido vergonha de comemorar ontem. O Botafogo foi escandalosamente garfado.

Mas se eles queriam tranquilidade na Libertadores, o terão. Espero que tenham combinado com os outros times também. Jogar Libertadores não é jogar Taça Guanabara contra Cardoso Moreira, Boavista e Macaé não.


MarcosVP em fevereiro 25, 2008 3:09 PM


#33

o futebol apenas reflete a desorganização e corrupção geral aliada a impunidade, é lamentável mas é a nossa realidade

Walter Silva em fevereiro 25, 2008 3:23 PM


#34

Amigo, você é mesmo um chorão.
É assim com todos que se baseiam em desculpas para não alcançar seus objetivos, chorões. O Flamengo nem jogou tão bem, mas o Botafogo mereceu a derrota, não pq jogou mal, mas sim pq novamente estava mais preocupado com o arbitro do que com o jogo!
Foi pênalti? Então era pra marcar e não importa se foram 20 ou 30 vezes em um jogo, tem é que marcar! Não é desculpa “já que todo mundo faz” então não marca.
Se a bola do jogo fosse oval ou maior e alaranjada talvez vc fosse até indicado para comentar/criticar, o que não é o caso. Futebol Americano?? Basquete?? Vc só pode estar de brincadeira...
O referido favorecimento é inexistente e se fosse real o flamengo nunca teria sido prejudicado pela arbitragem, o que não é fato.
Sinto muito por vcs, mas alvinegro é tudo igual: chorão!
A sua teórica imparcialidade esbarra no fato de todo atleticano chorar até hoje um certo jogo de 81! Vc não é imparcial, nem neutro é chorão!
Se, toda vez que um time perder por erro de arbitragem o dirigente resolver entregar o cargo teremos eleições toda semana, em todos os clubes do Brasil, inclusive no Flamengo!
Agora, eu concordo com o amigo vascaíno, chorar é sempre a desculpa de time pequeno!

Danyel em fevereiro 25, 2008 3:37 PM


#35

Precisa ser imparcial não, Danyel. Precisa ser decente para ver o aconteceu. Só isso.

Idelber em fevereiro 25, 2008 4:39 PM


#36

Quod erat demonstratum...

MarcosVP em fevereiro 25, 2008 4:58 PM


#37

Amigo, sinto muito discordar, não pelo fato apenas de ser flamenguista, pois também tenho um especial carinho pelo Botafogo, afinal tenho duas botafoguenses em casa e, basta ver o clima da decisão para ver que o nível é outro quando os dois se enfrentam.

Mas, você se deu ao trabalho de pesquisar mais a respeito do árbitro? Pois bem, você fala em fatos, então vamos a eles.

O árbitro estava em campo quando o fla perdeu de 4 x 1 para o Madureira, no ano passado, o que deixava o rubronegro fora das finais do primeiro turno. Mas sabe quem classificou o fla? O Botafogo que perdeu para o Boavista.

Tenho também muito clara, a lembrança do jogo entre Bota e Cabofiense, em que, depois de cinco minutos sendo pressionado pelo time do Botafogo, inclusive o Cuca, o árbitro, que é policial federal, voltou atrás e anulou um gol que ele e o bandeirinha tinham acabado de confirmar. Vc vê isso acontecer todo dia? Quando viu pela última vez? Assim, o bota levou os três pontos que eram importantíssimos para chegar às finas do primeiro turno do ano passado.

Lembra do pênalti não marcado contra o Atlético-MG? Mas os diretores botafoguenses só querem lembrar dos supostos erros da Ana Paula...

Primeiro ponto que levanto: o time do botafogo tem preparação psicológica para enfrentar jogos decisivos? Bem, a Diretoria parece que não tem, pois também vi manifestações, no ano passado, por parte de dirigentes do Botafogo, que diziam se preocupar com a arbitragem do jogo contra o Flu, porque os árbitros costumavam favorecer o tricolor.

Sinceramente, que mania de perseguição é esta? Os jogadores são excelentes, o Cuca nem se fala, mas falta ao clube, seriedade no tabalho psicológico, pois o árbitro errou sim, ontem, mas foi para os dois lados. Porque você não falou da entrada criminosa do Ferrero no Christian? Ele levou algum cartão???

O Lúcio Flávio levou o segundo cartão porque parou um lance de contra-ataque com falta por trás, da mesma forma que o Marcinho também levou, pelo Fla. Isso tá errado?? Ora, ele sabia que estava pendurado. Equívoco foi a expulsão do Zé Carlos, isso foi um erro de verdade.

Diz o Cuca que o Túlio queria sair do jogo aos 31 minutos, quando estava 1 x 1, pois não suportava mais o clima dentro de campo. Que profissional é esse? Vejo isso nas peladas que jogo nos finais de semana.

Pra piorar, o Cuca disse hoje, que se tivesse decisão por pênaltis, provavelmente o árbitro iria mandar voltar as penalidades convertidas pelos alvinegros.

Me perdoem, mas o Botafogo é muito maior do que essa choradeira. Chegou na final com méritos, e se ganhasse o título não seria nada absurdo, tem time pra isso, mas o discurso da Diretoria é pobre. Por fim, quero dizer ao amigo, que ouvindo a Globo, ontem, o Gerson, canhota, lembrou que Flamengo e Botafogo são os principais opositores à gestão atual do federação carioca, mas isso não impediu que os dois fizessem a final do ano passado, lembra?

Esse ano lá estão eles novamente. Meu caro, o juiz não chutou aquela bola em cima do Ibson, foi o Wellington Paulista que perdeu gol feito na etapa final, assim como também não cabeceou na trave, perdendo mais um. Foi o Fábio, do Bota.

Fiquei muito triste ao final do jogo, pois como disse sinto um carinho especial pelo Bota e acho que, pelo trabalho desenvolvido pelo Cuca, não seria nada demais se o Fogão fosse campeão. Mas o pior cego é aquele que não quer ver. O Botafogo precisa alcançar a frieza para ter êxito em jogos decisivos, e creio que os dirigentes têm mania de perseguição e, pior, passam isso para os atletas, basta ver a irritação do Jorge Henrique nos primeiros lances quando ele entrou em campo. Isso é coisa de time pequeno e o Botafogo não é grande, é enorme e não precisa desse tipo de desculpas. Finalizando, o segundo turno taí, e estarei torcendo para que o Bota alcance melhor sorte no returno.

Um abraço.

Mário Alberto em fevereiro 25, 2008 4:59 PM


#38

Em minha crítica ao Botafogo, acabei me esquecendo do ponto mais importante do post: SIM, Flamengo e Corinthians são constantemente beneficiados pelas arbitragens.

Ricardo Antunes da Costa em fevereiro 25, 2008 5:05 PM


#39

Mário, obrigado pela discordância ponderada. Se você ler o texto, verá que não falo do segundo cartão amarelo ao Lúcio Flávio. Falo do primeiro.

E que um árbitro volte atrás depois de ser pressionado, num jogo entre Botafogo e um time pequeno, acrescenta, não diminui a credibilidade da tese defendida no post.

A presença ou ausência de preparação psicológica no Botafogo é outro tema, claro.

Idelber em fevereiro 25, 2008 5:12 PM


#40

Outra coisa, amigo. Eu assisti Madureira 4 x 1 Flamengo. Aquela ali, nem José Roberto Wright dava jeito.

Idelber em fevereiro 25, 2008 5:15 PM


#41

Mário Alberto,

Saudações rubro-negras. Tenho que admitir que é difícil encontrar um flamenguista capaz de uma análise isenta, mas você foi perfeito.

As arbitragens, de um modo geral, são sofríveis no futebol e ainda mais no futebol brasileiro. Por algum motivo a FIFA se recusa a aceitar inovações que ajudem o juiz a cumprir sua função, sob a absurda desculpa de que "o erro faz parte do jogo".

Aí dá nisso: qualquer torcedor, se procurar, vai encontrar inúmeros exemplos onde o juiz errou contra o seu time ou a favor do adversário. Adicione a isso a paixão pelo clube e todos vão dizer que estão sendo injustiçados, cegos para o fato de que no total os erros estão espalhados igualmente por todos os times.

Faz parte do psicodrama ver os torcedores indignados gritando "roubalheira", mas os dirigentes?!?! Fazendo um papelão daqueles?!?! Qual preparo psicológico (para não dizer moral) tem um time onde o presidente vai chorando dizer que renuncia porque foi roubado, em um jogo onde todos os analistas concordam que a arbitragem, se não foi a melhor do mundo, esteve longe de ser a pior?!?!?

