Meu Perfil
Um blog de esquerda sobre política, literatura, música e cultura em geral, com algum arquivo sobre futebol. Estamos na rede desde 28/10/2004.



Email:
idelberavelar arroba gmail ponto com

No Twitter No Facebook No Formspring No GoogleReader RSS/Assine o Feed do Blog

O autor
Curriculum Vitae
 Página pessoal em Tulane


Histórico
 setembro 2015
 dezembro 2014
 outubro 2014
 maio 2014
 abril 2014
 maio 2011
 março 2011
 fevereiro 2011
 janeiro 2011
 dezembro 2010
 novembro 2010
 outubro 2010
 setembro 2010
 agosto 2010
 agosto 2009
 julho 2009
 junho 2009
 maio 2009
 abril 2009
 março 2009
 fevereiro 2009
 janeiro 2009
 dezembro 2008
 novembro 2008
 outubro 2008
 setembro 2008
 agosto 2008
 julho 2008
 junho 2008
 maio 2008
 abril 2008
 março 2008
 fevereiro 2008
 janeiro 2008
 dezembro 2007
 novembro 2007
 outubro 2007
 setembro 2007
 agosto 2007
 julho 2007
 junho 2007
 maio 2007
 abril 2007
 março 2007
 fevereiro 2007
 janeiro 2007
 novembro 2006
 outubro 2006
 setembro 2006
 agosto 2006
 julho 2006
 junho 2006
 maio 2006
 abril 2006
 março 2006
 janeiro 2006
 dezembro 2005
 novembro 2005
 outubro 2005
 setembro 2005
 agosto 2005
 julho 2005
 junho 2005
 maio 2005
 abril 2005
 março 2005
 fevereiro 2005
 janeiro 2005
 dezembro 2004
 novembro 2004
 outubro 2004


Assuntos
 A eleição de Dilma
 A eleição de Obama
 Clube de leituras
 Direito e Justiça
 Fenomenologia da Fumaça
 Filosofia
 Futebol e redondezas
 Gênero
 Junho-2013
 Literatura
 Metablogagem
 Música
 New Orleans
 Palestina Ocupada
 Polí­tica
 Primeira Pessoa



Indispensáveis
 Agência Carta Maior
 Ágora com dazibao no meio
 Amálgama
 Amiano Marcelino
 Os amigos do Presidente Lula
 Animot
 Ao mirante, Nelson! (in memoriam)
 Ao mirante, Nelson! Reloaded
 Blog do Favre
 Blog do Planalto
 Blog do Rovai
 Blog do Sakamoto
 Blogueiras feministas
 Brasília, eu vi
 Cloaca News
 Consenso, só no paredão
 Cynthia Semíramis
 Desculpe a Nossa Falha
 Descurvo
 Diálogico
 Diário gauche
 ¡Drops da Fal!
 Futebol política e cachaça
 Guaciara
 Histórias brasileiras
 Impedimento
/  O Ingovernável
 Já matei por menos
 João Villaverde
 Uma Malla pelo mundo
 Marjorie Rodrigues
 Mary W
 Milton Ribeiro
 Mundo-Abrigo
 NaMaria News
 Na prática a teoria é outra
 Opera Mundi
 O palco e o mundo
 Palestina do espetáculo triunfante
 Pedro Alexandre Sanches
 O pensador selvagem
 Pensar enlouquece
 Politika etc.
 Quem o machismo matou hoje?
 Rafael Galvão
 Recordar repetir elaborar
 Rede Brasil Atual
 Rede Castor Photo
 Revista Fórum
 RS urgente
 Sergio Leo
 Sexismo na política
 Sociologia do Absurdo
 Sul 21
 Tiago Dória
 Tijolaço
 Todos os fogos o fogo
 Túlio Vianna
 Urbanamente
 Wikileaks: Natalia Viana



Visito também
 Abobrinhas psicodélicas
 Ademonista
 Alcinéa Cavalcante
 Além do jogo
 Alessandra Alves
 Alfarrábio
 Alguém testou
 Altino Machado
 Amante profissional
 Ambiente e Percepção
 Arlesophia
 Bala perdida
 Balípodo
 Biajoni!
 Bicho Preguiça
 Bidê Brasil
 Blah Blah Blah
 Blog do Alon
 Blog do Juarez
 Blog do Juca
 Blog do Miro
 Blog da Kika Castro
 Blog do Marcio Tavares
 Blog do Mello
 Blog dos Perrusi
 Blog do Protógenes
 Blog do Tsavkko, Angry Brazilian
 Blogafora
 blowg
 Borboletas nos olhos
 Boteco do Edu
 Botequim do Bruno
 Branco Leone
 Bratislava
 Brontossauros em meu jardim
 A bundacanalha
 Cabaret da Juju
 O caderno de Patrick
 Café velho
 Caldos de tipos
 Cão uivador
 Caquis caídos
 O carapuceiro
 Carla Rodrigues
 Carnet de notes
 Carreira solo
 Carta da Itália
 Casa da tolerância
 Casa de paragens
 Catarro Verde
 Catatau
 Cinema e outras artes
 Cintaliga
 Com fé e limão
 Conejillo de Indias
 Contemporânea
 Contra Capa
 Controvérsia
 Controvérsias econômicas
 Conversa de bar
 Cria Minha
 Cris Dias
 Cyn City
 Dançar a vidao
 Daniel Aurélio
 Daniel Lopes
 de-grau
 De olho no fato
 De primeira
 Déborah Rajão
 Desimpensável/b>
 Diário de Bordo
 Diario de trabajo
 Didascália e ..
 Diplomacia bossa nova
 Direito e internet
 Direitos fundamentais
 Disparada
 Dispersões, delírios e divagações
 Dissidência
 Dito assim parece à toa
 Doidivana
 Dossiê Alex Primo
 Um drible nas certezas
 Duas Fridas
 É bom pra quem gosta
 eblog
 Ecologia Digital
 Educar para o mundo
 Efemérides baianas
 O escrevinhador
 Escrúpulos Precários
 Escudinhos
 Estado anarquista
 Eu sei que vivo em louca utopia
 Eu sou a graúna
 Eugenia in the meadow
 Fabricio Carpinejar
 Faca de fogo
 Faça sua parte
 Favoritos
 Ferréz
 Fiapo de jaca
 Foi feito pra isso
 Fósforo
 A flor da pele
 Fogo nas entranhas
 Fotógrafos brasileiros
 Frankamente
 Fundo do poço
 Gabinete dentário
 Galo é amor
'  Garota coca-cola
 O gato pré-cambriano
 Geografias suburbanas
 Groselha news
 Googalayon
 Guerrilheiro do entardecer
 Hargentina
 Hedonismos
 Hipopótamo Zeno
 História em projetos
 Homem do plano
 Horas de confusão
 Idéias mutantes
 Impostor
 Incautos do ontem
 O incrível exército Blogoleone
 Inquietudine
 Inside
 Interney
 Ius communicatio
 jAGauDArTE
 Jean Scharlau
 Jornalismo B
 Kit básico da mulher moderna
 Lady Rasta
 Lembrança eterna de uma mente sem brilho
 A Lenda
 Limpinho e cheiroso
 Limpo no lance
 Língua de Fel
 Linkillo
 Lixomania
 Luz de Luma
 Mac's daily miscellany
 O malfazejo
 Malvados
 Mar de mármore
 Mara Pastor
 Márcia Bechara
 Marconi Leal
 Maria Frô
 Marmota
 Mineiras, uai!
 Modos de fazer mundos
 Mox in the sky with diamonds
 Mundo de K
 Na Transversal do Tempo
 Nación apache
 Nalu
 Nei Lopes
 Neosaldina Chick
 Nóvoa em folha
 Nunca disse que faria sentido
 Onde anda Su?
 Ontem e hoje
 Ou Barbárie
 Outras levezas
 Overmundo
 Pálido ponto branco
 Panóptico
 Para ler sem olhar
 Parede de meia
 Paulodaluzmoreira
 Pecus Bilis
 A pequena Matrioska
 Peneira do rato
 Pictura Pixel
 O pífano e o escaninho
 Pirão sem dono
 políticAética
 Política & políticas
 Política Justiça
 Politicando
 Ponto e contraponto
 Ponto media
 Por um punhado de pixels
 Porão abaixo
 Porco-espinho e as uvas
 Posthegemony
 Prás cabeças
 Professor Hariovaldo
 Prosa caótica
 Quadrado dos Loucos
 Quarentena
 Que cazzo
 Quelque chose
 Quintarola
 Quitanda
 Radioescuta Hi-Fi
 A Realidade, Maria, é Louca
 O Reduto
 Reinventando o Presente
 Reinventando Santa Maria
 Retrato do artista quando tolo
 Roda de ciência
 Samurai no Outono
 Sardas
 Sérgio Telles
 Serbão
 Sergio Amadeu
 Sérgio blog 2.3
 Sete Faces
 Sexismo e Misoginia
 Silenzio, no hay banda
 Síndrome de Estocolmo
 O sinistro
 Sob(re) a pálpebra da página
 Somos andando
 A Sopa no exílio
 Sorriso de medusa
 Sovaco de cobra
 Sub rosa v.2
 SublimeSucubuS
 Superfície reflexiva
 Tá pensando que é bagunça
 Talqualmente
 Taxitramas
 Terapia Zero
 A terceira margem do Sena
 Tiago Pereira
 TupiWire
 Tom Zé
 Tordesilhas
 Torre de marfim
 Trabalho sujo
 Um túnel no fim da luz
 Ultimas de Babel
 Um que toque
 Vanessa Lampert
 Vê de vegano
 Viajando nas palavras
 La vieja bruja
 Viomundo
 Viraminas
 Virunduns
 Vistos e escritos
 Viva mulher
 A volta dos que não foram
 Zema Ribeiro