Grow up, already! Parecem uns bebês chorôes, isso sim.

Ah, e mais uma vez: saudações rubro-negras!

Marcelo Camanho em fevereiro 25, 2008 5:20 PM


#42

Você deve ter visto um outro jogo. Se o penalti existiu deve ser marcado e ponto final. A bola atrasada é lance de interpretação e isto ocorre milhares de vezes em vários jogos. Sobre os lances que beneficiaram o Botafogo nenhum comentário? 1)Impedimento do Obina mal marcado e ele estava de cara para o gol. 2) Falta criminosa do Ferrero no Christian e nada de expulsão. 3) O goleiro agrediu o souza no lance do penalti e nada de expulsão. ACHO QUE SUA INDIGNAÇÃO AINDA É CHORO DE ATLETICANO. ESQUEÇA O PASSADO, SEU TIME TENTOU E PERDEU DO MENGÃO E PERDERIA MIL VEZES.

jOÃO em fevereiro 25, 2008 5:20 PM


#43

Quanto ao seu choro de perdedor alvinegro, dá para entender: talvez seja um certo recalque pela perda da final do Brasileiro de 1981. Vamos ser realistas: juízes erram aqui, no resto da América e em todo o mundo. E o árbitro de Fla X Bota errou para os dois lados. Teve faltas cometidas por josgadores do Botafogo no início do jogo que eram para cartão e ele não aplicou. No segundo tempo, teve duas ou três faltas marcadas sobre o Jorge Henrique que foram simulação daquele "cai-cai" e o juiz embarcou na dele... Depois deixou de dar uma que houve de fato, mas o cara cai tanto que dá pra entender a não marcação. O lance do pênalti foi uma infantilidade do zagueiro alvinegro, que quase tirou a camisa do Fábio Luciano, sendo que a bola nem ia nele (mas o Renato Silva também fez carga no Obina no mesmo lance). Também o lance do recuo de bola não foi tão claro assim: um jogador do Botafogo chuta a bola junto com o Léo Moura. E por aí vai...(teve ainda a entrada desleal do Herrera "Taylor" no Cristian, onde nem falta o juiz apitou - depois desse lance o Bota quase empatou o jogo. Sejam realistas e deixem de chororô: o Mengão venceu porque foi mais eficiente que o Bota.
Quanto à Petrobrás, meu caro, ela patrocina o time que incontestavelmente tem a maior torcida do Brasil, espalhada de norte a sul do país...

Edmilson em fevereiro 25, 2008 5:22 PM


#44

Final do Brasileiro de 1981? Que eu saiba ela ocorreu entre Grêmio e São Paulo. Interpretação em recuo de bola para o goleiro?

Eis o nível de conhecimento de futebol do pessoal que contesta a tese do post.

Melhor eu deixar rolar tranquilo e rindo :-)

Idelber em fevereiro 25, 2008 5:25 PM


#45

Idelber, quando me referi ao jogo contra o Madureira foi para mostrar que, se a tese de que o juiz muda o resultado, e que são corruptos estivesse pelanmente confirmada, haveria então como "arranjar" os gols que o Fla precisava para se classificar. Não é isso que está sendo defendido?

O ponto mais importante desse comentário é o fato de que o Botafogo, contra o Boavista, mais uma vez, dependendo apenas de si mesmo, contra uma equipe muito inferior, foi derrotado e classificou o Flamengo, não o árbitro.

O que me chama muito a atenção é que o Botafogo se destabiliza emocionalmente muito rápido, às vezes até antes do jogo começar,e os dirigentes contribuem muito para isso, basta ver as infelizes declarações após o jogo. Jamais deveriam ter falado após a partida, isso foi um erro grafe. Melhor seria o silêncio ontem, pois, certamente, hoje, falariam as mesmas coisas de forma diferente, mais ponderada, afinal eles não são donos da verdade.

Deixo uma pergunta à todos: se fosse um jogador do Botafogo sendo agarrado pela camisa, daquela forma, explicitamente, e o árbitro não marcasse nada o que estariam dizendo agora???

Ao meu ver, ele estava usando o mesmo critério do primeiro tempo quando marcou várias vezes faltas de ataque do flamengo em algumas bolas altas, inclusive na disputa entre Souza e o goleiro do botafogo. Ora, até ali ele agiu certo, mas quando marcou também uma falta que existiu a favor do flamengo ele errou??

Pra mim, o árbitro pode até ter sido confuso e ter atrapalhado o bom andamento do jogo, mas absolutamente foi responsável pelo resultado, basta lembrar de vários lances em que errou prejudicando também o time rubronegro. O Botafogo perdeu, mais uma vez, pra ele mesmo, e isso ninguém vai querer dizer em público, muito menos os dirigentes.

Mário Alberto em fevereiro 25, 2008 5:37 PM


#46

Meu caro...
Uma rápida passada nos comentários aqui postados me fazem crer que esse meu singelo comentário não será publicado. Direito seu! Mas, vamos a ele assim mesmo. Existem erros e tendências. Não creio que os acontecimentos de ontem traduzam-se por uma tendência do árbitro em ajudar o flamengo. Se não, veja bem: Você não está vendo, em lugar nenhum, flamenguistas reclamando da não expulsão do jogador botafoguense que deu aquela entrada criminosa que poderia (por pouco não aconteceu) ter fraturado a perna do Cristian. Vc também não vê nenhum flamenguista reclamando da não expulsão do jogador botafoguense que se atirou dentro da área sem que ninguém tivesse encostado nele (sim! simulação é motivo para expulsão tb!). A falta do zagueiro botafoguense sobre o Fábio Luciano seria falta até mesmo em luta de judô! Desafio qualquer um a me mostrar, nas imagens do jogo, algum agarrão dentro da área do flamengo semelhante ao que foi marcado pênalti para o Flamengo. Fato: Existem agarrões e agarrões. O jogador do flamengo foi imobilizado pelo zagueiro botafoguense. Não vê, quem não quiser ver! Tudo bem...partamos do pressuposto que a bola do Léo Moura tenha sido realmente recuada intencionalmente(não acho que tenha sido. Vi e revi as imagens 200000 de vezes e continuo achando que a bola foi para as mãos do goleiro como força cde um toque de "biquinho" de chuteira em uma bola dividida). Alguém é capaz de dizer que a falta resultaria em gol? (antes de responder, pense bem. O argumento contrário pode ser verdadeiro, ou seja, se o pênalti no Fábio Luciano tivesse sido irregularmente marcado, o fato de se marcar um pênalti não significava que o Ibson fosse convertê-lo em gol). Não acho que o juiz comprometeu o resultado do jogo. As expulsões foram justas (a primeira, pois o cara puxou o Souza pela camisa, jogando-o no chão, no meio da confusão. A segunda, por uma falta criminosa sobre o Juan, que, não houvesse cartão amarelo antes, teria que ser expulso do mesmo jeito). O resto, me desculpe, é choro de derrotado mesmo!

Edgard em fevereiro 25, 2008 6:11 PM


#47

Sou Flamengo e reconheço que a marcação do penalti é polêmica. Foi pênalti sim, porém do tipo que nunca é marcado. Lucio Flavio foi expulso com justiça, da mesma forma que o Souza em vários jogos: primeiro amarelo por reclamação, segundo por falta (violenta por sinal). A expulsão de um jogador pra cada lado é, infelizmente, de praxe. Porém, se tinha que expulsar alguém do Botafogo, acabou sendo o jogador errado. Cristian, do flamengo, sofreu uma falta duríssima que nem foi marcada.
O problema, ao meu ver, é essa síndrome de perseguição por que passam os botafoguenses. Erros acontecem. Aos montes. Acreditar em perseguição é demais. Flamengo e Botafogo são aliados nas brigas internas à Federação do Rio. O único título nacional do Botafogo foi baseado num erro monumental de arbitragem. Na semifinal, o Botafogo fez rodízio de faltas em cima do Thiago Neves do Fluminense, sem que tenha sido punido (não estou falando que foi roubado, a vitória foi justíssima). Jogadores e torcidas deviam se preocupar em jogar melhor do que o adversário e parar de ver complôs. Acusemos más arbitragens, mas paremos de ver sombras em tudo.
Além de tudo, falar em administração séria com Montenegro é, no mínimo, se fazer de bobo.

Rubro Negro em fevereiro 25, 2008 6:12 PM


#48

o fato de se marcar um pênalti não significava que o Ibson fosse convertê-lo em gol.

Brilhante argumento!

Edgard: acreditou errado. Agora dê uma passeada pelo blog para conhecer um pouco de sua história antes de supor que eu não publicaria um comentário como o seu.