selinho_idelba.jpg


Movable Type 3.36
« Convite aos belo-horizontinos: Lançamento do novo livro de Márcia Bechara :: Pag. Principal :: Honduras: mais sobre a lógica do golpe »

sábado, 25 de julho 2009

Um blog aos sábados: Uma Malla pelo Mundo

Lucia Malla é das pessoas mais queridas da blogosfera brasileira. Cientista de mão cheia, viajante contumaz, estudiosa atenta da questão ambiental, Lucia é conhecida, principalmente, pela extrema gentileza com que trata a todos: uma daquelas pessoas cuja verdadeira ponderação e respeito pelo interlocutor são mesmo incomuns, irradiam compreensão e diálogo por onde passam. Orgulho-me de ser seu amigo e o seu blog é um de meus favoritos de todos os tempos. Se você anda estressado e cedendo à tentação de bater boca, a sugestão é que dê uma passada no blog da Lucia, mergulhe nos arquivos e tome um banho de alto astral, saber científico-viajante e alegria de viver. Lu integra meu blogroll desde o minuto 1, contemporâneos que somos.

Em Indústria Farmacêutica 1 e Indústria Farmacêutica 2 está o cruzamento entre Lucia cientista e Lucia ativista-blogueira-popularizadora de sua ciência. É uma fundamental leitura de nosso tempo. Mas o blog dela é muito mais. Característica que me faz gostar muito é a série Pequenas anotações de viagens virtuais, em que ela linka generosamente, sempre, os blogs que lê. Trata-se de uma arte essencial que Lu sempre exerceu com maestria.

Além do grande conteúdo, o blog de Lu é dos visualmente mais lindos, registro que é das viagens de dois grandes biólogos pelo mundo. As imagens são assinadas por Andre, marido e fotográfo, além de profissional da biologia. Aqui, Lu com um tubarão, uma de suas especialidades:

lu-malla-1.jpg


Mas é, acima de tudo, como blog de viagem que Lu deixou uma marca inesquecível na internet. Ela testemunhou Fernando de Noronha, Havaí, Everest, Seattle, Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Ilhas Marshall, Hong Kong e tantos outros lugares que nunca nem sonhei visitar.

Companheira de ateísmo e de cosmopolitismo, cientista, atenta às questões do seu tempo, Lu já enfrentou obstáculos mil para viajar com os bichos que ama -- mas arrancou, de saldo, incríveis histórias.

Bióloga brasileira já citada por revistas de ponta da ciência internacional, Lu foi a encarregada de dar uma lula a Lula quando o Presidente visitou a Coreia. Além de testemunhar mais de quatro cantos do mundo, ensinar-nos muito sobre a conservação do planeta, esbanjar sabedoria e alto astral, Lu imortalizou uma frase na internet brasileira:

Tudo de bom, sempre.

Obrigado, Lu.



  Escrito por Idelber às 22:43 | link para este post | Comentários (27)


Comentários

#1

Sigo a Lúcia Malla pelos 4 cantos. Assim, viajo e aprendo, tudo junto...

Cláudio Costa em julho 25, 2009 11:37 PM


#2

Lucia merece, tem um blog ótimo e é sim, muito delicada com todos.
Um abraço, Laura

Laura em julho 26, 2009 12:25 AM


#3

ixe Idelber, em cima hein??? a Lu é um ponto brilhante nessa web louca, junto com o fiel escudeiro Andre, sempre nos enriquecendo com imagens e opiniões indispensáveis!!! #favoritos

@dra_lulu em julho 26, 2009 12:40 AM


#4

Não conhecia o blog e vc tem toda razão, é muito bom, a lucia parece uma pessoa ótima, e tem fotos lindíssimas por lá. Enfim, vc sempre dando ótimos presentes para seus leitores...:)
um abraço, merci,
clara lopez

clara lopez em julho 26, 2009 11:42 AM


#5

E além de tudo, é torcedora do Fluminense!

rabbit em julho 26, 2009 11:52 AM


#6

Adoro a Malla desde o primeiro instante em que entrei naquele blog lindo. Através de seus links tive o primeiro contato com vários outros blogs, acho até que cheguei aqui por lá.
Um dia ela brinda seus leitores com uma foto da pedra azul e dai fiquei sabendo que ela nasceu no Espírito Santo. Uma capixaba que os capixabas pouco conhecem! Salve Malla!

aiaiai em julho 26, 2009 12:23 PM


#7

Dr Cláudio, não só pelos 4 cantos do eixo XY como, e principalmente, no eixo Z...

googala em julho 26, 2009 1:18 PM


#8

Conheci o blog dela através do seu, há uns meses, e desde então devoro cada palavra e foto, pensamento, idéia colocados lá!

Obrigada por mais essa boa leitura!

camila em julho 26, 2009 1:20 PM


#9

eu só aprendo com vocês vviu

Tiago Mesquita em julho 26, 2009 1:44 PM


#10

Eu não sou muito de fazer manifestações em público sobre pessoas, mas fiquei querendo falar o tanto que a Lucia é especial pra mim, o quanto eu a admiro (em vários sentidos) e o quanto eu acho o blog dela especial.

Tenho lido pouco os blogs de que gosto e, portanto, não tenho lido muito o da Lucia. Sei que quem está perdendo com isso sou só eu.

:)

Mônica em julho 26, 2009 1:52 PM


#11

Achei muito engraçado a ideia de dar uma lula a Lula ;-)

Hugo Albuquerque em julho 26, 2009 2:13 PM


#12

Impossível não vir aqui falar dessa escolha/indicação de hoje (eu como sempre atrasada em tudo), digo, de ontem.
De fato, a excelência do blog da Lucia Malla é que me fascinou logo que o conheci, uma vez que no Sub Rosa, minha função sempre foi o de estar atenta para os que chegavam. E por isso fiz uma referência que sem dúvida ela não leu. (Assim como fiz uma para você Idelber e fui até seu blog à época em que vc escrevia sobre uma tal metafísica de fumar ou deixar de fumar ;-))))]

Pour tout dire, os dois posts sobre a indústria farmacêutica e suas variadíssima implicações são simplesmente uma série *EXEMPLAR. Ela anunciou no Twitter quando estava escrevendo, mas foi justo à época em que eu me retirava para ser submetida a uma grave operação. Lidas agora, pode-se ver que o mais importante, além de tudo o que ela mesma deixa claro, é a função que ela exerce de disseminadora da informação hermética da ciência quando é intimamente envolvida com a indústria, com o governo, com tudo que cerca a sociedade politicamente constituída e o bem ou valor mais etéreo e dito maior, que é a vida humana, no que tem de mais vulnerável que é a saúde.

É de meu profundo interesse (foi tema de minha dissertação de Mestrado) a vulgarização/divulgação/disseminação científica) como o leitor leigo - mesmo o mais "cultivé" percebe, compreende e apreende a ciência que é disseminada pelo espcialista. Meus mestres foram franceses, entre eles Pierre Thuillier, e com eles muito aprendi. É necessário muito, muitíssimo talento como o que a Lúcia possui para não trair nem escamotear dados que se perdem na transição.
Afinal, não é, Lucia? ESSERE EST PERCIPII. São linguagens hiperparcelarizadas e quase sempre a falta de conhecimento dos meandros torna-se instrumento de opressão, ou dominação ou corrupção. Ou tudo junto.
Não posso me alongar muito, pois minhas questões são mesmo epistemológicas por dever e defeito de formação. Mas Lucia, não, ela mete a mão na massa. E o resultado lá está. Ela aponta o que deve com conhecimento de causa.