Idelber em fevereiro 25, 2008 6:16 PM


#49

Agora a notícia triste do futebol no final de semana foi a bomba caseira que um torcedor do Avaí jogou na torcida do Criciúma, que destruiu a mão de um senhor de 62 anos.

Concordo que as arbitragens são um problema sério no nosso futebol, mas a violência das torcidas ainda faz muitas vítimas em todo o país.

Quando vi a foto do torcedor hoje no Diário Catarinense, confesso que quase chorei.

Não falei disso antes, para não sair do tópico, mas não podia ter deixado passar em branco. Quem ama futebol tem motivos maiores para chorar hoje.

Ricardo Antunes da Costa em fevereiro 25, 2008 7:07 PM


#50

Idelber,

Verdade! Quebrei a cara!!! Vc publicou meu comentário! Parabéns pela atitude! Não encontramos isso em qualquer blog por aí, o que me mostra que preciso frequentar mais essas bandas de cá.
Meu caro. Quis dizer que mesmo que o juiz tivesse marcado a falta (2 toques) dentro da área do flamengo, isso não significaria que era gol do botafogo! Assim como o pênalti marcado a favor do Flamengo não pode ser traduzido como gol certo, haja vistas o pênalti disperdiçado pelo Edmundo (o Animal) na semi-final!

Obrigado mais uma vez e parabéns pelo espaço!

Edgard em fevereiro 25, 2008 7:25 PM


#51

Sr Edgard!
Não me lembro de ninguem que ganhou um jogo reclamar da arbitragem, tai a explicação para os flamenguistas não reclamarem do juiz. Mas será que eu poderia considerar a choradeira de vcs, ao ser eliminados da libertadores no ano passado, "Choro de perdedor"?
A propósito a sua afirmação abaixo, diz tudo sobre o seu conhecimento sobre futebol...
(sim! simulação é motivo para expulsão tb!).
Não. É motivo pra cartão amarelo, se ficar claro a tentativas de "cavar" a falta.

Leandro em fevereiro 25, 2008 7:50 PM


#52

É Idelber, eu errei o ano da final entre Flamengo e Atlético: na verdade foi em 1980. No ano seguinte o Mengão foi campeão da Libertadores e do Mundo. Mas pela sua boa memória em relação ao assunto, parece que ela realmente marcou bastante os atleticanos. Parece que também errei o nome do botinudo que acertou o Cristian - é Ferrero, né?
Agora, aqui não estão em discussão os conhecimentos histórico-futebolísticos de quem comenta, mas sim os lances polêmicos do jogo de ontem - e em relação ao "recuo de bola", outro comentarista falou aqui mais ou menos o mesmo que eu: aquela bola foi dividida, ou melhor, chutada ao mesmo tempo tanto pelo Léo Moura quanto por um jogador do Botafogo. O juiz pode muito bem ter interpretado (cabe sim interpretação, até neste lance) que foi o jogador alvinegro que chutou a bola em direção a Bruno... De qualquer forma, parabéns por acolher tanto os comentários de quem concorda com você quanto aqueles que marretam os alvinegros chorões (do RJ e de MG)... Abçs.

Edmilson em fevereiro 25, 2008 8:12 PM


#53

Idelber,
disparates de arbitragem são mais trágicos ainda quando envolvem times de outros estados jogando contra times de RJ e de SP.
E vc viu, ontem e hoje, as mesas redondas dos canais SPORTV? Livraram a cara o árbitro. Pq? Por que a Globo patrocina o campeonato?
Quando puder dê uma olhada no meu blog: http://walmir.carvalho.zip.net
Paz e bom humor, mano blogueiro.

Walmir em fevereiro 25, 2008 8:30 PM


#54

Walmir, meu caro, do SPORTV eu nem falo; quando vejo Juca Kfouri justificando a coisa, aí é que dá tristeza mesmo. Vou lá ver seu blog.

Amigos rubro-negros: bem vindos. Não, minha boa memória não vem de nenhum trauma. É uma história de vida estudando o futebol mesmo. Do lado esquerdo da barra de links, vocês verão a divisão por assuntos. Dêem uma clicada no "futebol e redondezas". Lá está toda a história do blog com o futebol.

Idelber em fevereiro 25, 2008 8:52 PM


#55

CARO IDELBER

ATENÇÃO!!!! O árbitro Marcelo de Lima Henrique, que comandou o trio de arbitragem no jogo Flamengo e Botafogo da decisão da Taça Guanabara, FOI O MESMO QUE "DIRIGIU" em 19.09.2007 a partida Bonsucesso x Bangu, pelo Campeonato Carioca da 2ª divisão.
Esta partida que terminou em W.O., favorecendo o BANGU merece ser lembrada para tantos quanto lêem esta página neste final da Taça Guanabara. A alegação para o W.O. seria a falta de equipe médica.
Creio que ao relacionar o árbitro em questão NESTES DOIS EPISÓDIOS, facilita a compreensão do que ocorre no futebol carioca fica mais clara para que TODOS CHEGUEM ÀS SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES.

Paulo em fevereiro 25, 2008 9:04 PM


#56

O mesmo Fábio Luciano, vítima do "pênalti", cometeu falta descarada ao empurrar o zagueiro Vilson para anotar o primeiro gol do Flamengo na semifinal contra o Vasco. O Wright ainda teve a cara de pau de dizer que não houve falta, quando o replay foi cristalino.

Porque será que naquele lance não marcaram nada?

E mais:
Porque será que a Globo não mostrou um replay sequer de um lance de suposto pênalti no Lúcio Flávio, no segundo tempo?

E porque será que alguém contrata o José Roberto Wright para comentar arbitragens?

Djalma em fevereiro 25, 2008 9:05 PM


#57

Pessoal: ando ocupado com trabalho, mas agradeceria muito se alguém pudesse pesquisar mais detalhes sobre essa partida entre Bonsucesso e Bangu apontada pelo Paulo.

Detalhes, fatos, circunstâncias. Vamos sair do Fla x Flu (ou Fla x Bota) e conhecer a história do cabra.

Idelber em fevereiro 25, 2008 9:07 PM


#58

Idelber,

Por falar em futebol, vc já assistiu esta entrevista maravilhosa?
http://youtube.com/watch?v=vdxnH_pPG_I

--Pedro

Pedro em fevereiro 25, 2008 9:24 PM


#59

Pedro: Sensacional!

Idelber em fevereiro 25, 2008 9:39 PM


#60

A lembrança do jogo Bonsucesso e Bangu vem bem a calhar.

Trata-se de episódio fartamente documentado, em tom de deboche, pela imprensa esportiva carioca, já que o presidente da Federação do Rio, Rubens Lopes, é ex-presidente do Bangu.

Apesar do choro (está ficando ridículo..., só não foi pior do que o patético vestiário após a vergonha no Monumental de Nuñez...), não houve, ontem, erro técnico grave: qualquer um que visse a camisa puxada até a nuca marcaria o pênalti; aquele recuo para o goleiro é sujeito a interpretação, sim; e dois impedimentos decisivos contra o Flamengo foram indevidamente marcados.

Grave mesmo foi ter corrido pro meio de campo sem ter ido pessoalmente buscar a bola na rede, o que se aprende em Arbitragem 101. O cara tinha a obrigação profissional de prever - e evitar - a confusão e as expulsões, determinantes no resultado final.

Ainda sobre erros técnicos: ao contrário do basquete e do futebol americanos, os árbitros do futebol não trabalham com replay - pena. Há que se dar um desconto, portanto.

Rogério em fevereiro 25, 2008 10:05 PM


#61

Idelber, querido, saudações rubro-negras.
Você sabe, opinião e gosto é igual a bunda, cada um tem a sua. E eu não tenho competência pra discutir futebol contigo, porque me falta, entre outras coisas, essa memória enciclopédica. Mas dizer "Cada rubro-negro que repete "é choro de perdedor" quando acontecem esses escândalos, me desculpe, é um cúmplice do crime organizado" me desculpe você, mas é forçar demais a barra da argumentação, mon cher.
Mas como eu sou alguém capaz de amar - e casar! - com um vascaíno, por que não você? Still love you, rânei.;-)

Helê em fevereiro 25, 2008 11:08 PM


#62

Helê, querida, mas isso não tem nada a ver com o amor. Eu continuo amando você e uma infinidade de outros rubro-negros. Mas mantenho o que disse: quem defende, por exemplo, José Roberto Wright, dizendo que as reclamações sobre o que aconteceu no Serra Dourada em 1981 são "choro de perdedor" está, sim, sendo cúmplice de uma estrutura criminosa.

O que não me impede, claro, de continuar amando algumas dessas pessoas :-)

Idelber em fevereiro 25, 2008 11:26 PM


#63

Idelber, permita-me algumas discordâncias:

"O pênalti marcado em favor do Flamengo, quando o Botafogo vencia por 1 x 0, é daqueles que teriam que ser marcados 20 vezes por jogo. Não pode segurar a camisa do adversário ao subir para cabecear? Perfeito. Que se apite 20 pênaltis por jogo então. Eu não teria problema com isso."

O pênalti, então, existiu. O caso é saber se existiram os outros 20 que supostamente acontecem. A regra oferece suporte à interpretação do juiz, o que pode ser questionado é o critério de interpretação, que deve se manter constante e isonômico. A única coisa que pode legitimar a crítica à interpretação do juiz é o fato dele não ter aplicado os mesmos critérios em situação inversa. Daí cabe aos acusadores a tarefa de apontar os casos. Não dá pra evocar o costume dos árbitros de não marcar tais ocorrências como uma espécie de jurisprudência cuja inobservância fosse o atestado das más intenções. A questão só tem sentido, repito, se vier acompanhada da dissimetria de critérios.

Quanto ao Juca, poxa, você foi injusto. Os olhos só vêem o que são treinados pra ver -- razão pela qual somos cegos para as chapa de raio X e coisas afins. Você trata o pobre coitado como se ele tivesse os mesmos critérios que você mas se negasse aplicá-los. O que me faz lembrar algumas discussões intermináveis que se estendem em alguns blogs sobre se as letras de músicas podem ser classificadas como poesia ou não. Disso seguem-se análises intermináveis que buscam na matéria de poesias e letras o que só pode ser encontrado no acordo sobre a norma com que se deve julgar tais objetos..

É por isso que é possível que duas pessoas, segundo sistemas diferentes de interpretação, tenham opiniões contraditórias, mas verdadeiras porque coerentes com seus sistemas.

"e tudo o que observaram milhões de torcedores" esse não pode ser um fundamento para preferir uma versão a outra.

Leonardo Bernardes em fevereiro 25, 2008 11:30 PM


#64

O futebol virou business e perdeu a alma. E a qualidade dentro de campo, afe, nao da nem pra comentar. Quem assistiu futebol brasileiro nos anos 70 e 80 sabe o que era categoria. Hoje em dia e uma tristeza. Costumo assistir o campeonato ingles num pub perto da praca da paz celestial, e sao tao pernas-de-pau que da pena. E os caras ganham fortunas pra apresentar esse futebolzinho pior que a varzea la de Alem-paraiba. Da uma tristeza muito grande.

julio em fevereiro 26, 2008 12:17 AM


#65

A charge do jornal 'O DIA', edição de 26.02.2008, encontrada em http://odia.terra.com.br/, mostra de forma sintética a bandeira que encantava o árbitro Marcelo de Lima Henrique na tarde da decisão da Taça Guanabara 2008!

Paulo em fevereiro 26, 2008 5:15 AM


#66

Foi de tirar o time de campo, né?

O agarra-agarra da grande área pode servir para qualquer juiz decidir um jogo. Foi o que fez este Marcelo.

Como meu time agora é antipático aos árbitros, identifiquei-me imediatamente com os botafoguenses. Idelber, houve mais de cinco pênaltis de escolinha de arbitragem sobre jogadores do Inter neste Comp. Gaúcho. Nenhum foi marcado. Houve dois marcados contra nós. Um foi mesmo e no outro nosso zagueiro não toca o atacante.

Semana passada, um diretor do Inter convocou a imprensa para uma falsa coletiva. Na verdade, ele passou em câmara lenta cada lance "duvidoso" aos repórteres. Reação: a mesma do Juca. Nada.

Milton Ribeiro em fevereiro 26, 2008 8:13 AM


#67

Lamentável a falta de esportiva demonstrada por todo o time do Botafogo, ao final do jogo deste domingo. Jogar o fato de não saber perder em cima de "erros" de arbitragem, erros estes que não aconteceram, foi simplesmente vergonhoso. Será que não se lembram da final do brasileiro de 1995 contra o Santos, ou da final da taça guanabara de 2006 contra o Ameriquinha, ou ainda, no ano passado na copa do Brasil contra o atlético mineiro... Essa mania de perseguição só demonstra, repito, a falta de espírito esportivo encontrada em fracos e perdedores. Mas fazer o quê? O choro é livre...

Este link mostra em detalhes os lances "polêmicos" do jogo:

Pedro Wilmer em fevereiro 26, 2008 10:17 AM


#68

Idelber,

Sobre Bonsucesso x Bangu.
Pelo que eu me lembro, o arbitro deu W.O. ao Bonsucesso, mandante da partida, porque a ambulancia não tinha corpo médico suficiente. Não custa lembrar que o presidente da FFERJ é Banguense.
Dá para imaginar o que os árbitros fazem para chegar ao quadro Fifa..

Googleando:

Versao do Bangu (tem a cópia da súmula do árbitro no final da página):
http://www.bangu.net/informacao/noticias/jogos/2007/20070919.php

Versao da torcida do Bonsucesso:
http://www.hploco.com/fanaticospelocesso/Cesso_Noticias.html

Bufolino em fevereiro 26, 2008 11:17 AM


#69

Só adicionando uma informação aos teóricos da conspiração de plantão: o José Roberto Wright é tricolor doente. Isso não é um chute, um palpite nem nada disso, toda pessoa razoavelmente próxima a ele sabe disso. Para o deleite dos senhores, vos digo os times de todos esses caras, informações de um "insider" :)
Galvão: Flamengo
Luis Carlos Jr: Fluminense
Luis Roberto: São Paulo
Kleber Machado: Santos
Tino Marcos: Flamengo
Alex Escobar: América
Paulo César Vasconcelos: Botafogo
Renato Maurício Prado: Flamengo (esse todo mundo sabe...)
William Bonner: São Paulo
Roberto Assaf: Flamengo
Sidney Garambone: Fluminense
Sérgio Noronha: Ele esconde de todo mundo, mas há uma opinião geral de que ele é vascaíno.
José Roberto Wright: Fluminense

por enquanto me lembro desses...

Carlos em fevereiro 26, 2008 12:10 PM


#70

Que besteira essa choradeira pelo Bota-fogo ...
Que tal a final da Taça Guanabara de 2006, contra o América? E a semi-final da Copa do Brasil contra o Galo, no ano passado? E o título de 95 em cima do Santos?

O Flamengo é mais time, o Penalti foi escandaloso (notem que na jogada foi o único "agarra-agarra"), e foi ridícula - absolutamente ridícula - a "choradeira coletiva" no final do jogo. Por favor, bota-foguenses e anti-rubro-negros, logo agora que mandaram seus frangueiros embora, vão arrumar outro àlibi para o complexo de inferioridade? Complexo que só se manifesta quando na derrota, jamais quando se é beneficiado (ah, e lembram de 89, o gol do Maurício na final do carioca, com falta em cima do Leonardo; foi falta, mas não foi, porque foi feita com tamanha malícia, que só a rigidez das câmaras de TV poderiam discordar).

Carlos em fevereiro 26, 2008 5:11 PM


#71

Que besteira essa choradeira pelo Bota-fogo ...
Que tal a final da Taça Guanabara de 2006, contra o América? E a semi-final da Copa do Brasil contra o Galo, no ano passado? E o título de 95 em cima do Santos?

O Flamengo é mais time, o Penalti foi escandaloso (notem que na jogada foi o único "agarra-agarra"), e foi ridícula - absolutamente ridícula - a "choradeira coletiva" no final do jogo. Por favor, bota-foguenses e anti-rubro-negros, logo agora que mandaram seus frangueiros embora, vão arrumar outro àlibi para o complexo de inferioridade? Complexo que só se manifesta quando na derrota, jamais quando se é beneficiado (ah, e lembram de 89, o gol do Maurício na final do carioca, com falta em cima do Leonardo; foi falta, mas não foi, porque foi feita com tamanha malícia, que só a rigidez das câmaras de TV poderiam discordar).

Carlos Correia em fevereiro 26, 2008 5:15 PM


#72

Ah,é é preciso estender a tese da "conciliação rede Globo-JN-Flamengo" às demais redes e telejornais: nenhuma deles pareceu sensibilizar-se com a postura patética do time da Estrela Solitària. Embora o Flamengo seja de fato grande (grandioso), justificando todo o interesse de mercado que lhe cabe, os telejornais das redes vizinhas não pensaram em desqualificar o empreendimento global, almejando ferir os lucros da patrocinadora oficial do brasileirão e carioca (patrocínio que, se os deuses quiserem, não durará muito).