É interessantíssimo o que fala de das bulas de remédios (e eu acrescentaria que muitas das informação aterrorizantes que lá estão também servem de anteparo jurídico às "Pharmas".
A questão da "invenção das doenças" (criação essa que não se deve só à indústria farmacêutica, mas também ao famigerado C. I.D. e conseqüentes benefícios ou não que se tem a partir de uma doença "indexada/reconhecida".
E ainda bem que isso deixou de ser associado simplesmente e como primeiro exemplo à questão depressão severa X triteza comum ou desapontamento.
E muito mais se teria a dizer sobre as viagens, às parcerias nas viagens, os livros etc...
Mas, obviamente, sendo leitora de praticamente tudo o que ela escreve (a ela devo ter-me apaixonado por mais um ente entre os já inúmeros tipos que defendo, amo e ajudo a salavar da extinção: os tubarões) e, de ler praticamente tudo o que ela indica, não posso passar por cima de uma observação de caráter pessoal: nas redes sociais, não hesito - e deixando meu complexo de interdição, eu me assanho e vou lá pedir para ela me aceitar como "amiga", "seguidora" or whatever. Porque pessoas como ela e de pessoas como ela é ah! EU SINTO FALTA, eu quero estar perto. Ficaria muito triste se ela não me aceitasse.
E se se ela não sabe, digo que fico felicíssima, quando escrevo algo, por menos importante que seja e ela, como todos sabem, responde.

Lucia é muito muitas demais. E é inteligente e competente.
Um beijo
M.

Meg (Sub Rosa) em julho 26, 2009 3:35 PM


#13

Perdão, Idelber, só um esclarecimento, certamente necessário, espero que permita:
quando utilizo acima a expressão: " me assanho" etc... e que de pessoas como ela sinto falta, quis dizer que o assanhar-se aí, é uma extensão e uma correlação do termo platônico, em texto bem conhecido - de *reconhecer* no outro a existência do *Interlocutor* de qualidade. Aquele que fala com propriedade, porque conhece. E se tem dúvidas, não hesita em reconhecer isso.

E isso não é pouca coisa. Ah, não é.

Um abraço a você e obrigada.

Meg (Sub Rosa) em julho 26, 2009 4:25 PM


#14

Da Revista ÉPOCA:

NO BOLSO
Daniel Dantas durante depoimento na CPI dos Grampos. A Justiça asfixia o Opportunity
Os processos contra o banqueiro Daniel Dantas, do grupo Opportunity, ocupam lugar de destaque na antiga discussão sobre a impunidade e o alcance da Justiça brasileira quando os reús são milionários. Preso duas vezes em julho do ano passado na Operação Satiagraha, da Polícia Federal (PF), Dantas foi beneficiado com dois habeas corpus concedidos pelo Supremo Tribunal Federal. Condenado em primeira instância a dez anos de prisão pela acusação de tentar corromper policiais federais que o investigavam e acusado em outro processo de ser o chefe de uma quadrilha especializada em crimes financeiros, Dantas responde aos processos em liberdade. Mas, enquanto ele trava essa guerra judicial, vem recebendo golpes seguidos no bolso. De acordo com o Ministério Público e a Justiça Federal, cerca de R$ 4 bilhões de Dantas, de seus sócios e do Opportunity estão bloqueados em pelo menos quatro países (leia o quadro abaixo) .

O último revés aconteceu na semana passada. Pessoas diretamente envolvidas na investigação disseram a ÉPOCA que a Justiça da Suíça bloqueou cerca de US$ 1 bilhão (equivalentes a R$ 1,9 bilhão) do Opportunity depositados naquele país. A Justiça dos Estados Unidos já havia bloqueado US$ 450 milhões (R$ 855 milhões), e a do Reino Unido outros US$ 46 milhões (R$ 87 milhões). O principado de Luxemburgo afirmou também oficialmente que bloqueou dinheiro que seria de Dantas, mas não informou o valor. Outros países podem tomar medidas semelhantes. A própria assessoria de imprensa do Opportunity, em nota, afirma que “o governo brasileiro pediu bloqueio de fundos geridos pelo Opportunity em vários países. As alegações (para o bloqueio) são totalmente infundadas, com muitas provas falsas”.