Carlos Correia em fevereiro 26, 2008 5:34 PM


#73

Aqui no Rio de tempos em tempos chegam a conclusão que se deve promover uma hegemonia rubro-negra. Este ano deram uma ajudazinha e o time da Gávea, que é razoável e bem dirigido, alcançou o campeonato.
Todos no Rio sabem que a federação é uma confusão e que as arbitragens são péssimas. Curiosamente este árbitro da decisão da Taça Guanabara está inckuído nos lances mais complicados do futebol carioca!
Desta o arranjo foi constrangedor. A ARMAÇÃO REALIZADA PELA FEDERAÇÃO FOI VISÍVEL A OLHO NÚ. JÁ O FLAMENGO FEZ A PARTE DELE, E FOI CAMPEÃO. SIMPLES!

Paulo em fevereiro 26, 2008 6:22 PM


#74

Comentário de José Roberto Wright na jogada em que Souza sobe para cabecear e dá um tapa no goleiro do Botafogo:

ninguém sobe com os braços fechados.

É vergonhoso um país onde o comentarista de arbitragens da principal rede de televisão é um sujeito com a história que tem o Wright.

Idelber em fevereiro 26, 2008 7:28 PM


#75

esse Wright é um bandido. só retificando o Carlos #69, a peça Galvão é corinthians.

felipe barbosa de carvalho em fevereiro 26, 2008 8:29 PM


#76

Bufolino, obrigado pelos links! Só agora estou lendo. É inacreditável!!!

Vejam o que aconteceu em Bonsucesso e Bangu, com apito do dito cujo. O Bangu foi declarado vencedor por WO. Por quê?

O resultado ocorreu por que um dos enfermeiros da partida não portava o visto do Conselho de Enfermagem. O diretor de futebol do Bonsucesso, Jaider Moreira, promete recorrer.“Já contratamos um advogado e acionamos a Justiça. Vamos brigar até o fim contra essa situação”, revelou o dirigente que relembrou partidas da Série B que contradizem a atitude do árbitro.O problema aconteceu porque o árbitro Marcelo de Lima Henrique não aceitou a carteira de trabalho em substituição ao documento do COREN e cancelou o jogo .

É, deve ser "teoria da conspiração" mesmo.

Idelber em fevereiro 26, 2008 9:15 PM


#77

Por quantos anos vamos ter que ouvir sobre o título de 95??
sempre que se fala de erros contra o botafogo se lembra que o título de 95 foi 'roubado' coisa que eu não acho, mas tudo bem.. já joguei a toalha contra o sr. Juca..


e aos elogios, muito bom o texto, o melhor que eu li até hoje.. Parabéns..

... em fevereiro 26, 2008 11:25 PM


#78

Caro Idelber,
Confesso que não conhecia seu blog. Fui apresentado a ele por amigos jornalistas aqui de Belém. Tive a mesma sensação que você reproduz tão bem nos comentários a respeito do jogo de domingo. O que mais impressiona é que, a cada nova garfada, o Botafogo vai se transformando em alvo de piadas e deboches. Sabemos que o humor e o achincalhe são, quase sempre, demolidores. Ficou ainda mais fácil detonar o clube de General Severiano depois da reação de Bebeto e dos jogadores. No entanto, ninguém faz referência ao gol anulado de Dodô (expulso em seguida) em 2007, a meu ver a raiz de toda a indignação alvinegra com o novo assalto perpetrado em pleno Maracanã. Vai se cristalizando a idéia de que o "choro" botafoguense é exagerado, recurso de perdedor. As coisas não são bem assim. Jornalistas de verdade deveriam ir mais fundo em certas coisas que só beneficiam Flamengo e Corinthians - e isso não é de hoje nem de ontem. Alguém parou para observar a facilidade com que o Flamengo reordenou seus jogos na tabela do Brasileiro para depois do Pan 2007? Ficou tão perfeito, tão encaixado, que o clube pode disputar cerca de 12 jogos consecutivos dentro de casa, "arrancando" para conquistar a vaga na Libertadores. Mas, como alguns hão de dizer, tudo é teoria conspiratória, lenda urbana. Vá lá que seja, mas eu, caboclo do interior amazônico, desconfio muito dessas espertezas. Grande abraço.

nogueira em fevereiro 27, 2008 12:21 AM


#79

nogueira, bem vindo ao blog. Como você vê aí acima, acho que estamos totalmente de acordo. Deixo meu abraço muito, muito saudoso de Belém do Pará :-)

Idelber em fevereiro 27, 2008 1:01 AM


#80

Restou falar que nem existiu a falta que originou essa confusão toda, o jogador do botafogo prendeu a bola.

Wagner em fevereiro 27, 2008 2:30 AM


#81

Quanto ao motivo da Petrobrás patrocinar o Flamengo, deve ser porque é o clube com o maior numero de torcedores do mundo, com isso obtém uma maior visibilidade da marca. Afinal qual a intenção de patrocinar onde não se tem a visibilidade desejada?
Podem chorar a vontade, a Taça Guanabara é nossa e ponto final.

Vinicius em fevereiro 27, 2008 3:18 AM


#82

dá uma olhada na foto do arbitro lá no diariodeumjuiz.com
acaba com todas as dúvidas.

agildo em fevereiro 27, 2008 5:53 AM


#83

Realmente, o caso do Bangu foi escandaloso. Porém, na final da Taça GB eu realmente acredito que não houve intuito deliberado do juiz pra garfar o Botafogo.
Eu acho que foi penalti mesmo, pode ter agarra-agarra em todo lance, mas não daquela forma acintosa.
No tal recuo do primeiro tempo, acredito que ele pensou que fosse uma bola dividida. Foi a primeira impressão que eu tive, e só uma câmera específica me tirou a dúvida. E bola dividida não é recuo, daí alguns leitores dizerem que foi questão de interpretação.
Os erros:
Não deveria ter expulsado nem o SOuza nem o Zé Carlos. Para mim, deveria ter dado cartão amarelo pro Castillo e pro Souza.
Deveria ter expulsado o Ferrero. Aquela entrada poderia ter quebrado a perna do Cristian, e ele nem falta deu.
Não houve impedimento n o lance do Obina.

Acho que houve má-fé, mas sim incompetência.

Bufolino em fevereiro 27, 2008 8:36 AM


#84

Bem, eu sou Botafoguense e vi, MAIS UMA VEZ, meu time ser injustiçado. E há aqueles que dizem ser desculpa de perdedor. Bem, se o Botafogo perdeu por causa da arbitragem e MUITOS viram isso (a não ser os flamenguistas), é vida que segue e lágrimas derramadas. No Brasil há de se esperar desonestidade, já que a maioria faz parte dessa nação rubro-negra. E não seria num time de árbitros de futebol que essa desonestidade manteria-se longe. No mais, é torcer para que o próximo árbitro de uma possível partida entre Botafogo x Flamengo, seja lá de Pápua Nova-Guiné e NÃO CONHEÇA e ao menos NÃO SIMPATIZE com essa "naçãozinha de quinta". Seria o único jeito de tentar, pelo menos, uma vitória, sem roubos. Somos capazes. Muito, até. Temos um excelente time. Botafogo ? "Não podes perder, perder pra ninguém."

Thamiris em fevereiro 27, 2008 10:10 AM


#85

Perfeita colocação.
Sou Botafoguensse e me senti extremamente prejudicado..assim como todos!!
Quem leu aquela Tese de Doutorado "Mito Flamengo" sabe que desde a ditadura toda a população(principalmente de baixa renda) foi refém da mensagem"Flamengo"pois de cada 3 jogos que a globo transmitia 1 era do Fla e os comentaristas eram obrigados,segundo relatos de cronitas da época,a exaltar as qualidades do time e dos jogadores e deixar de lado os defeitos..pura tentativa de alienar todos e estabelecer o regime facista no Brasil...e conseguiram!!!
.............................
e o que acontece hj é só reflexo do passado, entretanto, é como a musica versa...
MOMENTOS RUINS EU JA VIVI MAS NUNCA PAREI DE CANTAR E ESSE FOGO NO MEU PEITO NUNCA VAI SE APAGAR!!!
AVANTE FOGÃO

carlos em fevereiro 27, 2008 10:11 AM


#86

Erros a favor do Botafogo:

1 - Final do Carioca de 1989: foi falta do Maurício no gol do título.

2 - Final do Brasileirão 95: o Márcio Rezende anulou um gol legítimo do Santos.

3 - Final da Taça Guanabara de 2006: o juiz deixou de marcar um pênalti escandaloso para o América.

4 - Quartas-de-final da Copa do Brasil de 2007, contra o Galo.

Ou seja, 4 decisões a favorecendo o Botafogo em 19 anos.

Haja favorecimento...

Paisano em fevereiro 27, 2008 11:09 AM


#87

Tão ridículo quanto a choradeira botafoguense, o seu post peca por só querer ver os fatos pela visão do derrotado, que põe a culpa no outro,para justificar ou encobrir a própria incompetência.
Quando vc mesmo diz que comentaristas honestos e competentes analisam de uma forma e estão TODOS errados, e só vcs estão certos, é sintomatico.
Acho que vc deve rever seus conceitos e tentar sair do cômodo papel de vitima, coitadinho, pode ser um bom começo.
Saudações RUBRO-NEGRAS.

Laerte em fevereiro 27, 2008 11:48 AM


#88

Meus Deus!! (e olha que sou ateu). Tese de doutorado afirmando alienação do povo brasileiro através do Flamengo!! De quem é, de algum doutor da sociologia uspiana, ainda amarrado ao vezo dos nos 60 de desqualificar a cultura popular?
Meus senhores, se querem afirmar manipulações e equívocos, a favor de quem quer que seja, apresentem fatos (sobretudo os senhores jornalistas). Se querem a minùcia dos acertos matemáticos no futebol, que defendam o recurso das câmeras de TV para os àrbitros. Os argumentos que aqui circulam não são apenas ligados à teoria da conspiração, mas também ao preconceito pelo povo brasileiro ("de maioria rubro-negro, por isso desonesto" como dito acima). Poderiam apresentar, por favor, as "certas coisas que só beneficiam Flamengo e Corinthians"? Apresento-lhes uma: os péssimos goleiros botafoguenses dos últimos tempos (exceção, esperamos, do atual Castilho). Eles é que estão na raiz das últimas derrotas do Bota-fogo; ou não foi assim na final do Carioca passado com aqueles frangos (tanto quanto o erro, de fato, acontecido com o impedimento mal marcado do Dôdo)? E na semi-final da Copa do Brasil, com o Figueirense, aqui da minha cidade? E naquela virada do River Plate, sei lá em quê campeonato?
Agora, por favor, qual o argumento da tese "Mito Flamengo"; a de que o povo o brasileiro é burro, por ser de maioria rubro-negra? Senhores, ainda hoje (na democracia), a maioria dos jogos na TV é do Flamengo; pura razão mercadológica. E, por acaso, o povo brasileiro, nos tempos da redemocratização, não apoiou a abertura, pelo menos em grande medida? Há dados que comprovam que a maioria dos rubro-negros foi pró-militares?

Carlos Correia em fevereiro 27, 2008 12:36 PM


#89

Essa discussão me lembra uma cena que vi num boteco no Rio a uns anos atrás. O sujeito embriagado dizia. Dizia não, gritava: "FRamengo tá nessa merda por causa do Lula! Na época da ditadura só dava FRamengo!"

Pedro em fevereiro 27, 2008 1:29 PM


#90

Concordo com tudo! O Atlético mesmo foi superprejudicado contra o "flaglobo" numa final de brasileirão!
Mas agora é o momento do Botafogo como um todo se superar pra chegar a final com superioridade e "matar" o jogo sem dar chances pra que lances duvidosos possam selar o destino da partida. E é preciso que controlem melhor os nervos e não caiam na pilha de certos "marginais travestidos de atleta" como no caso de domingo, após a cobrança da penalidade. Só o Botafogo saiu prejudicado com as expulsões, já que o "pseudo-atacante" da agremiação da Gávea era uma nulidade na partida.

Marcelo Nogueira em fevereiro 27, 2008 1:30 PM


#91

Idelber,

Bem que você podia fazer uma entrevista com o Eduardo Bueno. As entrevistas dele são excelentes...ricas em conteúdo e engraçadas. Acho que ele tem tudo a ver com O Biscoito. É autor de mais de 20 livros e conhecido como o "democratizador" da História.

abração,
--Pedro

Pedro em fevereiro 27, 2008 1:37 PM


#92

Li alguns comentários sobre seu artigo, particularmente os que dizem respeito ao jogo Botafogo e Figueirense, pela semifinal da Copa do Brasil de 2007. Como botafoguense eu estava na arquibancada, na linha da grande área do Figueira no primeiro tempo. Foi escandaloso o que ocorreu. Não por acaso descobriu-se dias depois do jogo que o patrocinador do material esportivo do Figueirense era o mesmo da Ana Paula. Ela nunca disse isso, nem mesmo à Comissão de Arbitragem da CBF.

Henrique em fevereiro 27, 2008 3:12 PM


#93

Considero justificada a choradeira, já que esse clube mediano, que é o Botafogo, não ganha nada. Justifica-se na perda do bom senso, que se esvai junto à perda constante de títulos. Justifica-se, inclusive, no fato desse clube ter um mísero título de Campeão Brasileiro, vencido numa final incontestavelmente roubada.

O que me impressiona são a criatividade e a cegueira combinadas. Criatividade pra criar lances a favor do Botafogo, e cegueira pra ignorar lances contra.

Por que todos os chorões ignoram o impedimento erroneamente marcado, do Obina?
Por que todos os chorões ignoram o carrinho criminoso do Ferrero sobre o Cristian, que resultou em contra-ataque do Botafogo?
Por que todos os chorões ignoram o fato dos jogadores do Botafogo terem entrado em campo já pressionando o árbitro e pedindo cartões em TODOS os lances, atitude com punição prevista nas regras?
Por que todos os chorões ignoram o fato da Goleira Castillo ter causado a confusão, ao prender a bola, atitude considerada anti-desportiva com punição prevista nas regras?

Na verdade, se considerarmos lance a lance, o Botafogo foi beneficiado pela arbitragem, que não puniu as reclamações insistentes dos jogadores, marcou impedimento onde não havia, em situação real de gol, e não marcou falta gerando uma situação de gol para o Botafogo. Infelizmente, para os alvinegros, a incompetêcia de seus jogadores foi suficiente para que não aproveitassem tais lances.

Caso discorde, sugiro algo simples. Há um site muito famoso, no qual é possível postar vídeos. Há vários vídeos dos diversos lances, inclusive. Os torcedores loucos que se sentiram injustiçados podem simplesmente editar um vídeo com tais lances, evidenciado a má arbitragem. O tal site é o www.youtube.com.

Mas todos sabemos que esse vídeo não vai aparecer. Pq chorar é uma desculpa muito mais fácil.

Choradeira em fevereiro 27, 2008 3:22 PM


#94

è ,jogar contra o flamengo ,o botafogo joga,mas com o "juiz" e nao arbritro fica dificil, pelo menos nao perdermos a copa do brasil para um time de terceira divisao no maraca. essa e para voce (Danyel em fevereiro 25, 2008 3:37 PM).

linkpark em fevereiro 27, 2008 5:37 PM


#95

Pensa que acabou? Não, olha só que comédia:

Momento 1:
http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Botafogo/0,,MUL328547-4399,00.html

Momento 2:
http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Campeonatos/0,,MUL329344-8066,00.html

eheheh.
Parece que alguem lembrou o rapaz que era de "bom-tom" analisar os dois times em campo...

huahua
Z.E.H.

Z.E.H. em fevereiro 27, 2008 5:59 PM


#96

Belo post. Concordo plenamente com você Idelber. Não só porque sou botafoguense, mas é que o que aconteceu domingo ultrapassou os limites da razoabilidade. A coisa já chegou a um ponto em que os árbitros não tem mais nenhum pudor em favorecer o flamengo, ou prejudicar o botafogo. Claro já fomos ajudados outras vezes, todo time já foi. Mas se vc analisar com frieza o que vem acontecendo ao Botafogo FR: Carioca 2007, Copa do Brasil 2007, alguns jogos do brasileiro de 2007, e no carioca desse ano; é como se diz: É de lascar! Aí a paciência foi pro brejo. Você é atleticano, deve saber como é enfrentar o flamengo e seus 12 jogadores...

Felipe em fevereiro 28, 2008 1:07 AM


#97

Vc eh no minimo, maluco! Tenho q te dar o link do jogador do flamengo perdendo a camisa pro ferrero?!