No último dia 20, o juiz Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal em São Paulo, aceitou a denúncia do Ministério Público Federal que acusa Dantas e mais 13 pessoas de crimes contra o sistema financeiro. Em sua decisão, De Sanctis mandou liquidar em 48 horas o Opportunity Special Fundo de Investimentos em Ações, que tem patrimônio de R$ 954 milhões. No dia seguinte, a desembargadora Ramza Tartuce, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, suspendeu a liquidação. Ela afirmou que a operação poderia trazer “consequências imprevisíveis ao mercado financeiro”. O fundo, porém, continua bloqueado. De Sanctis também mandou sequestrar 25 fazendas e mais de 450 mil cabeças de gado que, segundo ele, teriam sido usadas por Dantas e seu grupo para lavar dinheiro de origem ilegal. A Polícia Federal diz que Dantas injetou R$ 700 milhões nas fazendas.

O bloqueio dos recursos no exterior foi possível porque as informações colhidas pela Polícia Federal na Operação Satiagraha foram compartilhadas com unidades de inteligência financeira de vários países. A partir daí, foi possível pedir o bloqueio do dinheiro. Reter o dinheiro e sequestrar bens de suspeitos é parte de uma estratégia conhecida como “asfixia financeira”: ela consiste em esvaziar os recursos de quadrilhas para evitar que elas continuem praticando crimes ou então consigam esconder o dinheiro obtido em operações suspeitas. Para liberar o dinheiro, Dantas terá de provar sua inocência.


Mariana em julho 26, 2009 4:41 PM


#15

Um blog aos sábados e eu só pude conferir no domingo. Mas é tão bem escrito, tão recheado das mais belas fotos e tão carinhosinho que olha, teria feito a minha alegria qualquer que fosse o dia da descoberta. :o) Suspirei diante desse post: http://www.interney.net/blogs/malla/2006/03/06/a_melhor_viagem_de_duas_vidas/
Em tempo: muito fofa, Idelber querido, a idéia de sugerir blogs. Tenho me esbaldado. People like us like people like us. :o)

Flavia Stefani em julho 26, 2009 6:06 PM


#16

Todos os post dessa série, "Um blog aos sábados", foram mesmo uma alegria pesquisar e escrever. Mas este foi o que mais demorou, porque eu não conseguia parar de ler o blog da Lu -- a grande maioria posts que eu já havia lido.

Era para ter saído na madrugada do sábado, mas eu lia tanto e tão vorazmente que atrasou um dia. Lucia Malla é um modelo de ética para mim, modelo de relação com o mundo, mesmo.

Esse post é o máximo, Flavia.

Lu e Andre, tudo de bom sempre.

Idelber em julho 26, 2009 8:39 PM


#17

Sei que to meio atrasado e devia ter postado isso naquela história sobre o holocausto dos ateus.

Deixei pra lá , mas quando vejo vc citando o ateísmoda lucia como uma de suas muitas qualidades (e não características)ponho-me a cismar ...
Que crentes são esses que perseguem o ceticismo de voces? não acredito que, socialmente, vcs convivam com gente que os discriminem por sua 'não fé'.
Eu,panteísta fervoroso e macumbeiro de fé,sempre convivi muito bem com monoteeístas, ateus e agnósticos de todos os matizes.

Esses com quem convivo temos outras afinidades que, essas sim, são objetos de ostensivas discriminações - ideológicas, estéticas, comportamentais e qu tais ...
Fora os fundamentalistas pentecostais e quejandos, gente de outro planeta que só vejo na televisão, nunca vi ninguém doscriminar ninguém por ceticismo.