Raphael em fevereiro 28, 2008 2:49 AM


#98

O que parece que ALGUNS TORCEDORES DO FLAMENGO ainda não perceberam é que MUITO PROVAVELMENTE foi tecido dentro da FEDERAÇÃO um AMBIENTE PROPÍCIO PARA QUE O BOTAFOGO FOSSE PREJUDICADO. O principal item desta composição foi A INDICAÇÃO DO ÁRBITRO. Sua senhoria acabou seguindo o script e TUDO REALIZOU-SE CONFORME O PREVISTO. Duas consequencias:
(1) O Botafogo foi prejudicado;
(2) O Flamengo foi campeão.

Paulo em fevereiro 28, 2008 8:10 AM


#99

Parabéns pelo excelente artigo. O Botafogo está sendo roubado sistematicamente sim, só os hipócritas e os fanáticos não vêem. Você matou a charada: Bebeto de Freitas não coaduna com os ladrões da federação (com letra minúscula mesmo)Um grande abraço Paulo Xavier- Macaé-RJ

Paulo Xavier em fevereiro 28, 2008 9:02 AM


#100

Meus senhores, o Flamengo não é o time da ditadura, é o time da redemocratização, da Anistia, da abertura política, assim como a democracia corinthiana. Os melhores anos do Flamengo coincidem com este processo.
E as finais do Carioca 2007, a semifinal contra o figueirense na Copa do Brasil, entre outras, de fato presenciaram atos prejudiciais ao Botafogo. Perpetrados por quem? Por seus goleiros frangueiros. Parem de chorar e não esqueçam que Flamengo e Bota-fogo são parceiros políticos, sendo de oposição às últimas administrações da Federação do Rio. De resto, que o Bota passe a jogar bola com raça, e solidifique sua defesa com um grande goleiro (que, espera-se, Castilho o faço muito bem, para a economia da indústria de colírios, e para a economia de nossa paciência ...)

Carlos Correia em fevereiro 28, 2008 12:41 PM


#101

É muito bacana quando alguém me contesta com bom humor.... Boa, Carlos.

Idelber em fevereiro 28, 2008 12:51 PM


#102

Pô Idelber, adoro teu blog, leio e uso como referência pra um monte de coisas, mas essa tua mágoa contra o Flamengo é um saco, viu?
Se a camisa puxada (ATÉ QUASE SER ARRANCADA!!!) dentro da área fosse a do Galo tu COM CERTEZA concordarias com o pênalti. Tem mais, se os árbirtros marcassem mais pênaltis nos empurra-empurras que ocorrem dentro da área nas cobranças de escanteio, essa prática seria coibida e os jogos correriam sem a lenga-lenga de árbitros interrompendo cobranças pra ficar dando bronca em jogador.
Um abraço!

Thiago em fevereiro 28, 2008 2:44 PM


#103

Ué, Thiago, então tem que marcar todos né? Quantos rolaram do outro lado? Na boa, sem paixões, dá uma olhada no VT e me diga...

Abraço!

Idelber em fevereiro 28, 2008 2:56 PM


#104

Na verdade, compramos mesmo os árbitros. Até nisso somos mais competentes do que os outros times, pois compramos mais árbritos de muito mais jogos.

Olha o jogo de ontem na Libertadores? É claro que compramos aquele paraguaio maluco. E os jogos do São Paulo onde sempre se arrumam uns penaltis inexistentes? Nós compramos tb. E o juiz do jogo do River ano passado contra o Botalágrimas? Esse foi baratinho! Aquele do jogo do Glorioso Chorão contra o Figueira pela Copa do Brasil ano passado tb foi comprado, claro! Compramos todos os árbitros de todos os jogos.

Alguém pode me dizer pq o "nosso" árbitro marcou aquele pênalti contra o Vasco na semi? Pq sabíamos que o Edmundo bateria e erraria. Simples! Aquele jogo do Corinthians contra o Inter no Brasileiro? Nós compramos aquele árbitro tb.

E a partida da Libertadores de 81 contra o Galo? Aquela é barbada! É lógico que compramos. Aquele carrinho criminoso por trás no maior jogador da época não merecia vermelho não! Acontece que compramos o árbitro e ele expulsou o esquentadinho aspirador de pó! Depois só Deus e os jogadores sabem o que os outros jogadores disseram pro "nosso" árbitro para ele sair expulsando daquele jeito. Timaço aquele alvinegro, mas instável emocionalmente o que junto com o aquecimento global, o presidente Figueiredo e o "nosso" árbitro acabou sendo derrotado. Que pena!

Ah! Já ia esequecendo. Como os chorões e a mulambada são parceiros, compramos os árbitros a favor deles tb. É que eles não são esquecidos e não lembram. O povo do blog já lembrou, mas vamos lá, contra o Santos na final do Brasileiro, Contra o Galo na Copa do Brasil, contra o Coritiba na mesma Copa do Brasil, contra o América, enfim...

4 anos sem ganhar do maior rival dão nisso! Coitados, eu quase senti pena deles. Desrespeitam nosso time e sempre se colocam na cômoda situação de vítima!

E quanto ao jogo e a atuação do ábitro, ele errou mesmo, feio. Mas, para ambos os lados e não influenciou o resultado da partida. Influenciou, sim, os nervos dos perdedores. Afinal não foi ele que colocou AQUELA trave NAQUELE lugar NAQUELE último minuto para que o Botachoro não fizesse o gol? Ou Foi????????????????????

Saudações rubro-negras e abraços saudosos.

P.S. Não perco um post sobre as eleições americanas! Show de bola! Não estou comentando, mas sou assíduo....Abs

Edk em fevereiro 28, 2008 7:47 PM


#105

Abraços, Edk. Tá muito boa esta caixa. É cada um melhor que o outro :-)

Idelber em fevereiro 28, 2008 7:53 PM


#106

Idelber,

ainda sobre o procurador rubro-negro: denunciou 7 jogadores do Botafogo e só o Souza do Flamengo.

(até áí tudo bem, né? Foram os do Botafogo que reclamaram, que criaram caso, que choraram etc etc)

O melhor é que o cara resolveu denunciar também o bandeirinha!!!

Porque o bandeirinha não reclamou da reclamação do Jorge Henrique.

É sem dúvida uma grande inovação.

(em tempo - investigar a falta do Ferrero, acho bem razoável)

Sobre a Libertadores não é problema meu. Mas acho que a Conmebol não vai deixar o Flamengo jogar oito jogos em casa seguidos...

z.e.h. em fevereiro 28, 2008 9:21 PM


#107

À Quem Interessar Possa,

Venho por meio desta para informar que qualquer Atitude contra a instituição acima mencionada, no que inclui seus Atletas e Comissão Técnica, desta vez será passível de Retôrno. Isto não será de Cima para Baixo mas será de Baixo para Cima, no que posso garantir-lhes que será algo nunca antes visto neste País. Nós Botafoguenses não queremos nenhum Privilégio, apenas queremos aquilo que oferecemos que é "Respeito".

Portanto, qualquer Acusação contra as pessoas do Botafogo, como qualquer voto favorável à mesma, estas Pessoas serão Observadas, e se insistem em não nos Respeitar vão passar a nos "Temer".

De onde estou e o que possuo, posso vos garantir que será Exemplar.


Torcida do Botafogo

WGS em fevereiro 29, 2008 4:54 PM


#108

É nojenta a tentativa genuinamente do brasileiro de tentar justificar erros tomando por base outros erros.

Ora, se o Botafogo foi beneficiado no Carioca/89, no Brasileiro/95, na "SEMIFINAL" da Copa do Brasil/07, então isso é apontado como falta de razão para a reclamação dos botafoguenses diante dos incríveis erros de arbitragem CONTRA o Botafogo no Estadual/07 e na Copa do Brasil/07 e agora na Guanabara/08????

Então, como numa brincadeira de infância, "está empatado"?!

Vale aqui a seguinte indagação: em cada partida q o Botafogo foi beneficiado por erro da arbitragem, ficou evidente q "o juiz errou em VÁRIOS E SUCESSIVOS LANCES durante a partida beneficiando o time OU foram lances isolados?

Pelo que me consta, a indignação dos botafoguenses se sustenta sobretudo em erros sucessivos e reiterados da arbitragem dentro do mesmo jogo, sobretudo nesta final de 2008, dando entender que enquanto o resultado não estiver favorável ao interesse da arbitragem, o apitador não pára de inventar!

Que o Flamengo é inegavelmente time de mídia, que a sua torcida é reconhecidamente a massa de mais fácil manipulação e que é necessário "vender" esse produto para movimentar o mercado, disso todos sabemos, que essa msm torcida em sua maioria se comporta como na piada do marido traído conformado e feliz pelo Ricardão ser rico e bancar a felicidade do lar, isso tb não é novidade. Agora a novidade da mídia é justificar um erro usual pela má intenção deliberada da arbitragem.