Tá meiofora da pauta mas vai mesmo assim

hélio jesuìno em julho 26, 2009 11:13 PM


#18

não dá pra NÃO AMAR lucia malla!
:>)

Biajoni em julho 26, 2009 11:47 PM


#19

Idelber,
Belíssima e merecida homenagem à Lucia. Também tenho a honra de ser amiga de Lucia, a quem tive o prazer de conhecer pessoalmente, em minha última visita a SP, embora já nos conhecêssemos virtualmente por compartilhar o projeto Faça a sua parte. A gentileza, a inteligência, o carisma, a humildade e a humanidade de Lucia são coisas marcantes para quem tem a feliz oportunidade de conversar com ela. Excelente dica de blog a seus leitores.
abraço, garoto

deniserangel em julho 26, 2009 11:57 PM


#20

Idelber,

Mais especificamente, a Lúcia Malla é adepta do Monsterismo do Espaguete Voador, né não? Estou seriamente pensando em deixar de ser ateu e abraçar o credo dessa grande divindade e de seus 10 condimentos.

De resto, merecidíssima homenagem. O blog mesmo é, curiosamente, o resultado de uma simbiose - dos trabalhos da Lúcia e do André.

He will be Bach em julho 27, 2009 12:29 AM


#21

Idelber, sinto-me abraçada por vc e por todos de uma forma excepcional. Obrigada demais por esse sentimento tão sincero expresso em seu post. Como disse no post de agradecimento em meu blog, é particularmente importante para mim neste momento da vida tão cheio de preocupações ser relembrada do quanto minhas mallices deixam rastros positivos nas pessoas. É um estímulo p/ continuar compartilhando viagens reais e na maionese (ou no eixo Z, como disse o googala).

Duas "colocações" apenas: 1) aiaiai, não sou capixaba de nascimento, apenas de coração... Confesso q considero o ES a minha terra-natal, pq, afinal, foi lá q passei infância e adolescência. Mas nasci no RJ. :)
2) Idelber, eu nunca fui ao Everest. Apenas tenho essa "febre", q me faz ler e acompanhar tudo q gira em torno do montanhismo nos Himalaias. Ainda é um sonho: o Everest está bem lá no alto da minha lista de lugares q desejo conhecer, mas infelizmente ainda não tive condições de ir. Quem sabe um dia... ;)

Tudo de bom sempre a todos. Vcs me emocionaram. Obrigada de coração.

Lucia Malla em julho 27, 2009 4:07 AM


#22

Idelber, Muito obrigado pela homenagem ao blog da Lu e ao nosso trabalho! Existe uma paixão mútua pelo mar e viagens no que tange o blog: nos complementamos com imagens e palavras (mas mil palavras dela valem muito mais que uma imagem minha:). O importante para nós é aprender um com o outro , sempre... o que torna a nossa "viajem" tudo de bom... ;)
#20 acertou a síntese na mosca... além de também simpatizarmos com o "monstro do espaguete voador" :)

Andre em julho 27, 2009 5:18 AM


#23

A Lucia e o André são uma delicia de casal. Tive a oportunidade de conhecê-los pessoalmente e de estar junto com eles, viajando na maionese, algumas vezes.
Adoro o blog, adoro eles. Achei a homenagem que vc fez a coisa mais delicada do mundo.
Um beijo

Alline em julho 27, 2009 7:20 AM


#24

Serenidade, gentileza, ética, sensibilidade e ativismo social, rigor científico sem proselitismo (mas com paixão), sem falar no bom gosto estético (falo das paisagens, e seu companheiro André tem muito a ver com isso): tudo está lá, no blog da Lucia Malla.

Ricardo Cabral em julho 27, 2009 10:16 AM


#25

Caro Idelber e visitantes, venho com um off-topic para pedir ajuda para um brasileiro desaparecido no Malawi. Quem puder, por favor divulgue o blog http://ajudegabrielbuchmann.blogspot.com/ Isso ajudará a manter o assunto na mídia e quem sabe a fazer pressão para que as buscas continuem. Obrigada.

Renata L em julho 27, 2009 10:43 AM


#26

Resta-nos, agora, promover a campanha: Lúcia nos Himalaias. Para que de todo tenhamos imagens e paixões, e vertigens, de novo de primeira mão.

Cesar Kiraly em julho 27, 2009 7:37 PM


#27

Pô Idelber, fazia tempo que eu não concordava inteiramente com um post seu, mas este da Lúcia Malla foi impossível. Resumiu bem o que todos nós sentimos pelo blog "tudo de bom sempre" e pela pessoa simpática que é a Lúcia (e olha que só a conheço "virtualmente").

Abraço.

André em julho 28, 2009 1:24 PM