Aliás, em matéria de ajuda extra-campo, o Flamengo indubitavelmente é o clube brasileiro campeão. Excetuando-se a massa rubro-negra, acho que ainda há quem se lembre do chamado "Escândalo das Papeletas Amarelas", noticiado inclusive em rede nacional na década de ouro do clube.

De fato, sua extraordinária torcida é tão numerosa e apaixonada que acaba por anular a imparcialidade de jornalistas, árbitros, até Procurador da Justiça Desportiva que ao se declarar torcedor do Flamengo, consegue apresentar denúncia contra 6 jogadores do Botafogo e um técnico reconhecido por todos como um dos mais educados e éticos do nosso futebol.

Resumindo: pelo bem do mercado, pelo tempo q perdura a briga do Botafogo com a Federação Carioca, pelos interesses maiores dos nossos árbitros, jornalistas, Procuradores, Tribunais e por toda a vergonha dos que não conseguem chorar de indignação profissional, o Flamengo já está aclamado como o Bicampeão Estadual de 2008!

Anderson Barbosa em março 5, 2008 11:33 PM


#109

Pior é que o apitador de apito foi o mesmo que atuou na TG de 2007, com vitória do flamengo sobre o Madureira por 4 a 1 e saiu dando pulinhos de contentamento após apitar o fim do jogo. A ponto do Arnaldo Cesar Coelho dizer na transmissão que o juiz saiu comemorando.
Basta ver o vídeo no endereço abaixo, por volta dos sete minutos da transmissão
http://www.youtube.com/watch?v=MWRYq50_3vg

É muita coincidência o mesmo juiz ser indicado para a final da TG seguinte.

guilherme silva em março 6, 2008 4:23 PM


#110

Bem galera, acho q oq aconteceu nao é nenhuma novidade pra ninguem aqui nao, eu Como Atleticano sei bem disso, ja vi meu time ser roubado muitas vezes em apenas 18 anos de vida, e imagina para os mais velhos q acompanham o time desde a decada de 80 pra baixo?
Ja vi filmes, historias, e simplesmente tudo oq temos a fazer é chorar, o Brasil nao tem jeito, estamos nas maos de corruptos, safados, bandidos , estamos em um País de Carnaval, pagode e mulher pelada, essa é a nossa cultura, nossa identidade

Morro de inveja da Italia, Juventus e Milan, 2 grandes potencias MUNDIAIS comandaram o apito em 2005 se nao me engano...
Consequencias? Juventus perdeu seus 2 titulos e caiu pra 2 divisao, Milan e outros times começaram com pontos negativos, e os titulos foram pra inter, 3 colocado no ano em q houve roubalheira

eu fico pensando, se o Brasil tivesse metade da competencia do governo italiano
oq aconteceria com flamengo,vasco, corinthians ????

Atletico 5 campeonatos brasileiros e 1 libetadores?
flamengo na 3 divisao?

q pena, pois só na italia mesmo pra prevalecer a justiça!
vamos curtir o carnaval mesmo, pq esse é o nosso país

Rafael Galo em março 19, 2008 10:01 PM


#111

Esse comentário do Luiz, n.º 9, é ridículo.
Superficial, assim como o dos comentaristas da TV.

Sobre o gol do Maurício, em 89, não há comentário. Ridículo seria marcar falta. Quem marcaria? Só o Marcelo de Lima Henrique. Aliás, acredito que Maurício põe a mão em Leonardo para se localizar na área, e não para empurrá-lo.
Ademais, 0x0 dava título ao Botafogo.

Sobre 95, houve erro nos três lances da última partida. Gol do Túlio irregular, gol do Marcelo Passos irregular, e gol mal anulado do Santos (acho que do Giovane). Todavia, esquecem do gol mal anulado do Túlio no primeiro jogo da final, o que, considerando-se todos os gols, daria o título ao Botafogo. Lance em que Túlio saiu na frente de Edinho e o Sidrack não deu a vantagem. Absurdo!

Taça Guanabara de 2006:
Realmente, pênalti para o América não marcado. No mais, nada que se possa imputar ao árbitro. Botafogo ganhou por 3x1. Erro ou má intenção?
Sinceramente, acho que o erro prejudicou o América, pois faria 2x0, se não me engano. Mas erro difere de roubo.

Quartas-de-finais da Copa do Brasil contra o Galo:
Erro grosseiro. Envergonho-me até hoje de o Botafogo ter classificado assim.
Mas só ocorreu em razão do roube pelo qual passou o Botafogo na semana anterior, contra o flamengo, pelo Carioca. Simom, certamente, lembrou disso e não quis marcar.
Só que, como todo time que sempre é prejudicado e não conta com os presentes dos árbitros, o Botafogo foi garfado na fase seguinte, contra o Figueirense.


Pois é, o amigo Luiz lembrou de 4 em 19 anos...
Contando apenas de 99 para cá, lembro algumas partidas em que o Botafogo foi flagrantemente prejudicado.
Paraná x Botafogo (Brasileiro de 2007
Figueirense x Botafogo (Brasileiro de 2007)
(vejam: http://br.youtube.com/watch?v=G7sUvxv6xh4)
Náutico x Botafogo (Brasileiro de 2007)
Botafogo x Figueirense (Copa do Brasil de 2007)
Botafogo x Flamengo (dois jogos das finais do Carioca)
Botafogo x Fluminense (Sul-Americana de 2006)
Botafogo x Juventude (1º jogo da Final da Copa do Brasil de 99)

Quer mais? Tem muito mais...

Arthur Costa em março 31, 2008 10:14 PM


#112

Que o Botafogo foi prejudicado pela arbritagem eu sei , agora pior foi o Santos X Gremio no Olimpico, não só foi prejudicado como foi roubado discaradamente por esse cidadão MARCELO DE LIMA HENRIQUE q se diz arbrito, mas de arbitro ele não tem nada, ele não passa de um soprador de apito caseiro, sem vergonha !!!
Para vc's terem certeza disso, fazem uma pesquisa de jogos de seus times fora de casa e vc's verão os resultados...

Vilmar Luciano em outubro 9, 2008 12:23 AM


#113

esse marcelo é um filha da puuuuuuuuuuutaaa
assisti o jogo entre santos e gremio no olimpico e fiquei puto pra caralhoooooooooo
esse pau no cú só sabe roba pro time da casa
então que ele vá toma no cúúúúúuúúuúúúuúúúú

zé em outubro 9, 2008 12:33 AM


#114

Concordo com o zé, esse juiz é um ladrão descarado.
Ladrãozinho vagabundo devia ser banido da FIFA, na verdade não deveria poder apitar nem jogos de várzea. Que ele morra queimando no inferno.

charlie em outubro 10, 2008 10:44 AM


stuffed bell pepper em março 10, 2009 3:02 AM


advertiser lancaster ohio em março 20, 2009 3:59 AM


#117

gpsh tmjsvq
http://barman.awardspace.info/advance-0c/map.html aerospace and defense news

african american fact history em março 20, 2009 4:34 AM


#118

Procurando informações sobre esse juiz, acabo encontrando esse post. Preocupante, pois é o árbitro que vai apitar o jogo do Galo contra o Goiás no domingo, dia 26 de junho de 2009. Vamos ficar atentos.

Eduardo Ferreira em julho 24, 2009 11:35 PM


#119

Este grande FDP roubou vergonhosamente o CAP no jogo de hoje 09/05 contra o Corinthians. Nada se faz contra FDPs deste tipo!!!!

Claiton Martelli em maio 9, 2010 8:42 PM


#120

O suposto pênalti de Fábio Costa no Tinga, no Brasileirão de 2005, é o pênalti(?) mais falado do futebol.

Houve muitos lances como esse no Brasileiro, e até em Copas do Mundo.

Naquele campeonato mesmo, houve um lance idêntico entre o goleiro do Inter e um atacante de um time do Paraná. Lance esquecido. A maior visibilidade às vezes atrapalha, e o lance do Corinthians continua vivo até hoje!

aldevalde em julho 12, 2010 9:56 AM


#121

arbitro marcelo de lima henrique cuzao e ladrao deu um penalti que nao existiu pois obina se jogou na area e esse fraco arbitro da fifa deu um penalti que nao existiu pracar justo e correto era palmeiras1x0 contra o atletico mineiro nessa o arbitro marcelo de lima henrique cagou na calça dando um penalti que nao existiu pro obina é um arbitro muito fraco duvido voce prejudicar o corinthians

fe em outubro 28, 2010 12:44 PM